Tabira adota protocolos sanitários para conter avanço das síndromes gripais

Nesta terça-feira (11), a coordenadora da Saúde Bucal, Dra. Maria Nelly, falou ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, em nome da secretaria de Saúde do município de Tabira. Ela alertou para que as pessoas priorizem o atendimento em suas unidades básicas e não procurem o hospital para resolver demandas que poderiam ser resolvidas no posto da comunidade.

Sobre o hospital, Nelly disse que os pacientes que chegarem com problemas respiratórios serão destinados ao espaço onde funcionava anteriormente a Ala Covid, mas se apresentarem a necessidade de internação, serão encaminhados para outras unidades, visto que em Tabira não existe mais os leitos de retaguarda.

Nesta terça um protocolo de medidas foi feito para ser adotado nas unidades básicas e tratam sobre o uso de máscara, álcool, manutenção da agenda de consultas, acompanhamentos, vacinação, redução pela metade dos atendimentos odontológicos fazendo o maior número de procedimentos em cada paciente e a continuação das visitas domiciliares pelos ACSs.

Nelly disse que a maioria das pessoas que têm procurado o hospital de Tabira não está infectada pelo coronavírus, mas sim pela influenza.

Deixe uma resposta