Solidão: Damião Porfírio, da Chapa 2, diz que inadimplência no sindicato é reflexo da falta de confiança na atual gestão

Reconhecendo que conta com o apoio do prefeito Djalma e da presidente da Câmara, Adriana Lima, o candidato à presidência do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Solidão, Damião Porfírio, falou ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, nesta segunda-feira (7).

Damião esteve acompanhado da sua candidata a vice, Mikaele Santos, e falou sobre o seu rompimento com o atual presidente, Zé Raimundo. Ele disse que preferiu se afastar ao perceber “coisas erradas” e que os interesses pessoais estão acima da coletividade.

Ele não afirmou a existência de corrupção no sindicato de Solidão, mas ressaltou que é preciso haver mais transparência no gerenciamento dos recursos.

Questionado se existem parentes seus sem pagar a mensalidade, Damião disse que parte da família é sindicalista e está em dias, mas deixou entender que existem parentes em débito. Perguntado se irá consentir a inadimplência dos familiares, caso venha a assumir a presidência, Damião disse que não “porque a obrigação de pagar é de todos”.

O candidato reclamou da condução do processo eleitoral e afirmou que a atual presidência está fazendo manobras para beneficiar o seu candidato. Também disse que a alta inadimplência existe porque os agricultores não confiam mais na atual gestão que fez do sindicato um cabide de empregos para familiares. A eleição do sindicato de Solidão acontecerá nesta quinta-feira, dia 10.

Deixe uma resposta