Joel Mariano diz que terá mandato discreto e sem expressões que desmoralizem a casa ou a sociedade

O vereador interino Joel Mariano (MDB) esteve falando ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, desta quinta-feira (16) e contou sobre suas expectativas nesta passagem rápida que terá pela Câmara no lugar de Edmundo Barros que se afastou para um procedimento cirúrgico.

Joel disse que estava muito focado nos trabalhos da secretaria de Agricultura, pasta que vinha ocupando no governo da prefeita Nicinha Melo, e o que lhe encorajou para assumir a vereança foi o próprio Edmundo que em conversa com ele por telefone, o mesmo disse que tinha certeza que Joel não iria desonrar a bancada e nem a sociedade.

Para um mandato discreto de 60 dias, como bem disse ele, sua estada será para votar projetos, proposições, requerimentos e indicações. Inclusive o parlamentar disse que já nesta quinta-feira esteve em seu gabinete estudando dois projetos de lei que precisa votar e já identificou em um deles a necessidade de adicionar duas emendas aditivas “porque o negócio está meio esquisito e precisa melhorar”, disse.

Sobre a polêmica que aconteceu em sua sessão de posse, onde o vereador Dicinha do calçamento proferiu palavrões na Tribuna, Joel Mariano disse que as palavras ditas pelo parlamentar não são adequadas nem ao lugar e nem ao momento.

“Eu disse ao presidente que em situações como esta ele tem que aplicar o que determina o regimento. Não tem necessidade de utilizar expressões como aquelas. Não precisa baixar o nível para expressar a indignação contra quem quer que seja. Eu não concordei com o fato e garanto à sociedade de Tabira que, nestes 60 dias, em nenhuma hipótese eu utilizarei de expressões desta natureza para desmoralizar a casa ou a sociedade”, disse Joel Mariano.

Pela primeira vez, em 31 anos, a Missa do Poeta acontecerá sem o apoio da prefeitura de Tabira

Setembro chegou e como manda a tradição vem aí mais uma Missa do Poeta que lembra Zé Marcolino e esse ano, em sua 34ª edição, homenageia o padre e poeta Luizinho, grande incentivador da cultura no Pajeú. Em Tabira essa será a 31ª edição do evento. As outras 3 aconteceram em Serra Talhada, onde tudo começou.

Observando todos os protocolos de segurança relacionados à pandemia, esse ano a Mesa de Glosas acontecerá novamente com a presença de público na sexta-feira, dia 17. Para isso, estão sendo disponibilizadas 200 senhas para as pessoas que queiram se fazer presentes no auditório da Escola Arnaldo Alves. Mesmo assim a transmissão será feita também pelo canal da APPTA no YouTube. Além dos poetas glosadores, o evento contará com a abertura do cantor Neto Sales.

Para o sábado, dia 18, a celebração poética acontecerá às 19h na Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios e após a missa uma homenagem vai acontecer para o Padre Luizinho na calçada da igreja. Mais uma vez não haverá shows como tradicionalmente acontece.

Falando ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, a presidente da APPTA – Associação dos Poetas e Prosadores de Tabira – Neide Nascimento, relatou as dificuldades financeiras que a entidade sempre encontrou ao longo dos anos com as gestões municipais. Somente esse ano, cinco ofícios foram enviados ao governo municipal cobrando a subvenção, porém, nem uma simples resposta aos ofícios obtiveram.

Diante das negativas, a presidente disse que não procurou a gestão para falar sobre a Missa do Poeta já antevendo que não teriam sucesso no apoio. “É triste essa constatação que a Missa do Poeta é olhada com olhos tão pouco afetivos pelas gestões. É uma pena porque é uma festa tão bonita”, lamentou Mônica Mirtes, tesoureira da APPTA.

Em 31 anos de Missa do Poeta em Tabira esta será a primeira vez que o evento irá acontecer sem o apoio da prefeitura. “Enquanto as gestões não entenderem a importância que a cultura tem, muita coisa não será mudada”, disse Neide Nascimento.

Mãe reclama de atendimento no hospital de Tabira e denuncia que filho teve a boca cortada por médico

Nesta terça-feira (14), durante o Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, uma mãe, de nome Gicélia, moradora do Sítio Cachoeira Grande, levou sua indignação ao ar enviando uma mensagem relatando como o seu filho, uma criança de 2 anos, foi atendido no hospital de Tabira.

Segundo ela, ele foi levado para aquela unidade de saúde apresentando quadro febril e vômito. “O médico demorou a vir atender e, ao examinar, chegou a cortar a boca do meu filho. A própria enfermeira e o meu esposo são prova disso”, reclamou a mãe sem citar na mensagem o nome do médico.

