Tabira segue com saldos negativos de empregos gerados em relação a outros municípios do Pajeú

Segundos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a cidade de Tabira governada pela prefeita Nicinha Melo (MDB), continua aparecendo com resultados negativos na geração de empregos formais no Pajeú. A cidade das tradições chega a ficar atrás até mesmo de municípios bem menores, como Santa Cruz da Baixa Verde, Ingazeira e entre outros.

No período de janeiro a abril de 2022, Tabira fechou os quatro primeiros meses do ano no vermelho, com (-31), sendo a cidade com pior resultado das 17 do Pajeú.

Agora o Caged traz os números referentes ao mês de maio/2022 e a situação de Tabira permanece no vermelho, com (-8) contratações.

Os dez melhores resultados do ranking no Sertão ficaram com Petrolina (309), Custódia (74), Serra Talhada (70), Salgueiro (63), Araripina (43), Belém do São Francisco (43), Lagoa Grande (23), Petrolândia (23), Afrânio (21) e São José do Egito (19).

Na região do Pajeú, o melhor desempenho é de Serra Talhada. A cidade registrou 280 admissões, 210 desligamentos e saldo positivo de 70 empregos formais, com variação relativa de 0,73%. No ranking geral do Sertão, a capital do xaxado ficou em terceiro lugar, atrás de Petrolina (309) e Custódia (74).

Além de Serra Talhada, obtiveram saldo positivo em maio as cidades de São José do Egito (19), Triunfo (18), Afogados da Ingazeira (11) e Santa Cruz da Baixa Verde (2). Iguaracy, Ingazeira, Santa Terezinha e Tuparetama ficaram zeradas e as demais fecharam no vermelho: Quixaba (-1), Solidão (-2), Brejinho (-3), Calumbi (-6), Flores (-6), Itapetim (-8), Tabira (-8) e Carnaíba (-10).

Deixe uma resposta