Pernambuco registra média de três desaparecimentos de crianças e adolescentes a cada dia, diz polícia

Globo.com

Em 2016, 1.104 desaparecimentos de crianças e adolescentes foram contabilizados pelo Departamento de Polícia da criança e do Adolescente (DPCA), da Polícia Civil de Pernambuco. Isso significa uma média de três casos a cada dia, no estado. No Recife, o número chegou a 260 ocorrências, no mesmo período.

Os dados foram repassados nesta quinta-feira (25), quando é comemorado o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. Na capital pernambucana, o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco promoveu uma ação de conscientização, na Praia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

De acordo com a Polícia Civil, o registro de casos de desaparecidos pode ser feito em qualquer delegacia. Em média, o percentual de crianças e adolescentes encontrados varia entre 85% e 90%. A agilidade na denúncia, nesses casos, é essencial para facilitar o trabalho das forças tarefas e potencializar as buscas. A média anual de desaparecimentos é de 1.100 menores.

Além de orientações sobre como evitar os desaparecimentos e de como agir nesses casos, o Corpo de Bombeiros e o DPCA realizaram uma série de atividades para mobilizar as pessoas e ajudar a solucionar os casos de crianças desaparecidas. As ações ocorreram no Posto 5 da orla.

Segundo a Polícia Civil, para realizar o registro na delegacia, o denunciante deve levar uma foto o mais recente possível da pessoa desaparecida e o máximo de informações. Por meio da divulgação da imagem na imprensa e nas redes sociais, a população pode ajudar na busca.

Quanto maior o número de informações sobre a pessoa, melhor. Detalhes sobre o que a pessoa fazia, quem são os amigos, onde ela andava, o último local onde foi vista, também ajudam nas buscas.

Caso

Este mês, quatro jovens desapareceram de casa em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Elas foram encontradas em Carpina, na Zona da Mata pernambucana, quatro dias depois.

Segundo a polícia, as meninas foram encontradas a partir de uma denúncia anônima. A polícia, no entanto, não informou os motivos que levaram as jovens a sair de casa.

De acordo com o delegado de plantão, Joaquim Braga Neto, as pessoas que tiveram contato e deram abrigo às adolescentes serão investigadas.

1 pensou em “Pernambuco registra média de três desaparecimentos de crianças e adolescentes a cada dia, diz polícia

Deixe uma resposta