Além disso, a genitora relatou despreparo das enfermeiras que tiveram muita dificuldade para achar a veia da criança e chegaram a deixar o braço dela roxo. “O que mais me assustou foi que limparam o sangue que saiu do braço do meu filho com papel higiênico, nenhum algodão foi colocado”, acrescentou.

Prioridade zero é Bolsa Família de R$ 300, diz ministro

Discurso do Ministro da Economia, Paulo Guedes, na Cerimônia de Lançamento das Autorizações Ferroviárias – Setembro Ferroviário.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (14) que o governo tem como “prioridade zero” a efetivação do Bolsa Família com valor de R$ 300. De acordo com ele, os recursos do programa social serão bancados com recursos advindos do imposto de renda e estarão dentro do teto de gastos do governo federal.

“A agenda, prioridade zero, é Bolsa Família de R$ 300. O presidente [da República, Jair Bolsonaro] já disse que é R$ 300, dentro do teto e com responsabilidade fiscal”, disse o ministro no evento Macro Day, promovido pelo banco BTG Pactual, na capital paulista.

Em sua fala, Guedes criticou segmentos empresariais que são contrários à reforma tributária do imposto de renda. “Inadvertidamente, às vezes, o mundo empresarial vai a Brasília, e faz um lobby contra o imposto de renda. Ele, na verdade, está inviabilizando o Bolsa Família”, ressaltou.

“[Isso] vai produzir uma reação do governo que é a seguinte: então quer dizer que não tem fonte [de receita para Bolsa Família]? Não tem tu, vai tu mesmo. Então bota aí R$ 500 logo de uma vez e é auxílio emergencial. A pandemia está aí, a pobreza está muito grande, vamos embora”, acrescentou.

Essa solução, segundo Guedes, seria, no entanto, “um problema tremendo para todo mundo”. “Inclusive para quem vos fala no momento. Eu não estou lá para fazer bagunça. E vai virar bagunça se não houver uma solução tecnicamente correta”, disse.

Agência Brasil

Nomeação de Beliato para Agricultura é publicada no Diário Oficial

A nomeação do ex-diretor de Agricultura, Beliato Cipriano, para a Secretário Municipal de Agricultura foi publicada na edição desta terça-feira, 14, do Diário Oficial dos Municípios. Ele foi confirmado no posto ontem por fontes do Governo Municipal.

Beliato substituirá o ex-secretário Joel Mariano, que tomou posse, ontem, na Câmara Municipal de Vereadores. A exoneração de Joel também foi publicada no Diário Oficial.

Brejinho, Ingazeira, Santa Terezinha e outras cidades do Pajeú informam estar sem estoque para 2ª dose da vacina Astrazeneca

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) recebeu notificações de quarenta municípios de Pernambuco informando que estavam sem estoque da vacinas contra covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para aplicação da segunda dose.

A aplicação do imunizante havia sido suspensa em outras cidades do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Tocantins e Rondônia. O Ministério da Saúde recomenda em casos semelhantes a aplicação de vacinas da Pfizer, se houver no estoque.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a previsão é que as novas entregas da vacina aconteçam ainda nesta semana. A fundação já havia informado no dia 2 de setembro que as próximas entregas seriam realizadas entre 13 e 17 de setembro. A última entrega ocorreu no dia 27 de agosto.

O intervalo ocorreu porque os lotes do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), importado para a fabricação da vacina, só chegaram nos dias 25 e 30 de agosto.

Confira municípios que ficaram sem a vacina:

Surubim
João Alfredo
Passira
Orobó
Vicência
Vertente do Lério
Salgadinho
Paudalho
Cumaru
Machados
Limoeiro
Joaquim Nabuco
Palmares
Gameleira,
Cortês
Tacaimbó
Taquaritinga do Norte
Cupira
Jataúba
Barra de Guabiraba
Jurema
Pedra
Serrita
Verdejante
Dormentes
Trindade
Exu
Granito
Brejinho
Ingazeira
Santa Terezinha
Calumbi
Flores

Reabertas inscrições do Enem para isentos ausentes no exame de 2020

Exame Nacional do Ensino Médio,Enem

As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 começam hoje (14) para os estudantes de baixa renda que tiveram isenção de taxa na edição do exame em 2020 e não compareceram às provas. Elas podem ser feitas na Página do Participante, sem que seja necessário justificar a ausência no Enem 2020 ou pagar a taxa de inscrição.

O prazo vai até 26 de setembro e as inscrições são exclusivas para o Enem impresso. Os isentos ausentes no Enem 2020 também poderão solicitar, até 27 de setembro, o atendimento especializado e tratamento pelo nome social.

