Defesa de Lula entra com embargos de declaração contra condenação de Moro

Agência Brasil

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu da decisão do juiz federal Sérgio Moro de condená-lo a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Apresentados na sexta-feira (14) pelos advogados do ex-presidente, os chamados embargos de declaração pedem que Moro esclareça supostas “omissões, contradições e obscuridades” na decisão.

Logo no início da solicitação, a defesa critica a “ausência de imparcialidade” do juiz ao julgar o caso, argumentando que a sentença proferida não considerou elementos que, para os advogados, atestam que Lula não cometeu os crimes.

Para solicitar os embargos de declaração, o documento protocolado na 13ª Vara Criminal de Curitiba descreve dez pontos que vão desde omissões de Moro quanto às afirmações da defesa a questionamentos sobre a dosimetria da pena aplicada.

A condenação é relativa ao processo que investigou a compra e a reforma de um apartamento triplex no Guarujá, litoral de São Paulo. Na sentença, o magistrado afirma que as reformas executadas no apartamento pela empresa OAS provam que o imóvel era destinado ao ex-presidente. Uma das supostas obscuridades apontadas pela defesa do petista diz respeito à “desqualificação” das declarações de testemunhas que corroboram a tese dos advogados.

“Mais descabido, ainda, é o julgador, ao mesmo tempo em que ignora os testemunhos alinhados com a tese defensiva, considerar somente as declarações que convergem com a hipótese acusatória, estas oriundas, obviamente, de delatores e de aspirantes a delatores, como é o caso do corréu Léo Pinheiro (lembre-se, por relevante, que Léo Pinheiro, como corréu, depôs sem a obrigação da verdade e, ainda, durante a negociação de um acordo de delação premiada, como foi esclarecido por sua Defesa). Tal posição, mais uma vez, denota o comprometimento do juízo como castelo teórico construído pela Força-Tarefa “Lava Jato” em relação ao ex-presidente Lula”, escreveram.

No tópico referente a supostas omissões de fatos relacionados à transferência do imóvel, a defesa afirma que Moro quis transformar em ‘prova’ o fato de a OAS Empreendimentos não ter tomado qualquer medida para que Lula e a ex-primeira dama, Marisa Letícia, formalizassem a compra do apartamento, desistissem do negócio ou retomassem o pagamento das parcelas.

“Ora, mais uma vez o juízo despreza todo o arcabouço probatório e confere uma interpretação absolutamente descabida aos fatos. A Bancoop não tinha ação para tomar contra D. Marisa. A falecida esposa do e x-p residente Lula tinha um crédito, não uma dívida. Tampouco a OAS Empreendimentos tinha algo a fazer contra D. Marisa. Não havia contrato para obrigar D. Marisa a fazer qualquer pagamento!”, afirma.

Repetindo a sustentação de que há “prova cabal” da inocência de Lula, a defesa alega ainda que a OAS “sempre exerceu faculdades de proprietária do imóvel”. Da mesma forma, o documento aponta que, de acordo com as “provas testemunhais”, o ex-presidente “jamais teve a posse do referido triplex”.

“Mais uma vez: se a proprietária não transferiu a unidade 164-A para o ex-presidente Lula, tendo inclusive cedido os direitos creditórios sobre a venda do referido imóvel a um fundo administrado pela Caixa Econômica Federal; se o ex-presidente Lula não exercia as faculdades de proprietário ou o corpus intrínseco ao possuidor do bem, qual a vantagem indevida obtida, apta a configurar os crimes de corrupção e lavagem? Nenhuma!”, argumenta.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o advogado Cristiano Zanin Martins informou que entrará com recurso de apelação na segunda instância, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, depois que o juiz Sérgio Moro julgar os embargos.

Homicídios: número aumenta quase 40% em PE

Do G1 – PE

No primeiro semestre de 2017, Pernambuco contabilizou 2.875 homicídios, número 39,3% maior do que os 2.063 assassinatos registrados no mesmo período do ano anterior. Dados divulgados nesta sexta-feira (14) pela Secretaria de Defesa Social (SDS) mostram que o mês de junho deste ano teve 380 homicídios no estado, quantitativo que a pasta destaca como menor em comparação aos outros meses do ano. No entanto, esse número é 14,4% maior em comparação a junho de 2016, quando foram registrados 332 assassinatos no território pernambucano.

Ainda segundo a SDS, houve registro de 9.624 registros de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), incluídos nessa categoria os assaltos a bancos e a ônibus, em junho deste ano em Pernambuco. Também nesse mês, foram registrados 2.337 casos de violência doméstica e familiar e 139 estupros no estado.

