Secretária anuncia o fim das viagens diárias do ônibus do TFD

Radar do Sertão

A secretária de Saúde de Tabira, Zeza Almeida, acompanhada da Coordenadora Jaciara Amaral, esteve no Programa Show da Tarde, da Rádio Cultura FM nessa segunda-feira (16).

Motivada pelo alto custo, a secretária decretou o fim das viagens diárias que o ônibus do TFD – Tratamento Fora do Domicílio – fazia para a capital, Recife. “É inviável para o município arcar com o custo desses”, disse Zeza acrescentando que do jeito que estava ficava difícil até para o veículo passar por manutenção.

Jaciara anunciou que o ônibus fará duas viagens para Recife a partir de agora, aos domingos e às quartas-feiras e disse que é preciso os pacientes se adaptarem a essa programação.

A Casa de Apoio continuará recebendo e dando assistência aos pacientes normalmente, inclusive àqueles que precisarem ficar alguns dias a mais para esperar a viagem de retorno do ônibus após seus atendimentos.

Ministro da Defesa vai solicitar construção de presídio federal em Pernambuco

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou, nesta segunda-feira (16), em Olinda, no Grande Recife, que vai pedir ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, a instalação de um presídio federal em Pernambuco. De acordo com Jungmann, o estado é uma das unidades da Federação com maior possibilidade de receber um dos cinco novos estabelecimentos carcerários anunciados pelo presidente Michel Temer, no início de janeiro.

O ministro da Defesa ressaltou que a decisão final sobre os locais das novas unidades carcerárias será do Ministério a Justiça. De acordo com levantamento do G1, Pernambuco é o segundo estado do Brasil com a maior superlotação das cadeias, perdendo apenas para o Amazonas.

Raul Jungmann esteve em Pernambuco para anunciar mudanças no sistema de alistamento militar. A construção de mais cinco presídios federais vai custar entre R$ 40 milhões e R$ 45 milhões ao governo federal.

De acordo com Jungmann, Pernambuco sai na frente na questão dos novos presídios federais. “Pelos últimos dados do anuário de segurança pública, há um déficit de aproximadamente 20 mil vagas. O estado faz muito bem em solicitar o presídio federal, mas a decisão vai caber ao ministro da Justiça. Vou reforçar esse pleito”, disse.

Questionado sobre os planos de controle da situação carcerária, após as três chacinas em presídios do Norte e Nordeste, Jungmann afirmou que uma das medidas de contenção da população carcerária que estão sendo estudadas é a aplicação de bloqueadores de celular e detectores de metal em todas as penitenciárias do Brasil.

Ele também disse que, caso necessário, as Forças Armadas estão à disposição para o controle da crise carcerária, que já deixou ao menos 115 mortos em presídios do Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte.

“Força Nacional não é força permanente e não cuida de presídio. Ela pode atuar na retomada de controle, mas a obrigação é dos estados. Quando elas não dão conta, faz-se um pedido de atuação. O novo Plano Nacional de Segurança já tem a previsão de instalação de bloqueadores de celular, raio-X e scanners em todas as penitenciárias do Brasil. O envio de detectores de metal também pode ser estudado, como os utilizados na Olimpíada”, afirmou.

Fronteiras

Na quarta-feira (18), o ministro visitará fronteiras do Brasil com alguns países, para reforçar o combate ao tráfico. Ele deve encontrar-se com os ministros da Defesa da Colômbia e do Peru, para montar um plano de combate a esse tipo de crime.

As fronteiras do Brasil têm cerca de 17 mil quilômetros, o que equivale à distância até a Ásia, por exemplo. Segundo Jungmann, a ajuda de outros países é essencial por alguns deles serem grandes focos de produção de drogas e contrabando de armas.

“O combate ao tráfico de armas e drogas depende também dos vizinhos, é um trabalho a ser feito por muitas mãos. Atualmente, temos cerca de 35 mil homens cuidando das fronteiras. Estamos ampliando a fiscalização empregando aparelhos como visão noturna, radares móveis e procuramos arrendar um satélite de baixa altitude”, disse.

