Sebastião Dias diz que não não foi valorizado pelo governo do estado e garante que não existe racha na oposição

O ex-prefeito de Tabira, Sebastião Dias, esteve falando ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, nesta terça-feira (10) acompanhado dos ex-vereadores Tote Marques, Aristóteles Monteiro e dos ex-secretários Allan Dias e Cláudio Alves.

Dias confirmou o seu apoio à pré-candidata ao governo de Pernambuco, Marília Arraes (Solidariedade) e lembrou de sua militância histórica ao lado do seu avô Miguel Arraes.

O poeta disse que não se filiou ao PSB há dois anos porque ficou esperando a iniciativa do governador para uma conversa, aproximação esta que não aconteceu, segundo ele. “Acho que o prefeito de Tabira não tinha importância para eles”, disse Sebastião.

Além de Marília, o ex-prefeito falou que apoiará Carlos Veras (PT) para federal, Antônio Morais (PSDB) para estadual e Lula (PT) para presidente. Também disse que não entende que a oposição esteja dividida, mesmo estando ele e Flávio Marques (PT) por caminhos distintos para a sucessão do estado.

Sebastião confirmou que no próximo dia 28 de maio, o grupo estará recepcionando Marília Arraes em Tabira para realização de um grande ato de filiação onde, possivelmente, ele será anunciado presidente do Solidariedade no município.

Piso Salarial: Em nova paralisação professores de Tabira saem as ruas em dia de feira livre

A luta dos professores continua e na manhã desta quarta-feira (11) a categoria paralisou novamente suas atividades na rede municipal de ensino para irem as ruas.

Como forma de protestar contra a situação de não cumprimento da lei do piso nacional do magistério em 33,24%, pelo governo Nicinha de Dinca (MDB) os professores se concentraram na Praça Gonçalo Gomes, nas primeiras horas da manhã e em seguida saíram pelas ruas das feiras livres do município mostrando a indignação com a quebra de palavra da prefeita. Passando em frente aos prédios da prefeitura, secretaria de educação e câmara municipal.

A presidente do SINDUPROM, Dinalva Lima, disse em entrevista ao Cidade Alerta da Rádio Cidade, na última sexta-feira (6), que uma “força estranha” atrapalha a negociação do piso com a gestão municipal. A força estranha já disse que “tem professor querendo ganhar mais que a prefeita” e a orientou a botar educadores na justiça.

No mês de fevereiro deste ano, Nicinha juntamente com a Secretária de Educação, Lyedja Barros anunciaram o reajuste do piso salarial dos professores tabirenses no percentual de 33,24%, mas logo depois houve a quebra da palavra.

Sobe para 16 número de supostos casos de ‘hepatite misteriosa’ sob investigação; um é em Pernambuco

Subiu para 16 o número de casos suspeitos de hepatite de causa desconhecida monitorados pelo Ministério da Saúde. Na semana passada, a pasta acompanhava a investigação de 7 casos possíveis da doença. O Ministério da Saúde orienta que os casos sejam notificados de imediato. Um caso entre os 16 é em Pernambuco.

O caso investigado em Pernambuco é o de um menino de 1 ano morador de Toritama, no Agreste. A criança, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), deu entrada no Hospital Mestre Vitalino no último dia 27 de abril, com quadro de febre, rash cutâneo (erupções vermelhas na pele) e dor abdominal com hepatomegalia (aumento do volume do fígado).
O menino ficou hospitalizado por dez dias, recebendo alta na últim sexta-feira (6) . “Ele foi acompanhado pela equipe, apresentou melhora clínica e recebeu alta hospitalar no dia 06.05”, explica a SES-PE em nota. 

A SES-PE informa também que se reunirá nesta terça-feira (10) com o Ministério da Saúde “para discussão do caso, definição de fluxos e confirmação, ou afastamento, da ocorrência”. O caso ainda passará, segundo a secretaria, “por exames complementares para investigação laboratorial das hepatites virais, de outros agentes possivelmente relacionados a este tipo de hepatite e a outras doenças”. 

“O Governo de Pernambuco segue monitorando a ocorrência do agravo no Estado. O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs-PE) já emitiu nota de alerta orientando toda a rede de saúde do Estado – unidades públicas e privadas – para que, na observação de casos suspeitos e que atendam às definições, realizem a notificação de imediato”, informa a SES-PE.

