Prefeita Nicinha descumpre lei que o marido sancionou

O polêmico feriado municipal do dia mundial da religião rendeu mais um capítulo em 2022. Ao longo dos anos, esse feriado sempre foi contestado pelo comércio local e pela CDL, entidade que defende os comerciantes.

A autoria do projeto foi do então vereador Tadeu Sampaio que depois de aprovado na Câmara e teve a sanção do então prefeito Dinca Brandino se tornando na lei municipal nº 526/2009. Esse ano, ao anunciar nas redes sociais que hoje seria feriado, a CDL cuidou em sensibilizar a gestão e conseguiu. A prefeita voltou atrás e deu ponto facultativo para as repartições públicas.

Ouvido sobre esse posicionamento da prefeita, o presidente da Câmara dos Vereadores, Djalma das almofadas, disse no Programa Cidade Alerta desta quarta-feira (26) que Nicinha Melo descumpriu uma lei que o próprio marido sancionou.

“Ela poderia ter transferido o feriado para outro dia, mas nunca ter dado o ponto facultativo assim de boca, como ela fez. O que está na lei é para ser cumprido”, disse o vereador Djalma acrescentando que levará a discussão para a Câmara em busca de uma solução para esse feriado que não funciona e só prejudica os órgãos do município.

Deixe uma resposta