Prefeitura de Tabira reafirma parceria com o Polo de Educação à Distância

Na manhã desta segunda-feira (16), o Prefeito Sebastião Dias recebeu em seu gabinete os profissionais que trabalham no Polo de Educação à Distância de Tabira. No encontro foi falado a importância do Polo para o município.

A Coordenadora Lyedja Simea relatou ao prefeito as dificuldades e os transtornos causados pelas chuvas quando o Polo teve parte de sua estrutura danificada.

O Prefeito Sebastião Dias se prontificou em ajudar e colocou a gestão a inteira disposição. “É fundamental a presença desse Polo em nosso município proporcionando o ensino superior aos nossos jovens”, disse Sebastião.

Relatório apontará árvores que estão fora do padrão em Tabira

A Prefeitura de Tabira, atendendo orientação do Ministério Público, está fazendo um levantamento das árvores que estão fora do padrão segundo orientação da Caixa Econômica Federal.

Já no início dos trabalhos, o Engenheiro Florestal Ricardo de Biazi identificou algumas árvores localizadas na rua ou interrompendo o caminho das águas junto ao meio fio.

O levantamento está sendo feito em ruas calçadas, asfaltadas e nas que ainda receberão a pavimentação asfáltica e será concluído e apresentado ao Prefeito Sebastião Dias ainda esta semana.

Waldemar Borges diz em Rádio de Tabira que não será candidato a Federal

Por Anchieta Santos

Durante sua passagem por Tabira na última semana o Deputado Waldemar Borges líder do governo Paulo Câmara na Assembleia Legislativa falou a Rádio Cidade FM.

Inicialmente descartou qualquer possibilidade de disputar mandato de federal em 2018. “Não tenho nenhum interesse de sair de Pernambuco. Aqui é o meu lugar. Como estadual estou mais próximo das coisas do estado”.

Borges declarou que a oposição na assembleia joga pra galera quando cobra do Governador Paulo Câmara a extinção de secretarias. “O enxugamento de cargos em Pernambuco foi iniciado na gestão de Eduardo Campos. Paulo Câmara durante o seu governo também reduzi u e o nosso estado está entre os que menos gastam com cargos comissionados no País”.

Waldemar se comprometeu a lutar pela retomada da obra do Curral do Gado de Tabira.

Empresa concorda em fazer reparos exigidos pela Caixa para dar continuidade à segunda etapa do asfalto em ruas de Tabira

O Governo Municipal vem trabalhando firme no sentido de promover a continuidade da obras do asfalto em Tabira. Nesse sentido, o secretário de Obras do município, Cláudio Alves, esteve reunido com o engenheiro Daniel, o Diretor de Convênios, Rúbens Espíndola e o Dr. Ivanildo que é o engenheiro responsável pela empresa que executou a primeira etapa do asfalto em Tabira.

Desse encontro saiu a boa notícia, principalmente para os moradores da Rua Rosa Xavier, que será o próximo logradouro a receber pavimentação asfáltica, que a empresa procederá com todos os reparos solicitados pela Caixa Econômica Federal.

Depois desses trabalhos concluídos haverá a liberação da segunda etapa da aplicação do asfalto nas ruas restantes do projeto.

Em Pernambuco, catador de lixo dá exemplo de solidariedade

Em Pernambuco, um catador de lixo dá um exemplo de solidariedade. O pouco que ganha, divide para melhorar a vida na comunidade onde mora.

Há 24 anos, o seu Sebastião puxa uma carroça pelas ruas de Olinda atrás de material reciclável. A vida nunca foi fácil para ele. Ficou órfão aos 4 anos, teve pouco estudo. Com sacrifício, criou sete filhos. Ele é um exemplo para a família.

“É o valor do suor”, diz familiar.

“Acho perfeito o que ele faz ajudando os outros em vez de si mesmo”, afirma a estudante Maria Eduarda Ramos.

Nunca falta trabalho para o catador. O lixo que sufoca o manguezal é fonte de renda para o seu Sebastião. Neste garimpo diário ele tira o sustento.

“A gente tira uma faixa de 40 a 50 sacos, que dá uma média de 80 a 100 quilos”, conta o catador de lixo Sebastião Pereira Duque.

O que ele faz com o pouco dinheiro que ganha vendendo o que tira do lixo é de se admirar.