Brasil

O estado de São Paulo acumula a maior parte, com seis registros, seguido pelo Rio de Janeiro, com cinco. Depois, aparece o Paraná, com dois casos monitorados. Além de Pernambuco, Espírito Santo e Santa Catarina têm um caso cada.

Entre os sintomas, as crianças apresentam náusea, vômito, icterícia (pele e olhos amarelados), febre, dor abdominal, dores musculares entre outros.
A chamada “hepatite misteriosa” foi identificada pela primeira vez no Reino Unido, no mês passado. Desde então, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) já identificou mais de 200 casos em todo o mundo.

“Os Centros de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) e a Rede Nacional de Vigilância Hospitalar (Renaveh) monitoram qualquer alteração do perfil epidemiológico, bem como casos suspeitos da doença”, afirma o Ministério da Saúde.

O primeiro caso possível da doença foi notificado em Niterói (RJ) em uma criança de três anos. Um dos pacientes cujo caso está sob investigação teve de realizar um transplante de fígado.

A doença é causada por uma inflamação no fígado. Até o momento, no entanto, não se sabe o que origina a inflamação uma vez que os vírus causadores das hepatites A, B, C, D ou E não foram encontrados nas amostras. A suspeita é de que a hepatite misteriosa seja originada por um adenovírus.

Paulo Câmara anuncia repasse de R$ 225 milhões para saúde nos municípios pernambucanos

Governador Paulo Câmara fez pronunciamento após enviar reforço policial a Porto de Galinhas

Em reunião com a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), realizada nesta terça-feira (10), o governador Paulo Câmara (PSB) anuncia um repasse de R$ 225 milhões para todos os 185 municípios pernambucanos.

Como apurou antecipadamente o colunista Jamildo Melo, o montante deve ser direcionado para auxiliar os municípios em questões de Saúde Pública. Os recursos financeiros são destinados a quatro políticas estratégicas, por intermédio dos programas de cofinanciamentos:

A intenção é desafogar os sistemas da Região Metropolitana do Recife após a crise dos hospitais, que ganhou repercussão com o desabamento parcial do teto do Hospital da Restauração. O tema abriu um flanco para críticas ao governo, principalmente entre candidatos de oposição.

Esses recursos vão ser divididos em dois blocos: as 178 cidades com até 200 mil habitantes vão receber sua parte em até cinco parcelas. As sete restantes, que possuem população superior a 200 mil, vão receber o montante em três parcelas.

Nos primeiros cinco meses, de maio a setembro, ainda na primeira fase, serão repassados R$ 130,2 milhões a 178 cidades pernambucanas. Já na segunda fase, serão destinados R$ 92,3 milhões, entre os meses de outubro a dezembro para 7 municípios pernambucanos. Até o final do ano de 2022, o valor total investido na Saúde será de R$ 222,5 milhões, informa o Governo.

“Sabemos que fortalecer a atenção primária tem consequências positivas para todo o nosso sistema de saúde. Desde o ano passado recuperamos nossa capacidade de investimento e estamos tendo a condição de repassar os recursos ao municípios”, frisou o governador.

Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco, na reunião com a Amupe

André Longo, secretário de Saúde, também esteve na reunião e anunciou que as prefeituras já tiveram os valores a receber levantados e serão informadas sobre o procedimento até a próxima sexta-feira, 13 de maio.

“A prioridade do Governo de Pernambuco, nesse contexto de pandemia, é retomar os repasses de recursos financeiros às cidades pernambucanas”, pontuou o secretário. Os municípios terão 10 dias para aderir à proposta.

Em tempo, espera-se que o repasse aos municípios menores já seja iniciado no deste mês. Na avaliação do governo, segundo apurou a coluna, houve uma descontinuação do projeto durante a pandemia, com as gestões municipais encaminhando pacientes de forma mais intensa para a Região Metropolitana do Recife.

Obras iniciadas pela prefeita Nicinha têm um misto de críticas e elogios na Câmara

O governo da prefeita Nicinha Melo iniciou nesta segunda-feira (9), as obras de pavimentação nas ruas que deu a ordem de serviço sexta-feira passada.

Os vereadores de sua base, na sessão da Câmara, trataram de fazer elogios e registrar o início das obras, porém, houve que não entendesse desta forma.

