Governador firma parceria com a Prefeitura do Recife para instalar o Memorial da Democracia

Espaço funcionará no casarão histórico do Sítio da Trindade, e visa preservar a memória da resistência à repressão política no Estado 

O governador Paulo Câmara assinou, nesta quinta-feira (24.02), um protocolo de intenções com o prefeito do Recife, João Campos, para instalação do Memorial da Democracia, no casarão histórico situado dentro do Sítio da Trindade, na zona norte da capital pernambucana. O acordo celebrado hoje marca o início das atividades do ano da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara, instituído pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).   

O Memorial da Democracia vai abrigar todo o acervo reunido pela comissão e informações sobre as lutas libertárias ocorridas no Estado. São documentos, fotos, vídeos e o relatório da comissão, que contam a história do período da ditadura e da luta por liberdade e democracia. A instalação do memorial no Sítio da Trindade é uma recomendação do grupo de trabalho “Memorial da Democracia de Pernambuco”, vinculado à Vice-Governadoria.   

“O objetivo é que o memorial se transforme em um espaço de visitação, pesquisa e reflexão, que promova ações relacionadas à educação. Que contribua para o exercício da cidadania, a valorização dos direitos humanos e o fortalecimento contínuo da democracia”, destacou Paulo Câmara.  

De acordo com a vice-governadora Luciana Santos, é necessário conhecer o passado para construir um futuro melhor. “Por isso é tão importante termos em Pernambuco este espaço”, observou. “O memorial será um espaço educativo, dinâmico e um ponto de partida para uma política pública de memória, que amplie para outros municípios o conhecimento das gerações futuras”, completou o coordenador do grupo de trabalho, Manoel Moraes.   

Estiveram presentes à assinatura do protocolo de intenções os secretários estaduais Gilberto Freyre Neto (Cultura), Eduardo Figueiredo (Justiça e Direitos Humanos) e Humberto Freire (Defesa Social); os secretários do Recife Ricardo Mello (Cultura) e Ana Rita Suassuna (Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos); o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto; e os integrantes do grupo de trabalho “Memorial da Democracia de Pernambuco”.   

Também participaram do ato os deputados estaduais Isaltino Nascimento, Antônio Fernando e Laura Gomes; o presidente da Câmara Municipal do Recife, Romerinho Jabotá; a vereadora Cida Pedrosa; o reitor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Marcelo Carneiro Leão; o padre Josenildo Tavares, representando o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido; Nara Santos, representando a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados Seccional Pernambuco (OAB-PE); e Marcelo Santa Cruz, representando os familiares de presos políticos. 

Deixe uma resposta