E de pouco em pouco, juntando cada quilo do material recolhido, o seu Sebastião construiu uma obra permanente e muito necessária na comunidade, a escola que ganhou um nome apropriado: Escola Nova Esperança.

A pequena escola é um refúgio para 75 crianças que têm entre 2 e 6 anos de idade.

Os pais pagam uma taxa simbólica de R$ 25 para ajudar no salário de três professoras. O que não tem preço é a gratidão.

“Eu acho maravilhoso o trabalho que ele faz”

“Sebastião é uma pessoa que todo mundo gosta”

As crianças retribuem a generosidade com afeto.

E não é só a escola. O catador também constrói barracos para quem não tem onde morar. Já deu teto a oito famílias, entre elas a da Flávia e dos três filhos.

“Sebastião ajuda a comunidade como pode, sem poder. Com doações, fazendo casas, ajudando com barracos, com telha, com fio. Ele para mim é mesmo que ser um pai”, conta a manicure Flávia da Silva.

Seu Sebastião ainda faz mais: conserta cadeiras de rodas e fabrica muletas para quem precisa.

O catador conta com doações para bancar as despesas. Aos 72 anos de idade, seu Sebastião sabe que a solidariedade não para graças ao maior patrimônio que ele tem.

“A honestidade é a maior riqueza. Se a gente ganha para dar, a gente ganha para dar. Quando a gente tem honestidade, o povo confia. Se o povo confia, é em cima da honestidade”, disse.

Após 13h, PM entra em penitenciária no RN; há mais de 10 mortos

A rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, cidade vizinha a Natal (RN), chegou ao fim após mais de 14 horas. O motim começou por volta das 16h30 (no horário local, 17h30 no horário de Brasília) e, até a manhã de hoje, não havia sido controlado pelas autoridades estaduais.

Os detentos se renderam por volta das 7h deste domingo após a Tropa de Choque Militar entrar nos pavilhões e não houve troca de tiros, segundo a Secretaria de Segurança. O governo estadual confirmou dez mortes.

A maior penitenciária do Rio Grande do Norte, Alcaçuz tem cerca de 1.150 presos em um espaço com capacidade total para 620. Os presos teriam invadido o pavilhão 1 e o 5. O pavilhão 5 é uma unidade separada e que faz parte do Complexo de Alcaçuz. Atuam no Rio Grande do Norte, além do Primeiro Comando da Capital (PCC), o Sindicato do Crime do RN, rival do grupo paulista e mais próximo da Família do Norte e Comando Vermelho. A ação teria sido causada por uma briga entre o PCC e o Sindicato do Crime.

Em Alcaçuz, segundo fonte ouvida pelo jornal O Estado de S.Paulo, os pavilhões 1,2,3 e 4 são dominados pelo Sindicato do Crime RN e o 5 encontra-se com presos com algum tipo de ligação o PCC.

Ação de Lucas Ramos promove serviço de saneamento em Petrolina e Lagoa Grande

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realiza neste fim de semana uma ação de desobstrução da rede de esgoto no distrito de Izacolândia, em Petrolina. Graças a uma ação conjunta do deputado estadual Lucas Ramos (PSB) ao lado do vereador Domingos de Cristália (PMDB), dois caminhões limpam as tubulações e retiram resíduos e detritos que estavam impedindo o escoamento e ocasionando transbordo em algumas localidades. Após o trabalho em Izacolândia, os veículos seguem para o município de Lagoa Grande.

O prefeito Vilmar Capellaro e o secretário de Infraestrutura, Ademar Nonato, nos procuraram já no primeiro dia de trabalho para que o serviço pudesse ser realizado em Lagoa Grande. Viabilizamos junto à Compesa para que o trabalho fosse feito o quanto antes, detalhou o deputado. Em Izacolândia, o vereador Domingos de Cristália cobrou a ação, fundamental para melhorar a qualidade de vida da população, declarou Lucas.

De acordo com o parlamentar, ações de saneamento básico precisam ser realizadas com agilidade. Os moradores de Izacolândia e Lagoa Grande estavam sendo prejudicados pelos pontos de entupimento e a ação da Compesa vem para corrigir, melhorar o serviço e evitar problemas maiores, afirmou Lucas. Realizar esta ação garante avanços no saneamento que vão ser refletidos na saúde e na qualidade de vida das pessoas, concluiu.