No mesmo período, ainda foram apreendidas 233 armas pelos efetivos das polícias Militar e Civil e cumpridos 432 mandados de prisão, além da apreensão de 453 menores por atos infracionais. Segundo a SDS, houve também 392 ocorrências por tráfico de drogas e 1.614 veículos roubados em junho de 2017.

No final de junho, teve início a gestão do novo secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antônio de Pádua, que assumiu a pasta depois que o ex-secretário, Angelo Gioia, pediu demissão do cargo por motivos pessoais. De acordo com Pádua, houve estabilização no número de ocorrências como roubos a ônibus, agências bancárias, arrombamentos de caixas eletrônicas e assaltos a carros- fortes, registradas em Pernambuco no mês de junho em relação ao mês de maio.

Segundo o secretário, uma das atuais prioridades da SDS é o combate aos roubos a ônibus. De acordo com a pasta, 89 pessoas suspeitas desse tipo de crime foram presas ou apreendidas somente no mês de junho.

“A partir de hoje dou por encerrado todo investimento meu no desporto em Tabira”, afirmou Arimatéia

Radar do Sertão

A Copa Damol de futebol esse ano estava em sua 10ª edição e de forma brusca e inesperada foi interrompida e colocado um ponto final com o torneio ainda em andamento. O anúncio foi feito na noite dessa quarta-feira (12) por Antonio Tico, organizador do torneio e braço direito de Arimatéia, principal patrocinador do evento.

Para os atletas, dirigentes e comissões que formam o torneio, a notícia foi uma bomba. Até mesmo para o próprio Arimatéia a decisão de Antonio foi uma surpresa. “Ele havia conversado comigo e dito que estava insatisfeito com alguns comentários. Falou que nas próximas edições iria promover algumas mudanças, colocar árbitros de fora de Tabira e convidar outros times, mas em momento algum ele disse que iria interromper o campeonato”, disse Arimatéia falando ao Programa Show da Tarde da Rádio Cultura FM.

Téa afirmou que essa decisão foi isolada de Antonio e lamentou muito o fim da Copa Damol porque esse torneio serviu para despertar de certa forma o interesse do poder público para investir mais no desporto, principalmente no campeonato municipal de futebol.

Arimatéia deixou claro que, apesar de ter outras pessoas de sua confiança ligadas ao desporto, ele não pretende dar continuidade à Copa Damol. “A partir de hoje dou por encerrado qualquer investimento meu no desporto de Tabira. Não patrocino mais times, nada mais ligado ao esporte”, afirmou.

O empresário disse que espera que essa decisão de Antonio não tenha nada a ver com política, mas não deixou de fazer seu comentário no campo político. “Esse jeito de fazer política em Tabira só leva a cidade pra baixo. A própria Copa Damol já foi vítima dessa política nojenta de Tabira. Nossa cidade realmente é a terra das tradições, mas tradição em perder tudo que é bom”, desabafou Arimatéia.

Temer liberou R$ 134 milhões em emendas para aliados na CCJ

São Paulo – No mês passado, quando a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ameaçava o presidente Michel Temer, o Palácio do Planalto abriu a carteira para manter aliados satisfeitos — já de olho nas votações decisivas para o futuro do governo.

Segundo levantamento da ONG Contas Abertas,  o  governo liberou em junho mais de 2 bilhões de reais para parlamentares de 27 partidos e bancadas estaduais. Desse total, 134 milhões de reais foram empenhadas para emendas de 36 dos 40 deputados que derrubaram o parecer favorável à denúncia contra Temer. Entre os que aprovaram o primeiro relatório, o valor desembolsado caiu pela metade: 66 milhões de reais.

Mas dois parlamentares que votaram contra Temer foram os alvos do maior montante em emendas empenhado em junho. Marcos Rogério (DEM-RO) e Silvio Torres (PSDB-SP) receberam, respectivamente, 5,3 milhões e 5,1 milhões de reais.

Já o deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), autor do relatório alternativo que rejeitou a denúncia contra o peemedebista, é o aliado que ganhou mais recursos do governo: foram 5,1 milhões de reais empenhados em emendas para ele em junho.

Dois aliados de Temer que assumiram uma cadeira na CCJ nas vésperas da votação também aparecem na lista dos mais “abonados” com emendas em junho: são eles os deputados Beto Mansur (PRB—SP) e Carlos Marun (PMDB-MS), que receberam 5 milhões de reais cada.

