“Não honram palavra nem com o vice, imagina com a população”, afirma Marcos Crente

Vice-prefeito revela foto de encontro com a prefeita Nicinha Melo, Dinca, mais vereadores da base e o secretário de administração, em janeiro deste ano firmando compromisso para aquisição do transporte para o TFD.

Por Nill Júnior

O vice-prefeito Marcos Crente enviou ao programa Cidade Alerta, da Cidade FM, e ao blog do Nill a imagem da reunião estopim da traição de Nicinha e Dinca. O encontro, de 25 de janeiro deste ano, teve Nicinha Brandino e Dinca, que, como é de domínio público, é o prefeito de fato, mais vereadores da base, como Edmundo Barros (MDB), Valdemir Filho (MDB), Vianez Justos (MDB) e Eraldo Moura (REDE), junto com o Secretário de Administração, César Pessoa.

Marcos garante que essa conversa foi bem antes do pedido feito ao deputado federal, Tadeu Alencar, para aquisição de um ônibus para o TFD – Tratamento Fora do Domicilio. “Foi antes do Deputado Tadeu vir pra minha casa. Combinei com a prefeita, Dinca e os vereadores para eu conseguir essa emenda e a emenda ser direcionada pra comprar o ônibus. Depois que a emenda chegou eles desviaram o assunto, chegou outra emenda de Fernando Monteiro e não compraram o ônibus com minha emenda”, disse.

“Eles com ciúme desviaram o recurso e não compraram o ônibus. Disseram que estão comprando o ônibus com emenda de Fernando Monteiro. Ninguém sabe nem se esse dinheiro chegou”, acrescentou Marcos.

o vice-prefeito ainda enviou o comprovante que revela o dinheiro da emenda de R$ 500 mil do deputado federal, Tadeu Alencar, já na conta da prefeitura.

“Ela não cumpriu com o vice-prefeito o acordado na reunião. Não cumpriu com o vice, imagine com a população. Como é que a pessoa fala em pregar um bom governo desse jeito?” – questiona.

No caso, o problema é que, por mera politicagem, assim como no caso do embargo à obra da Compesa que levará água a Brejinho, a emenda de Tadeu não será aplicada na finalidade definida na reunião com Marcos.

“Eu acho que ele pensou que era pra eu não crescer politicamente. Isso é política pequena. Não esperava isso”, lamentou o vice-prefeito.

Deixe uma resposta