Homicídios crescem 15,6% em julho no Estado

PACTO_PELA_VIDA

Estado tem dificuldade em atingir meta de reduzir 12% dos homicídios com prevê Pacto pela Vida Arquivo/JC Imagem

JC Online

O número de homicídios volta a crescer no Estado, no mês de julho. Em coletiva na tarde desta quarta-feira, a Secretaria de Defesa Social (SDS) divulgou que foram registrados 297 assassinatos, 40 a mais do que em julho de 2014, que teve 257. Em junho, o Estado havia saído de um “jejum” de 20 meses consecutivos sem atingir a meta de 12% na redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Na tentativa de justificar os números, o secretário da pasta, Alessandro Carvalho, citou entre os fatores contribuintes a saída de policiais civis e delegados do Programa de Jornada Extra (PJE). “É lamentável que a categoria tenha essa postura de pressionar o Estado, quando este já está legalmente impossibilitado de ampliar o orçamento. Isso traz prejuízos para a segurança pública”, criticou.

O secretário reconheceu a necessidade de ampliar o efetivo e salientou que há concursos sendo encaminhados tanto na polícia civil quanto na militar. Destacou, também, que há mais drogas entrando no País e mais pessoas no mundo do crime, inclusive por conta das altas taxas de desemprego.

Conforme os dados apresentados, as Áreas Integradas de Segurança (AISs) mais violentas em relação ao número de assassinatos foram as de Paulista (27), Caruaru (27) e Garanhuns (26). Ao todo, foram registrados 2.178 homicídios de janeiro a julho deste ano contra 2.011 no mesmo período de 2014.

Deixe uma resposta