Prefeitos reeleitos reduzirão máquina

De acordo com levantamento do TCU, prefeituras municipais perderam, nos últimos cinco anos o equivalente a um ano de arrecadação do FPM e ISS

No Recife, Geraldo fez cortes para economizar R$ 81 mi

Enquanto os prefeitos novatos tentam ajustar o rombo deixado pelos antecessores, os gestores reeleitos preparam cortes na máquina pública e de custeio para enfrentar as dificuldades do segundo mandato diante da crise econômica. De acordo com levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU), as prefeituras municipais perderam nos últimos cinco anos o equivalente a um ano de arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), as principais fontes de arrecadação municipais.

“Os gestores não vão poder colocar em prática aquilo que prometeram de imediato porque não vão ter receita. Estamos projetando 2017 igual ou pior que 2016. É preciso que eles começem com o pé no chão e contas na ponta do lápis para que o governo não pare”, afirma o secretário-geral da CNM, Eduardo Tabosa. O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), foi um dos primeiros a anunciar um corte de nove pastas no organograma municipal e redução de 35% dos cargos comissionados. A expectativa é uma economia de R$ 81 milhões.

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), afirma que teve que readequar a estrutura municipal para os tempos de dificuldade. Ele cortou três secretarias (eram 11 pastas e hoje são 8) e estuda corte de comissionados e despesas. Com a redução de secretarias, a expectativa é de uma economia de 50 mil ao mês. O gestor afirma que é preciso fazer caixa no primeiro semestre para enfrentar dificuldades do segundo semestre. Além disso, ele se queixa de queda e atraso nos repasses de recursos da Saúde pelo Estado e União.

O prefeito de Araçoiaba, Joamy (PDT), tem como foco cortar gastos considerados supérfulos. Em especial, o gestor pretende cortar os gastos com eventos festivos. Segundo o gestor, a cidade – que chegou a ser considerada uma das 100 piores para se viver, pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, – sofre com “déficit histórico”.

“Temos que enxugar a folha e acabar com gastos supérfulos. Temos que acabar com festividades. Sei que o povo quer festa, mas não adianta gastar valores altos e deixar de lado áreas como saúde e educação de lado”.

O prefeito de Tabira, Sebastião Dias (PTB), afirma que o principal desafio dos municípios menores é com a arrecadação. Além da crise econômica, a cidade é afetada pela constante crise hídrica e baixa movimentação econômica. “Temos que fazer o impossível com o que temos”.

Reeleito, José Patriota, de Afogados da Ingazeira – que é presidente licenciado da Amupe – diz que maioria da população votou pela renovação das prefeituras, mas observa que é preciso que os novos gestores também deem respostas à população. E que os antigos façam o dever de casa, ou seja, reduzam gastos e enxuguem a máquina.

Deputado Guilherme Coelho cobra celeridade do BB na renegociação de dívidas rurais

O Deputado Federal Guilherme Coelho (PSDB/PE) aproveita o recesso parlamentar do Congresso para percorrer setores importantes de Brasília. Nesta quinta-feira (12), o Deputado convidou o colega parlamentar Júlio César (PSD/PI) para se reunir com a diretoria do Banco do Brasil e cobrar mais celeridade no processo de renegociação de dívidas rurais.

A Lei, sancionada em setembro do ano passado, já foi regulamentada pela Fazenda Nacional, e está normatizada pelo Banco do Nordeste, que já iniciou as renegociações com os produtores da região. Porém, o Banco do Brasil ainda não está oferecendo os descontos.

Muitos agricultores que têm dívidas no Banco do Brasil já estão procurando a instituição para renegociar os débitos. O que nós acordamos hoje é que enquanto o Banco não estiver operando, esses agricultores não podem ser inscritos no Serasa, no SPC e Cadin pelos débitos atrasados que a lei ampara, comentou Guilherme sobre os resultados da reunião.

O diretor de Agronegócios Álvaro Tosetto e o gerente de relacionamento do banco, Fernando Conde, esclareceram que o sistema informatizado da Rede ainda não está preparado para realizar os cálculos de acordo com a nova Lei, mas o setor técnico do Banco já está providenciando os ajustes necessários.