O vereador Dicinha do calçamento, por exemplo, disse que acontecerão sérios problemas no alargamento da Rua Raimundo Ferreira, em frente ao hospital.

“É uma obra sem planejamento, sem projeto, em uma rua estreita onde as famílias irão sofrer com suas crianças e esses carros passando aqui no aperto”.

“Será de seis meses a um ano para concluir essa ponte e até lá ficará interditado sem ninguém poder passar”, reclamou o vereador que também trabalha com empresa de construção civil.

Vereadora Ilma de Cosme reclama que presidente quer lhe calar na Tribuna

Ao fazer uso da Tribuna da Câmara na noite desta segunda-feira (9), a vereadora Ilma de Cosme estava fazendo uma enfática defesa da prefeita Nicinha Melo e garantindo aos professores que estava na plateia que a gestora iria cumprir os compromissos com a classe.

Vez por outra os professores se manifestavam e ficava o diálogo entre as partes. Na hora em que a vereadora perguntou se os professores estavam com questões políticas, houve uma manifestação mais forte por parte deles.

Fato este que levou o presidente da Câmara, o vereador Djalma das almofadas, a chamar atenção da vereadora para que ela não provocasse a plateia.

Irritada, ela respondeu que não era a primeira vez que o presidente tentava Lhe calar na Tribuna. “Aqui eu falo o que eu quiser e você não vai me calar”, disse a vereadora.

Trinta sequelas e sintomas persistentes da Covid-19; confira a lista

Entre as sequelas mais comuns da Covid-19, médicos apontam fadiga, dificuldade respiratória e disfunção cognitiva

A infeção pela Covid-19 até pode ser assintomática, mas isso não a impede de deixar marcas. De acordo com as informações mais recentes, são aqueles pacientes que tiveram a doença em níveis mais graves que possuem maior probabilidade de ficar com prevalência de sintomas e sequelas após serem contagiados com o SARS-CoV-2.

Pessoas com casos mais leves da doença têm relatado dificuldades nas semanas ou meses seguintes à infeção.

“Ainda não tivemos tempo suficiente para perceber como vai ser esta evolução”, diz à CNN Portugal Andreia Leite, professora na Escola Nacional de Saúde Pública, que trabalha em um estudo que irá avaliar a persistência da ‘covid longa’ em Portugal.

“Tem ocorrido grande dificuldade em definir a covid longa”, admite, bem como as sequelas que ficam em uma “condição pós-covid”.

“A condição pós-covid é um diagnóstico de exclusão”, assinala ainda a investigadora. “Se alguém teve covid e começa com determinado sintoma é preciso perceber se é, de fato, esta a justificação, até porque existe um conjunto de outras causas para estes vários sintomas, o que torna a abordagem mais difícil”, resume.

A própria nomenclatura de “covid longa” não levanta consensos: um estudo publicado na The Lancet Respiratory Medicine, já no início deste mês, refere que, dado o especto de sintomas que podem ocorrer e persistir após a infeção da Covid-19, e também podem afetar diferentes órgãos e sistemas do organismo, “é essencial concordar na nomenclatura e definição” para avaliar a sua incidência, subtipos e gravidade.

“Este processo não pode ser deixado para as agências, prestadores de cuidados de saúde ou investigadores, mas requer vasta discussão, incluindo, nomeadamente, as pessoas afetadas.”

Sequelas e sintomas

Segundo uma revisão de estudos sobre a ‘long covid’, que estima que as sequelas da doença a longo prazo terão um impacto substancial na saúde pública, existem mais de 50 sintomas distintos relatados pós-infeção por covid-19, sendo os mais prevalentes a fadiga e dificuldades respiratórias, seguidas por perturbações do olfacto e paladar, cefaleias, dor no peito, névoa mental e perda de memória, bem como perturbações do sono.

Confira uma lista de 30 dos sintomas relatados e, se for o seu caso, marque uma consulta.

