Polícia monta estratégia para atacar corrupção no interior de Pernambuco

Está em estudo a criação de quatro novas delegacias em municípios da Zona da Mata, Agreste e Sertão

Policiais ligados ao Dracco já cumpriram mais de 1,2 mil mandados de prisão

A Polícia Civil promete ampliar, em breve, o combate à corrupção em Pernambuco. Uma das estratégias em estudo é a criação de quatro novas delegacias a serem instaladas em municípios do interior do Estado.

“Estão sendo feitos estudos para apontar o local ideal dessas delegacias. Elas terão a mesma composição das delegacias que já existem, com delegado, escrivão e agentes”, afirma o gestor do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), Guilherme Caraciolo.

Atualmente, há quatro delegacias especializadas no combate à corrupção. A 1ª para investigar crimes no Grande Recife e a 2ª na Zona da Mata. Já a 3ª delegacia fica em Caruaru, no Agreste, para apurar os casos de corrupção naquela região. Já a 4ª, no município de Petrolina, contempla o Sertão.

As quatro novas delegacias, como promete a Polícia Civil, devem ser instaladas também em cidades da Zona da Mata, Agreste e Sertão.

Caraciolo pontua que as novas unidades policiais vão garantir a presença da polícia em todo o Estado para apurar os casos. “Vai facilitar a investigação. Vamos receber mais denúncias e atuar naqueles casos mais complexos.”

NÚMEROS

O Dracco foi criado em 2018. Desde então, segundo dados da Polícia Civil, foram quase 100 operações de repressão qualificada. Além disso, mais de 1,2 mil mandados de prisão, mais de 500 de busca e apreensão e R$ cerca de 278 milhões em bloqueio judicial de contas de investigados.

Fonte: JC

Deixe uma resposta