Motorista denuncia salários atrasados, carro sem freio e condutores trabalhando de forma irregular no transporte escolar de Tabira

A produção do Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, recebeu de um motorista a denúncia de que ainda estão sem receber os salários referentes a alguns meses de 2021.

“Trabalhei setembro, outubro e 10 dias de novembro e não recebi da empresa privada do transporte escolar. A empresa sempre diz que vai resolver e nunca resolve”, lamentou o motorista.

Segundo ele, a prefeitura de Tabira está quites com o pagamento e a falha é da empresa que não repassou para os motoristas.

Mais a história vai mais além. Ainda segundo o denunciante, o rapaz que assina o pagamento não é o mesmo que dirige e o que assina não é o mesmo que recebe.

“A coisa é meio atrapalhada. Tem três, quatro pessoas lá que nenhum faz serviço nenhum. O rapaz que me contratou é o dono do carro, mas o que assina é motorista de outra empresa”, tentou explicar.

O motorista informou que de janeiro para cá, a responsabilidade para resolver o problema ficou com a Dra. Claudicéia Rocha, mas até agora não resolveu.

Outra denúncia feita é em relação à situação irregular de veículos e motoristas. “Lá tem carro sem ser legalizado, não está em dias. Motorista sem ter a CNH na categoria D dirigindo os carros. Eu só tenho a B, ainda não transferi para D. Tem motorista que assina lá e tem a categoria D, mas faz serviço para outra empresa. É uma bagunça da peste lá”, afirmou.

Outro problema também foi apontado na parte mecânica do carro. “Trabalhei no carro sem freio, subindo e descendo serra”, confessou o motorista.

Deixe uma resposta