  • Fadiga
  • Dor de cabeça
  • Dificuldades respiratórias
  • Dor de garganta
  • Lesões pulmonares
  • Dor no peito
  • Tosse persistente
  • Dor muscular e articular
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Insônias
  • Dificuldade de concentração
  • Névoa mental
  • Perda de memória
  • Perda de olfacto
  • Perda de paladar
  • Irritações cutâneas
  • Perda de apetite
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Refluxo gastroesofágico
  • Diarreia
  • Incontinência urinária e fecal
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Queda de cabelo
  • Arrepios
  • Suor abundante
  • Arritmias e palpitações cardíacas
  • Inflamação do miocárdio
  • Edema dos membros

A “condição pós-covid”

Bernardo Gomes, médico de Saúde Pública, lembra a definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera “condição pós-covid” os sintomas que surgem três meses após infeção, que duram pelo menos dois meses e não podem ser explicados por um diagnóstico alternativo.

Para o especialista, é importante, em termos de sequelas, dissociar aquelas que são efetivamente decorrentes da Covid-19 e outras que possam surgir de circunstâncias de doença mental ou até decorrentes de alterações de estilos de vida determinados pelas medidas pandêmicas.

Segundo os estudos mais recentes, sintomas pós-covid são mais comuns em adultos do que em crianças e mais habituais em doentes não vacinados do que em pessoas que tomaram a vacina.

“E há outra circunstância: pessoas que podem não ter nada na fase pós-aguda e aparecem com quadros, passado algum tempo, que se encaixam na possibilidade de long covid”, acrescenta Bernardo Gomes.

Entre as sequelas mais comuns da Covid-19, o médico aponta fadiga, dificuldade respiratória e disfunção cognitiva. “No entanto, temos outros quadros de afecção do sistema nervoso.

Na prática, as suas consequências traduzem-se em alterações inesperadas do ritmo cardíaco, arritmias, disfunções do sistema digestivo que persistem”. O médico lembra ainda que há doenças cujo número de casos parece ter aumentado no pós-covid, nomeadamente a diabetes, fenômeno que se considera agora estar ligado a uma resposta autoimune exacerbada ao SARS-CoV-2, mas que ainda terá de ser devidamente aprofundado.

“Não jogamos contra um único inimigo, jogamos contra o vírus e as suas questões agudas mas também contra uma reação imunitária exagerada que chegou a causar mortes. E ainda um terceiro inimigo, que deriva do segundo, percebemos que existem reações desreguladas ao vírus que podem ter um eco futuro e não se percebem num primeiro momento”, frisa o especialista de Saúde Pública.

“Infelizmente, vamos tendo cada vez mais casos destes, a expectativa é de que venha muita gente a ser afetada, ainda vai ter um impacto social importante”.

O mesmo diz a investigadora Andreia Leite: “É esperado que haja algum impacto do ponto de vista social e econômico, para além do impacto nos serviços de saúde”, refere, acrescentando que ainda não existe uma “imagem clara” da frequência da Covid-19 a longo prazo e suas sequelas, mas que serão certamente precisos muitos recursos para a “marcha diagnóstica” necessária nestes casos, que incluem a realização de exames complementares ou referenciação dos doentes para diferentes especialidades.

A professora da Escola Nacional de Saúde Pública lembra ainda que estas sequelas e sintomas do pós-covid são geralmente mais frequentes em doentes hospitalizados ou que tiveram doença grave e, em alguns casos, resolvem-se espontaneamente, mas em outros acabam por persistir “por um período longo e com impacto no dia a dia, na qualidade de vida, na diminuição das horas de trabalho ou obrigando a ter funções revistas”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre 10% a 20% das pessoas que tiveram Covid-19 sofrem de sintomas após recuperarem da fase aguda da infeção, uma condição “imprevisível e debilitante” que afeta também a saúde mental.

E um estudo publicado na eClinicalMedicine revela mesmo que já foram identificados 203 sintomas associados à covid de longa duração e que envolvem 10 órgãos diferentes do corpo humano. O estudo foi realizado com dados de 56 países e envolveu mais de três mil pessoas, tendo concluído que 56 dos 203 sintomas identificados persistiram por sete meses.

Petrobras anuncia aumento de 8,8% no preço do diesel para distribuidoras

Petrobras justificou alta citando risco de desabastecimento de diesel

Petrobras anunciou nesta segunda-feira (9) que reajustou o preço de venda do diesel para as distribuidoras. Agora, o combustível passa a custar R$ 4,91, e não mais R$ 4,51, por litro, representando uma variação de 8,8%.

Segundo a estatal, o preço não era reajustado há 60 dias. Já os valores atuais cobrados pela gasolina e pelo GLP foram mantidos. A mudança passa a valer a partir da próxima terça-feira (10).

