“Minha jornada a frente da Secretaria Municipal de Educação de Tabira se encerrou no final de fevereiro”, diz Lyedja em nota

Lyedja deixa a Secretaria após 1 ano e dois meses da gestão Nicinha de Dinca

Leia na íntegra:

Prezados, venho por meio deste informar que a minha jornada a frente da Secretaria Municipal de Educação de Tabira se encerrou no final de fevereiro, estarei de férias pelo período de 60 dias e não retornarei à função.

Como é sabido de todos, sou professora da rede a mais de 20 anos, já estive anteriormente nessa função, não tinha pretensão em voltar ao cargo, mas aceitei aceitando por acreditar no desenvolvimento através da educação e como cidadã, professora, educadora que sou, não poderia fugir de uma missão em contribuir pelo bem da minha cidade e poder auxiliar na gestão da prefeita Nicinha.

Mas, para isso tive que abdicar de projetos e sonhos da vida pessoal e profissional, então defini o prazo de um ano para contribuir com a minha missão à frente da SME Tabira, e saio da função com a sensação de dever cumprido, muito trabalho desenvolvido e conquistas para a nossa educação, mas ainda falta muito, pois, o trabalho na educação se faz diariamente, e sei que outros que seguirem na função trarão consigo muito mais conquistas e desenvolvimento.

A prefeita Nicinha agradeço a confiança em meu trabalho, a equipe que esteve junto comigo na SME, muito obrigada, só é possível fazer quando se tem força de vontade, perseverança e uma equipe unida.

Não reclamo das lutas, pois sei que me ensinam a crescer, a ser resistente o bastante para enfrentar as dificuldades interpostas nos meus caminhos. Portanto, paradoxalmente falando, de uma coisa tenho convicção, fiz o que foi possível a frente da gestão da secretaria, e estarei sempre disposta a contribuir com o desenvolvimento do município, mesmo sem estar a frente da gestão.

Dada a minha contribuição ao meu município, seguirei meus projetos pessoais e profissionais que deixei de lado por um tempo, mas não devemos abdicar dos nossos sonhos, é preciso coragem para ser quem se é, é preciso maturidade para lutar pelo que se acredita e eu sigo acreditando que a educação é o meu projeto de vida e seguirei lutando por ele. Agradeço a todos!

Deixe uma resposta