A expectativa é de que a denúncia seja apreciada pelo plenário da Câmara a partir de 2 de agosto, caso o governo consiga montar quórum suficiente. Para garantir votos, o Planalto já cogita fazer uma reforma ministerial dando prioridade (e mais espaço) para aliados e punindo traidores.

O relator do parecer contrário a Temer, o  deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), já começou a sentir o gosto amargo da retaliação do Planalto: ele perdeu ontem o posto de vice-líder do PMDB na Câmara e de coordenador da bancada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Deve ser ainda substituído na comissão. O valor de emendas empenhadas para ele em junho? Zero reais.

UFPE está com inscrições abertas para o Vestibular EaD 2017/2 via Enem

Diário de Pernambuco

A partir desta terça-feira, os interessados em participar do processo seletivo de ingresso 2017.2 para cursos de graduação da Universidade Federal de Pernambuco na modalidade a distância poderão se inscrever. Os candidatos devem se inscrever, exclusivamente, pelo site da Covest. O cadastro só será efetivado após o pagamento da taxa, que custa R$ 60. As inscrições seguem até sexta-feira.

Confira o edital

A quantidade de vagas por cursos e polos de apoio presencial pode ser conferida no Anexo I do edital. Serão reservadas, no mínimo, 50% das vagas do certame, por curso e polos de apoio presencial, aos candidatos que tenham cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas, em cursos regulares ou no âmbito da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA); ou que tenham obtido certificado de conclusão com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) ou de exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino.

O Processo Seletivo 2017.2 – UFPE, modalidade a distância, será realizado em etapa única e seguirá a seguinte estrutura: o candidato deverá ter realizado, obrigatoriamente, todas as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de uma das cinco últimas edições (2012 a 2016), ou seja, os resultados não cumulativos de quaisquer dos exames realizados nos últimos cinco anos, sendo considerado a edição com maior pontuação indicada pelo candidato no ato da inscrição: 1) Prova I – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes e Educação Física; 2) Prova II – Matemática e suas Tecnologias: Matemática; 3) Prova III – Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia; 4) Prova IV – Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia; 5) NPR – nota da Redação. CURSOS DISPONÍVEIS

O processo seletivo é para os cursos de graduação na modalidade a distância de: Letras-Língua Portuguesa – Licenciatura; Letras– Língua Espanhola – Licenciatura; Matemática – Licenciatura; Geografia – Licenciatura; e Ciências Contábeis – Bacharelado, nos Polos de Apoio Presencial do Estado de Pernambuco de: Águas Belas, Carpina, Limoeiro, Ouricuri, Palmares, Pesqueira, Petrolina, Recife, Salgueiro, Santa Cruz do Capibaribe, Surubim, Tabira e Trindade.

O Processo Seletivo 2017.2 – UFPE, modalidade a distância, será realizado pela Covest, com o apoio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE (Fade-UFPE), sob supervisão da Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos (Proacad). As instruções relativas ao processo estarão disponíveis no site da Covest.

Tabira sedia a 1ª Caminhada de Fortalecimento dos Conselhos Tutelares

A Associação dos Conselheiros e Ex-conselheiros Tutelares do Estado de Pernambuco – ACOMSERPE – está realizando, em muitas cidades, um grande debate acerca dos direitos e deveres das crianças e adolescentes. O encontro também visa trabalhar o fortalecimento e a formação dos conselheiros.

Os debates começaram no dia 12 e irão acontecer até o dia 19 de junho. Nessa sexta-feira, dia 16, Tabira foi a sede desse encontro que aconteceu no auditório da secretaria municipal de Educação e reuniu conselheiros de Arcoverde, Sertânia, Araripina, Tuparetama, Solidão, Brejinho, São José do Egito, Parnamirim, Triunfo, Jatobá, Carnaíba, além dos membros do Conselho Tutelar do município.

Nas boas-vindas, o prefeito Sebastião Dias disse que estava muito feliz em Tabira poder ser uma das sedes de um encontro tão importante e aproveitou para enaltecer o trabalho dos conselheiros tabirenses.

Sebastião também lembrou das conquistas materiais que o Governo Municipal já conseguiu para o conselho e citou o carro novo, geladeira, bebedouro, computadores, impressoras, entre outras. “Se eu como gestor não der o apoio necessário ao conselho, a sociedade não tem como exigir deles um bom trabalho. Aqui em Tabira temos feito de tudo para manter essa parceria importante”, disse o prefeito.