Para esse público, as provas do Enem 2021 serão aplicadas em 9 e 16 de janeiro de 2022, mesma data da realização do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

A aplicação das provas nos dias 21 e 28 de novembro de 2021 está mantida para todos os participantes que já tiveram a inscrição confirmada no exame, conforme previsto no edital regular. Ao todo, 3.109.762 pessoas foram confirmadas para o Enem 2021, nas duas versões do exame, impressa e digital. Esse foi o menor número de inscrições desde 2005.

Decisão do STF

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reabriu o prazo de inscrição para os isentos ausentes no Enem 2020 em cumprimento a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A medida foi formalizada hoje (14) em edital complementar publicado no Diário Oficial da União.

O valor da taxa de inscrição no Enem é de R$ 85 e, pelas regras do primeiro edital, quem teve direito à isenção no Enem 2020, mas faltou à prova, só poderia obter nova gratuidade no Enem 2021 se conseguisse justificar a ausência. As justificativas precisavam ser comprovadas documentalmente, bem como se encaixar nas hipóteses previstas, que incluíam situações como acidentes de trânsito, morte de familiar, emergências médicas e assaltos, entre outras.

Entretanto, o STF entendeu que, em razão da pandemia de covid-19, as provas do ano passado foram aplicadas em um contexto de anormalidade, e a exigência de comprovação documental para os ausentes viola diversos preceitos fundamentais, entre eles o do acesso à educação e o de erradicação da pobreza. Além disso, a obrigação imposta pelo edital penaliza os estudantes que fizeram a “difícil escolha” de faltar às provas para atender às recomendações das autoridades sanitárias de evitar aglomerações.

Quem estivesse com covid-19 ou tivesse contato com alguém infectado também poderia apresentar essa justificativa. Mas o candidato que faltou somente pelo medo de contaminação, por exemplo, ou que não pudesse comprovar com documentos nenhuma outra razão para a falta, não estaria coberto pela gratuidade na edição do exame deste ano.

Quem tem direito à isenção?

O novo prazo para inscrição com isenção da taxa vale para aqueles que comprovarem ter direito à gratuidade, mas sem que precisem justificar falta em edição anterior do exame.

Pessoas que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que foram bolsistas integrais durante toda a etapa em escolas particulares têm direito à gratuidade na inscrição do exame. Alunos que estão cursando a última série do ensino médio na rede pública, no ano de 2021, também podem pedir a isenção.

O mesmo vale para quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Nesse caso, é preciso comprovar a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Fonte: Agência Brasil

Com discurso cheio de palavrões, vereador faz cobranças à prefeita de Tabira

A Câmara dos Vereadores de Tabira parece que vive alheia ao que determina os bons costumes e as obrigações dos parlamentares no que diz respeito ao decoro parlamentar que determina que os legisladores devem agir com decência e pudor, seguindo as normas morais e éticas.

Na sessão que aconteceu na noite desta segunda-feira (13), o vereador Dicinha do calçamento (MDB) fugiu completamente das linhas de respeito quando utilizou a Tribuna da casa para soltar palavrões no momento em que fazia cobranças à prefeita Nicinha Melo.

Quando foi fazer uma cobrança à prefeita para resolver a questão dos aprovados no concurso o vereador disparou: “Não adianta ficar mandando recado por Dr. César, por Janina, por caralho que seja não. Resolve tu mesmo, Nicinha!”

Mais adiante, seguindo com o seu discurso, Dicinha foi fazer uma reinvindicação para instalação de um poço para os moradores da localidade Morada Nova, nas proximidades do lixão, e mais uma vez usou um termo baixo na Tribuna. “E os pobres morrendo de sede lá. Não tem governador, não tem deputado, não tem prefeito, não tem porra de nada que coloque água para aquele povo”.

Após esse show de palavrões, o que se esperava em seguida era, no mínimo, uma advertência do presidente da casa, mas para espanto de todos que acompanhavam a sessão, o vereador Djalma disse: “peço que conste em ata todo o discurso do vereador Dicinha”.

Aos 9 meses do primeiro mandato, prefeita de Juru já fala em reeleição

A prefeita de Juru, Solange Félix (Cidadania), se mostrou confiante em sua atuação à frente do Poder Executivo dizendo que acredita que 90% da população juruense aprova o seu governo até agora.

Falando ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, desta segunda-feira (13), a prefeita fez uma avaliação de seu governo até aqui e destacou algumas ações como na zona rural onde uma empresa vem fazendo a manutenção em todas as estradas da zona rural. O prazo para conclusão do serviço, segundo a prefeita, é de 45 dias.

Na Educação a gestora destacou a entrega de dois kits da merenda escolar esse ano, projetos na área esportiva, semana da juventude e reforma nas escolas municipais para receberem os alunos na volta presencial das aulas.

