Opinião: João Paulo tem 35,1% contra 25,7% Fernando Bezerra

image

Na corrida para o Senado, o candidato do PT, João Paulo, permanece na liderança com 32,1% das intenções de voto, enquanto Fernando Bezerra (PSB) tem 22,3%, segundo levantamento exclusivo do Instituto Opinião para este blog. Simone Santana desponta com 2,5%, Albanize Pires tem 1% e Oxis 0,3%. Brancos e nulos somam 12,5% e 29% dos eleitores se confessaram indecisos, informa Magno Martins.
 
Por regiões, Fernando Bezerra só está acima de João Paulo nos sertões do São Francisco, onde aparece com 58,3% contra 15,9% e nos demais sertões – 20,8% a 15%. A maior frente de João está na Região Metropolitana, com 39,4% das intenções de voto contra 23,8% de Bezerra. No Agreste, João tem 29,8% contra 14,1% de Bezerra, enquanto que na Zona da Mata o petista aparece com 37,6% contra 17,1% do socialista.

Estratificando os números para o Senado, os maiores percentuais de João Paulo aparecem entre os eleitores com grau de instrução da 5ª a 8ª séries (36,8%), entre os eleitores com renda familiar entre três e cincos salários (36,6%) e entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (34,8%).
 
As menores taxas do petista aparecem entre os eleitores com grau de instrução até a 4ª série (24,9%), entre os eleitores com renda familiar acima de 10 salários mínimos (26%) e entre os eleitores na faixa etária de 45 a 59 anos (29,2%). Por sexo, João tem a preferência dos eleitores masculinos – 35,1% contra 30% dos eleitores femininos.

Já o candidato da Frente Popular, Fernando Bezerra, tem suas melhores taxas entre os eleitores com renda superior a 10 salários (41,5%), entre os eleitores na faixa etária de 45 a 59 anos (25%) e entre os eleitores com grau de instrução superior (36,3%). Por sexo, 25,7% dos homens disseram que votariam no socialista contra 19,4% das mulheres.

As menores intenções de voto de Fernando na disputa pelo Senado aparecem entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (18,6%), entre os eleitores com grau de instrução até a 4ª série (17,1%) e entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos (20,2%).

image

METODOLOGIA-  modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares. As entrevistas foram realizadas por sete equipes de entrevistadores, devidamente treinadas para abordagem desse tipo de público; supervisionadas pelos coordenadores de campo da OPINIÃO – Pesquisas Sociais Ltda.

Deixe uma resposta