O secretário de Relações Institucionais, Tadeu Sampaio, lamentou o que ele chamou de “equívoco da gestão pública estadual”, a desativação do programa onde era inserido o Proerd, onde se tinha oportunidade de formar cidadãos ainda no despertar juvenil, na sua consciência cristã e nos seus deveres cívicos e morais.

O Vice-presidente da ACOMSERPE, Damião Agra, parabenizou o Conselho Tutelar de Tabira e o prefeito Sebastião Dias e disse que o conselho tabirense é um exemplo para o Estado de Pernambuco. “Nós vimos hoje que Tabira tem sede própria, toda reformada bonita, com o sistema Sipia, é uma das poucas cidades de Pernambuco que usa, o kit que receberam, salários dignos e em dias e com diárias quando precisam. Parabéns, Sebastião, pelo seu empenho”, elogiou o vice-presidente acrescentando que amou Tabira e seu povo acolhedor.

Também estiveram presentes Thiago Medeiros, presidente da ACOMSERPE, Sinsenando Cintra, ex-presidente da associação, e a secretária e primeira-dama Iêda Mélo. A programação contou com um café da manhã, palestras e atrações culturais. Fonte: Blog do Povo.

Veículo abandonado é encontrado pela Guarda Municipal em Tabira

A Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) da Guarda de Tabira foi acionada na manhã desta sexta-feira, dia 16, pelo Centro de Monitoramento e Comando, informando que nas margens da PE-320, na altura do Posto Nogueirão II, havia um veículo abandonado.

De acordo com o Subcomandante da GM, Vasconcelos, ao chegar ao local constatou-se a veracidade dos fatos, onde encontraram um Ford Fiesta, ano 2002, cor prata, placa KHX 5838 PE, cidade de Ingazeira, com o vidro quebrado da porta dianteira do lado direito, além disso, furtaram o som e os pneus com o jogo de rodas.

Foi encontrado no porta luvas o manual do veículo bem como um comprovante de pagamento do IPVA em nome de Juvanete Ribeiro da Silva. A ocorrência foi informada a DPC local, bem como a PMPE, todavia o veículo ficou nas dependências da Guarda Municipal devido a DP não dispor de pátio.

Mais de 50 poetas brasileiros e contemporâneos participam de coletânea de cordel

Mais de 50 escritores, sendo oito pernambucanos, tiveram os textos agrupados no exemplar que traz narrativas de diversos temas

Diário de Pernambuco

A imagem da literatura de cordel associa-se a versos curtos e cadenciados que preenchem folhetos pendurados em cordas. Deste modo, é difícil imaginar esses textos em um livro, ainda mais quando o exemplar tem 566 páginas. Esse é o formato da coletânea Cordelistas contemporâneos (Editora Veloso e Nordestina), cujo lançamento será nessa quinta-feira (1º), às 19h, no Bar Teatro Mamulengo (Rua da Guia, 211, Bairro do Recife). Com poetas das cinco regiões do país, a obra surgiu com a intenção de dar espaço a novos escritores e manter viva a cultura popular. A extensão do material justifica-se pela quantidade de participantes: mais de 50, sendo oito pernambucanos.

A ideia de criar uma coletânea nacional e independente partiu de Zeca Pereira, poeta natural da Bahia. Para ele, as compilações existentes dão pouco espaço aos artistas atuais, principalmente iniciantes. “Quis reunir a multiplicidade de assuntos que existem no Brasil e mostrar como essa arte [cordel] é frutífera entre diferentes gerações”, explicou, em entrevista ao Viver.

Os textos escolhidos não têm tema único, indo desde sátiras, a exemplo de O gato do capeta (Roberto Celestino, de Taquaritinga do Norte) até o empoderamento feminino, como é o caso de Mulher feito rapadura, com ela não tem moleza (Jennifer Amorim, do Cabo de Santo Agostinho). As narrativas interioranas são representadas pelos versos de O matuto e o celular (Wilson China, de Tabira).

Além dos poetas iniciantes, há também aqueles com mais de 20 anos de trabalho. Madalena Castro encaixa-se neste grupo. Fundadora da Sociedade dos Poetas Vivos de Olinda, escreve desde 1985 e trouxe para a edição a história de um jovem com desventuras no período do carnaval. “É um texto que brinca com as surpresas da festa”, explica.