Em nota, a Petrobras afirmou que, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel no diesel comercializado, “a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 4,06, em média, para R$ 4,42 a cada litro vendido na bomba”. Com isso, a variação seria de R$ 0,36 por litro.

A companhia afirma que a alta “segue outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda acompanhando os preços de mercado”.

De acordo com a Petrobras, o último reajuste no preço do diesel, em 11 de março, refletiu apenas uma parte da alta observada nos preços de mercado.

“Desde aquela data, a Petrobras manteve os seus preços de diesel e gasolina inalterados e reduziu os preços de GLP, observando a dinâmica de mercado de cada produto”, afirma.

A empresa justificou a nova alta citando o balanço global impactado de diesel, com uma redução de oferta em relação à demanda e os estoques globais abaixo das mínimas sazonais dos últimos cinco anos nas principais regiões fornecedoras.

“Esse desequilíbrio resultou na elevação dos preços de diesel no mundo inteiro, com a valorização deste combustível muito acima da valorização do petróleo. A diferença entre o preço do diesel e o preço do petróleo nunca esteve tão alta”, diz a nota.

A Petrobras ressaltou que as refinais da empresa já estão operando próximas ao nível máximo, e que não há mais como aumentar a capacidade interna de refino do petróleo para produção de diesel para atender a demanda no país. Atualmente, cerca de 30% do total de diesel consumido vem de outras refinadoras e importadoras.

“Isso significa que o equilíbrio de preços com o mercado é condição necessária para o adequado suprimento de toda a demanda, de forma natural, por muitos fornecedores que asseguram o abastecimento adequado”.

No governo Bolsonaro, salário mínimo perde poder de compra pela primeira vez desde o Plano Real

RIO – Jair Bolsonaro vai terminar seu mandato em dezembro de 2022 como o primeiro presidente, desde o Plano Real, a deixar o salário mínimo valendo menos do que quando entrou. Nenhum governante neste período, seja no primeiro ou segundo mandato, entregou um mínimo que tivesse perdido poder de compra. Pelos cálculos da corretora Tullett Prebon Brasil, a perda será de 1,7%, segundo informações do G1.

Isso, se a inflação não acelerar mais do que o previsto pelo mercado no Boletim Focus, do Banco Central, base das projeções da corretora. As previsões vêm sendo revisadas para cima há 16 semanas. O piso salarial cairá de R$ 1.213,84 para R$ 1.193,37 entre dezembro de 2018 e dezembro de 2022, descontada a inflação.

Dois fatores explicam a perda inédita. Um deles é o ajuste fiscal, pelo peso do salário mínimo na indexação do Orçamento da União, ou seja, reajustes no piso têm impacto em uma gama de outras despesas, como benefícios sociais e gastos com Previdência. O segundo é a aceleração da inflação.

Há três anos, não há reajuste do piso acima da inflação. O último foi em 2019, quando ainda prevalecia a regra de correção que considerava a inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Enem 2022: inscrições começam nesta terça-feira. Saiba como fazer

Inscrições para o Enem seguirão até o dia 21 de maio

Para milhares de vestibulandos, a preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começou no início deste ano. Mas a largada oficial para a avaliação é dada com a inscrição, que começa nesta terça-feira (10).

Candidatos terão até 21 de maio para acessar a página do participante e se cadastrar. As provas serão nos dias 13 e 20 de novembro.

A obtenção da gratuidade não significa que a participação no Enem é automática.

Em Pernambuco, para ingressar nas graduações das quatro universidades federais (UFPE, UFRPE, UFAPE e Univasf) e na estadual UPE, é preciso fazer o Enem e depois se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As vagas nos cursos superiores do IFPE e do IF Sertão também são preenchidas por meio do Sisu.

O candidato precisa também indicar qual modalidade do Enem deseja realizar (impressa ou digital). Os dois formatos do exame acontecerão nas mesmas datas e horários. A diferença é que no digital as provas são feitas em computadores instalados em locais indicados pelo Inep.

Vale lembrar que o Enem impresso pode ser feito por qualquer pessoa, inclusive os alunos chamados treineiros, ou seja, aqueles que não vão concluir o ensino médio este ano ou que não está cursando ainda essa etapa da educação básica. Já o digital é exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou que está concluindo essa etapa em 2022.

