Saiba se vai receber o Auxílio Brasil. Primeiro dia de pagamentos registra grandes filas na Caixa

Diferente do prometido, não há parcela de R$ 400 disponível para ninguém. Em Pernambuco, pagamento médio vai a R$ 87,13 com o reajuste neste mês de novembro

FILA NA AGÊNCIA DA CAIXA, EM CASA AMARELA, ZONA NORTE DO RECIFE, NO PRIMEIRO DIA DE PAGAMENTO DO AUXÍLIO BRASIL

O primeiro dia de pagamentos do Auxílio Brasil, iniciado nesta quarta-feira (17) em casas lotéricas e nas agências da Caixa, começou com um grande fila na unidade do banco no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife. Antes mesmo da abertura da agência, muita gente já estava de prontidão ao longo da rua Padre Lemos e da Sempre Viva, contornando o perímetro do banco. No entanto, é importante estar atento aos critérios de elegibilidade para pagamento, já que nem todos têm direito a receber o Auxílio Brasil, e aqueles que receberão alguma quantia, precisam seguir o calendário do programa.

De acordo com o governo federal, neste mês de novembro, 14,6 milhões de famílias irão receber o Auxílio Brasil. Diferente do prometido, não há parcela de R$ 400 disponível para ninguém este mês. O pagamento só foi liberado para quem já recebia o antigo Bolsa Família, sem necessidade de nenhum recadastro. O valor que já era recebido no programa teve uma correção de 17,8%, levando-o para uma média de R$ 217,18. O que também não quer dizer que todas as pessoas receberão essa quantia.

A pressa do governo federal em mudar o programa e a falta de comunicação com os municípios e com a população já fez com que muita gente, antes do início dos pagamentos, buscasse unidades de inscrição no Cadastro Único para atualizar o registro. No entanto, esse processo não é necessário agora. Novos beneficiários só deverão ser incluídos no programa no mês dezembro, de acordo com o governo. E ainda assim, pouco mais de 2 milhões de famílias, o que não atende a todos. Levando-se em conta os inscritos no Cadastro Único na situação de extrema-pobreza, pobreza e baixa renda, mais de 40% ficarão de fora do Auxílio Brasil, pelo menos no primeiro pagamento.

No bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife, o início da manhã foi marcado por uma longa fila nas imediações da agência da Caixa Econômica Federal. Antes mesmo da abertura do banco, as pessoas se enfileiravam desde a frente da agência, na rua Padre Lemos, e seguiam na extensão da rua Sempre Viva, estendendo a fila a metros de distância da unidade bancária.

A quantidade de gente, no entanto, é reforçada pelo número de pessoas que ainda buscam orientação quanto ao pagamento. Nos bancos, não houve nenhum reforço no atendimento, como abertura mais cedo das agências, porém guardas patrimoniais já organizavam a entrada das pessoas desde cedo, cenário diferente de quando foram iniciados os pagamentos do Auxílio Emergencial, que geraram ainda mais aglomeração em virtude da desinformação.

Como saber se recebo e quanto?

Antes de ir à agência da Caixa ou Casa Lotérica, é importante consultar os canais online disponíveis para saber se há dinheiro do Auxílio Brasil para você, bem como se há pagamento a ser recebido hoje ou nas demais datas disponíveis no mês.

O serviço pode ser consultado pelo aplicativo Caixa Tem, da Caixa, o mesmo onde era recebido o Auxílio Emergencial. No aplicativo do Bolsa Família, que foi atualizado para Auxílio Brasil, também é possível fazer a consulta.

Além dos aplicativos, os beneficiários podem consultar a situação através do121, telefone disponibilizado pelo Ministério da Cidadania, ou 111, disponibilizado pela Caixa.

Quem pode receber?

Neste primeiro momento, só recebe Auxílio Brasil quem já estava no Bolsa Família. Em Pernambuco, são pouco mais de 1 milhão de famílias.

Especificamente nesta quarta-feira (17) só recebe o Auxílio Brasil quem tem o número NIS do cartão do Bolsa Família terminado em 1. Os demais precisam seguir o calendário, que é o mesmo do Bolsa Família.

Quem recebia Auxílio Emergencial não tem automaticamente direito ao Auxílio Brasil. O governo federal promete ir incluindo essas pessoas, desde que inscritas no Cadastro Único e com os critérios para recebimento do Auxílio Brasil, mês a mês. Quando isso irá começar, ainda não foi dito. Em dezembro, a promessa é de incluir 2 milhões de famílias que já estão na fila de espera do Bolsa Família.

Quais os critérios para receber o Auxílio Brasil?

O Auxílio Brasil segue o mesmo critério de elegibilidade do Bolsa Família. Tendo aumentado um pouco o valor da renda que as famílias precisam ter para enquadramento no programa. São abraçados pelo programa famílias com renda per capita até R$ 200. A partir da configuração da família, o valor do benefício pago vai aumentando. Em média, o pagamento do Bolsa Família em Pernambuco era de R$ 73,97. Agora, no mês de novembro, com o reajuste de 17,8%, passa para, em média, R$ 87,13.

Fonte: JC

Deixe uma resposta