Ao reunir influências de cada localidade, a coletânea Cordelistas contemporâneos também pode ser vista como fonte de pesquisa. O autor e cantador Wilson China destaca que o exemplar é um material interessante para o uso em escolas. “O cordel contribui para o ensino básico por ser um texto curto e tratar de diversos assuntos de forma simples. Isso atrai o jovem”, pontua.

Trecho de O matuto e o celular // Wilson China

Eu sempre fui um matuto Morava dentro do mato Celular não conhecia Nunca vi nem por retrato Minha vida foi tratar Do meu gado, bode e pato.

SERVIÇO

Lançamento da coletânea Cordelistas contemporâneo Quando: hoje, às 19h, no Bar Teatro Mamulengo (Rua da Guia, 211, Bairro do Recife) Quanto: gratuito. Valor do exemplar: R$ 50

Sebastião Dias mostra arrecadação da primeira gestão e questiona gestões do ex-prefeito Dinca

Na manhã dessa quarta-feira, dia 31 de maio, o setor de Finanças e o prefeito Sebastião Dias enviaram à Redação do Blog do Povo documento oficial que mostra os valores arrecadados com IPTU, IRRF, ITBI, ISSQN e TAXAS/FEIRAS nas gestões do ex-prefeito Dinca Brandino (2001 a 2004 e 2009 a 2012) e na primeira do prefeito Sebastião (2013 a 2016).

Segundo o prefeito Sebastião Dias, o esclarecimento à população se faz necessário porque recentemente o ex-prefeito Dinca fez comentários onde se questionava o valor das taxas arrecadadas pela atual gestão, insinuando que o governo não estaria transmitindo à população o valor real da arrecadação.

Conforme mostra a imagem acima, de 2001 a 2004, a gestão do ex-prefeito arrecadou com as taxas das feiras o valor de R$ 18.213,80 (Dezoito mil duzentos e treze reais e oitenta centavos). Somando todas as taxas supracitadas, Dinca Brandino recebeu o valor de R$ 1.160.415,45 (Um milhão cento e sessenta mil quatrocentos e quinze reais e quarenta e cinco centavos).

Na gestão do ex-prefeito de 2009 a 2012, ainda conforme dados oficiais, o seu governo arrecadou com as taxas das feiras o valor de R$ 457.331,68 (Quatrocentos e cinquenta e sete mil trezentos e trinta e um reais e sessenta e oito centavos). Somadas todas as taxas dessa gestão aparece o montante de R$ 4.223.019,19 (Quatro milhões duzentos e vinte e três mil dezenove reais e dezenove centavos).

De 2013 a 2016, período que corresponde à primeira gestão do atual prefeito Sebastião Dias, o município arrecadou com taxas das feiras o valor de 534.163,82 (Quinhentos e trinta e quatro mil cento e sessenta e três reais e oitenta e dois centavos). Somadas todas as taxas da primeira gestão de Sebastião tem-se o valor de R$ 7.365.872,55 (Sete milhões trezentos e sessenta e cinco mil oitocentos e setenta e dois reais e cinquenta e cinco centavos).

Fazendo um comparativo dos valores arrecadados observa-se que, somente das taxas das feiras, a primeira gestão do prefeito Sebastião arrecadou um valor superior aos valores somados das duas gestões do seu antecessor. Ou seja, R$ 58.618,34 (Cinquenta e oito mil seiscentos e dezoito reais e trinta e quatro centavos). Somados os valores de todas as taxas, a diferença pró Sebastião é de R$ 1.982.437,91 (Um milhão novecentos e oitenta e dois mil quatrocentos e trinta e sete reais e noventa e um centavos).

“Estou mostrando a transparência que temos através desses números. Na nossa gestão, o que arrecadamos é mostrado à população e não sonegamos informações ao nosso povo. A prova está aí. Arrecadamos muito mais que ele e isso prova a seriedade desse governo. Agora eu que faço a pergunta: para onde foi o dinheiro que ele arrecadou”, questionou o prefeito Sebastião Dias.

Fontes: os números oficiais que mostram os valores arrecadados nas gestões do ex-prefeito estão disponíveis no SISTN (Caixa Econômica Federal).

Os números oficiais que mostram os valores arrecadados na primeira gestão de Sebastião Dias estão disponíveis no SICONFI (Tesouro) e no Portal da Transparência.

Tabira adere ao Programa Novo Mais Educação para ajudar alunos com dificuldades em português e matemática

O antigo Programa Mais Educação agora se apresenta com uma roupagem nova, uma metodologia diferente e uma palavrinha a mais no nome, acrescentou-se “Novo”. Em Tabira são oito escolas da zona urbana e três da zona rural que serão atendidas pelo programa, um total de onze escolas, todas da Rede Municipal.