Já o Enem digital acontecerá apenas no Recife, em Caruaru e em Petrolina. Para o digital há limite de vagas, 3 mil no total em Pernambuco.

No formulário de inscrição o candidato tem ainda que indicar qual língua estrangeira quer fazer, inglês ou espanhol. As questões dessas disciplinas aparecem na prova de linguagens, aplicada no primeiro dia do Enem juntamente com os testes de redação e ciências humanas. No segundo dia, os vestibulandos têm provas de matemática e ciências da natureza.

O participante que precisar de atendimento especializado deve realizar a solicitação no momento da inscrição e anexar a documentação que comprove a necessidade do atendimento. Será oferecido recurso para participantes com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestante, lactante, idoso e/ou pessoa com outra condição específica.

Tabira tem o pior resultado na geração de empregos entre cidades do Pajeú

Levantamento do blog de Nill Júnior, por Juliana Lima, aponta que Serra Talhada teve saldo positivo de 92 e Afogados da Ingazeira de 62 postos de trabalho formais no período. Pior resultado é de Tabira, que perdeu 32 vagas.

De acordo com os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), as cidades de Serra Talhada e Afogados da Ingazeira lideram a geração de empregos formais no primeiro trimestre de 2022. No total, o Pajeú teve saldo de 222 postos de trabalho.

Maior cidade da região, Serra Talhada registrou no período 932 admissões e 840 demissões, resultando em um saldo positivo de 92 e variação relativa de 0,97%. Já Afogados da Ingazeira, segunda cidade do Pajeú, registrou 318 admissões e 256 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 62 e variação relativa de 2,54%.

Além de Serra Talhada e Afogados da Ingazeira, registraram saldo positivo na região as cidades de São José do Egito, Itapetim, Iguaracy, Tuparetama, Calumbi e Triunfo. Os piores desempenhos foram registrados por Tabira e Flores.

Confira o resultado: Serra Talhada (92), Afogados da Ingazeira (62), São José do Egito (21), Itapetim (15), Iguaracy (13), Tuparetama 11), Calumbi (7), Triunfo (1), Brejinho (0), Ingazeira (0), Quixaba (-1), Santa Cruz da Baixa Verde (-1), Solidão (-1), Carnaíba (-6), Santa Terezinha (-12), Flores (-18) e Tabira (-32).

Acidente com vítima fatal é registrado na PE-320, em Tabira

Na noite deste domingo (08), uma colisão envolvendo uma moto e um carro deixou uma pessoa morta e uma ferida na PE-320, entre São José do Egito e Tabira.

A colisão ocorreu próximo ao Motel Castelo dos Sonhos, dentro do município de Tabira.

Antônio Oliveira, 52 anos, conhecido como Toinho do Bar, residente no bairro João Cordeiro, em Tabira, veio a óbito no local. Ele guiava a moto.

A segunda vítima foi identificada apenas como  Totó. Ele estava na garupa com Antônio. Ficou ferido mas não corre risco de morte. O motorista do carro não foi identificado.

Cursos gratuitos têm 300 vagas para profissionais da Assistência Social

Até o fim de maio, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) de Pernambuco, por meio da Secretaria Executiva de Assistência Social, está disponibilizando 300 vagas em cursos para trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) que atuam no Governo do Estado ou nos municípios. A programação tem seis temáticas, com aulas na modalidade presencial. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas nos sites www.sdscj.pe.gov.br ou www.sigas.pe.gov.br.

As aulas abordarão os temas “Gestão de benefícios socioassistenciais”, “Autoproteção de crianças e adolescentes”, “Orientadores sociais do serviço de convivência e fortalecimento dos vínculos – SCFV”, “Atualização sobre a organização e oferta dos serviços da Proteção Social Especial” e “Atualização sobre especificidade e interfaces da Proteção Social Básica no SUAS”

Os cursos ocorrem por meio do Programa CapacitaSUAS/PE, voltado a gestores, trabalhadores, dirigentes de entidades e organizações e conselheiros que atuam na assistência social. “Com essa iniciativa, o Governo de Pernambuco está buscando contribuir com o fortalecimento da gestão estadual, dos 184 municípios e do Distrito Estadual de Fernando de Noronha nessa área, visando ao aprimoramento e à qualificação da oferta dos serviços, programas, projetos, benefícios socioassistenciais e de transferência de renda, bem como a integração com as necessidades dos trabalhadores, gestores e conselheiros do SUAS”, explica a gerente de Gestão do Trabalho e Educação Permanente da Secretaria Executiva de Assistência Social, Paula Vanusa.