No que diz respeito aos compromissos financeiros da gestão, a prefeita Solange disse que tem cumprido 100% de suas obrigações mantendo os pagamentos em dia com servidores e previdência. Outra ação importante é sobre o retorno da feira livre. Segundo a prefeita, a partir do dia 25 de setembro a feira será retomada no município.

Perguntada sobre nepotismo na gestão, a prefeita afirmou que o seu genro é secretário de Finanças do governo. Inclusive, vereadoras da oposição chegaram a questionar, mas o assunto foi encerrado sem êxito para o grupo opositor. “Dentro dos termos da lei, não se constatou nepotismo porque ele está em um cargo de confiança”, disse a prefeita.

Ao contrário de muitos gestores que muitas vezes tangem a questão eleitoral para o momento oportuno, a prefeita Solange foi enfática ao dizer que já trabalha pensando na reeleição. “Tem que começar desde cedo”, disse ela aos risos.

34ª edição da ‘Missa do Poeta’ é realizada em Tabira

De 17 a 18 de setembro a Associação de Poetas e Prosadores de Tabira (APPTA) vai realizar a 34ª edição da Missa do Poeta. O festival de poesia vai homenagear o Padre Luisinho Marques.

A programação vai contar com encontro de declamação de poetas e participação musical, além da “Mesa de Glosas” com mestres e mestras da poesia e versos improvisados.

Confira a programação completa:

Sexta-feira, 17 de setembro

19h – 25ª Mesa de Glosas – Abertura com Neto Sales – Local: Auditório da Escola Arnaldo Alves Cavalcanti

Sábado, 18 de setembro

19h – Missa na Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios

21h – Participação musical com Adelmo Aguiar, Ângela Patrícia, Bêu, Dimas Feitosa e Fernando Marques.

Beliato Cipriano assumirá Secretaria de Agricultura de Tabira, diz fonte

De acordo com uma fonte do governo municipal, o diretor de Agricultura, Beliato Cipriano, assumirá interinamente a Secretaria de Agricultura com a saída do atual titular, Joel Mariano, que toma posse, hoje, na Câmara Municipal como vereador.

População denuncia falta de médico em UBS do Fátima I

Em áudio enviado ao programa Radar da Cidade, apresentado pelo comunicador Júnior Alves na Rádio Cidade FM, um morador do Fátima I voltou a cobrar o atendimento médico na Unidade Básica de Saúde do bairro.

Segundo a denúncia, desde a saída do médico Cleiton Rodrigues, em julho deste ano, que passou para residência no Estado do Rio Grande do Sul, a unidade permanece sem atendimento médico.

A forma como Tabira homenageou Anchieta Santos foi destaque na despedida do radialista

O Pajeú inteiro fez, de sua forma, as homenagens ao radialista Anchieta Santos que faleceu na manhã desta última sexta (10), no Hospital Regional de Afogados da Ingazeira, vítima de um câncer na cabeça.

Mas chamou atenção, e prova disso é que foi um dos assuntos mais comentados, a forma como Tabira fez a sua despedida do radialista que nos últimos 11 anos de vida se dedicou à Rádio Cidade FM. “Tabira é realmente diferenciada, sabe reconhecer o valor das pessoas”, confessou uma das irmãs de Anchieta.

Na Rádio Pajeú, onde Anchieta Santos trabalhou décadas, a recepção dos tabirenses também foi destaque enfatizado em todos os programas. Nill Júnior, diretor da emissora, também fez essa referência na rádio, em seu blog e na condução das homenagens no Cine São José.

O Presidente da Amupe, José Patriota, que é natural de Tabira, envolvido pela emoção que lhe tomou diversas vezes na hora de sua fala no Cine São José, agradeceu a homenagem que sua terra natal fez ao seu amigo particular. “Já tinha uma multidão esperando em Riacho do Gado e outra na frente da Rádio Cidade”, disse Patriota.

Depois que a morte de Anchieta Santos foi anunciada, por volta das 11h30min da sexta-feira, uma imensidão de mensagens começou a chegar dos ouvintes do Pajeú e de cidades paraibanas homenageando o radialista de voz forte e reconhecendo o seu trabalho dedicado na defesa dos mais humildes.

Do Bairro Riacho do Gado até a chegada na Rádio Cidade, o povo parou para aplaudir quem tanto defendeu a cidade de Tabira. Na frente da emissora, o que se viu foi a fala emocionada dos colegas de trabalho, de Paulo Manu, diretor presidente, de autoridades civis e de poetas. Um destaque especial para a grande massa popular que abraçava o caixão e chorava ao ver aquela voz silenciada.