Cada escola dessa terá cinco horas semanais para atividade de reforço para os alunos que têm dificuldades em português e matemática e os mediadores ficarão a cargo dessas aulas. Os alunos também terão oficinas de arte, desenho, etc. Essa parte será responsabilidade dos facilitadores.

O programa ainda conta com articuladores e o coordenador geral no município, que nesse caso será a Professora Pollyana.

O Programa Novo Mais Educação atende os alunos a partir do 1º ano do fundamental I até o 9º ano do fundamental II, dando oportunidade às crianças que não conseguiram desenvolver suas atividades em suas turmas regulares. Alunos com dificuldade em português e matemática terão uma nova oportunidade de aprender.

Para a coordenadora Pollyana, o desafio será muito grande porque “fazer com que o outro aprenda primeiro de tudo é preciso ele querer”. “São alunos às vezes já desestimulados, mas nós precisamos acreditar em nosso trabalho”, disse a professora coordenadora.

Cada professor envolvido no projeto assina uma declaração confirmando que ali está mais para um serviço voluntário e tem ciência que ao final não terá vínculo nenhum com nenhuma das esferas governamentais. O programa terá duração de oito meses e nesse período os professores receberão apenas uma ajuda de custo do MEC.

CRAS I realiza encerramento do Curso de Gestantes

Na manhã desta quinta-feira (01), foi concluído o Curso de Gestantes que há três meses estava sendo promovido pela Secretaria de Assistência Social, através do CRAS I.

Diversas atividades relacionadas à maternidade foram proporcionadas às gestantes durante o curso. As participantes tiveram acompanhamento com a psicóloga e receberam orientações de enfermeiras, socorristas, entre outros profissionais especializados.

Além das palestras, no decorrer do curso, as futuras mães ganharam um ensaio fotográfico e também tiveram a oportunidade de participar de uma oficina onde produziram suas lembrancinhas de maternidade.

“Quando cheguei no CRAS aprendi com os socorristas e as enfermeiras, como ter todo o cuidado com uma criança e também como salvar a vida de um recém-nascido”, relatou a gestante Isa Nikaele.

Ao final do curso, a equipe do CRAS I ofereceu uma confraternização, onde cada participante recebeu um kit contendo produtos de higiene para o bebê.

Com Temer, o desemprego segue batendo recordes, denuncia Humberto

O crescimento do desemprego no Brasil no primeiro trimestre deste ano levou o líder da Oposição, Humberto Costa (PT), a fazer novas críticas ao governo de Michel Temer (PMDB). De acordo com os dados do IBGE, a desocupação chegou a 13,6% nos três primeiros meses.  Ao todo, 14 milhões de pessoas estão à procura de trabalho no País, um crescimento de 8,7 % em comparação aos três meses anteriores.

“O governo Temer conseguiu bater todos os recordes de desemprego no Brasil. É, sem dúvida, uma grande façanha para quem chegou ao poder dizendo que ia fazer um governo de salvação nacional. A única preocupação dele neste momento é salvar a própria pele, já que cada dia os nomes dele e de seus comparsas aparecem em um novo escândalo de corrupção”, ironizou Humberto.

O senador também rebateu as declarações de Temer sobre o “renascimento da economia”, dadas após a divulgação de dados do crescimento de 1% do PIB no primeiro trimestre do ano. “Não há motivos para celebrar dados, enquanto existem 14 milhões de pessoas desempregadas no Brasil. O governo maquia informações e quer vender uma coisa que não existe. Até o próprio IBGE pediu cautela ao governo”, afirmou o senador lembrando que, em relação ao mesmo trimestre do ano passado, o PIB encolheu 0,4%, o 12º recuo seguido. No acumulado de quatro trimestres, a economia encolheu 2,3%.

Para Humberto, a recuperação sólida do País só poderá ser feita com a escolha de um presidente por meio de eleições diretas. “O governo Temer está se segurando nas cordas e periga cair a qualquer momento em meio a tantas denúncias de corrupção. É fruto de um golpe e não possui nenhuma legitimidade, assim como o grupo dentro do Congresso Nacional que o sustenta. E é essa patota que poderá escolher um novo nome para comandar o País, em caso de eleições indiretas. Por isso, é necessário convocar o povo a decidir no voto um novo nome para colocar o Brasil de volta no eixo de desenvolvimento”, afirmou Humberto.