Desde o início de maio, outros três cursos, já com inscrições encerradas, estão sendo realizados pela SDSCJ: “Acolhimento institucional para crianças e adolescentes” e “O SUAS e os novos desafios para a gestão do trabalho”, na modalidade presencial, e “A atuação da Assistência Social em situações de calamidades públicas e emergenciais”, na modalidade EAD autoinstrucional.

Confira a lista de cursos:

  • Curso 20 horas:  Gestão de benefícios socioassistenciais
  • Data: 10 e 11/05/2022 – Horário: 08h às 12h e das 13h às 17h
  • Data: 12/05/2022 – Horário: 08h às 12h
  • Modalidade: Presencial
  • Público-alvo: Trabalhadores do SUAS que atuam no Governo do Estado e nos municípios da Mata Sul de Pernambuco
  • Inscrições: https://www.sigas.pe.gov.br/pagina/curso-20-horas–capacitasuaspe–turmas–curso-11
  • Vagas: 50

 

  • Curso 20 horas:  Autoproteção de crianças e adolescentes
  • Data: 10 e 11/05/2022 – Horário: 08h às 12h e das 13h às 17h
  • Data: 12/05/2022 – Horário: 08h às 12h
  • Modalidade: Presencial
  • Público-alvo: Trabalhadores do SUAS que atuam no Governo do Estado, nos municípios da Região Metropolitana do Recife e em Fernando de Noronha
  • Inscrições: https://www.sigas.pe.gov.br/pagina/curso-20-horas–capacitasuaspe–turmas–curso-27
  • Vagas: 50

 

  • Curso 40 horas:  Orientadores sociais do Serviço de Convivência e Fortalecimento dos Vínculos – SCFV
  • Data: 23 a 27/05/2022 – Horário: 08h às 12h e das 13h às 17h
  • Modalidade: Presencial
  • Público-alvo: Trabalhadores do SUAS que atuam no Governo do Estado e nos municípios do Agreste de Pernambuco
  • Inscrições: https://www.sigas.pe.gov.br/pagina/curso-40-horas–capacitasuaspe–turmas–curso-11
  • Vagas: 50

 

  • Curso 20 horas:  Atualização sobre a organização e oferta dos serviços da Proteção Social Especial
  • Data: 24 e 25/05/2022 – Horário: 08h às 12h e das 13h às 17h
  • Data: 26/05/2022 – Horário: 08h às 12h
  • Modalidade: Presencial
  • Público-alvo: Trabalhadores do SUAS que atuam no Governo do Estado e nos municípios do Agreste de Pernambuco
  • Inscrições: https://www.sigas.pe.gov.br/pagina/curso-20-horas–capacitasuaspe–turmas–curso-24
  • Vagas: 50

 

  • Curso 20 horas:  Atualização sobre especificidade e interfaces da Proteção Social Básica no SUAS
  • Data: 31/05 e 01/06/2022 – Horário: 08h às 12h e das 13h às 17h
  • Data: 02/06/2022 – Horário: 08h às 12h
  • Modalidade: Presencial
  • Público-alvo: Trabalhadores do SUAS que atuam no Governo do Estado, nos municípios da Região Metropolitana do Recife e em Fernando de Noronha
  • Inscrições: https://www.sigas.pe.gov.br/pagina/curso-20-horas–capacitasuaspe–turmas–curso-23
  • Vagas: 50

 

  • Curso 20 horas:  Gestão de benefícios socioassistenciais
  • Data: 31/05 e 01/06/2022 – Horário: 08h às 12h e das 13h às 17h
  • Data: 02/06/2022 – Horário: 08h às 12h
  • Modalidade: Presencial
  • Público-alvo: Trabalhadores do SUAS que atuam no Governo do Estado e nos municípios da Mata Norte de Pernambuco
  • Inscrições: https://www.sigas.pe.gov.br/pagina/curso-20-horas–capacitasuaspe–turmas–curso-11
  • Vagas: 50