Fim de semana das eleições registra 62 homicídios em Pernambuco

morteO primeiro final de semana de outubro foi marcado não apenas pela realização do primeiro turno das eleições municipais, mas também pela quantidade expressiva de homicídios em Pernambuco. Em três dias, da sexta-feira (30) até o domingo (2), 62 pessoas foram assassinadas no estado, de acordo com a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE). Foram 26 assassinatos a mais que o registrado no estado no final de semana das eleições de 2014.

Segundo os dados repassados pela secretaria, 19 crimes violentos letais intencionais (CVLI) foram cometidos na sexta-feira e 15 no sábado (1º), véspera das eleições municipais. Já no domingo, dia da votação, ocorreram 28 assassinatos em Pernambuco, o que equivale a uma média de mais de um homicídio por hora.

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a SDS-PE ressaltou que “legalmente 5 dias antes e 48 horas depois do período de votação, seus órgãos operativos não podem cumprir mandados de prisão, o que leva muitos criminosos a voltarem nesse período para sua área de circulação, podendo o procurado com mandado de prisão em aberto ser vítima ou autor de diversos crimes”. Porém, o total de 62 assassinatos mostra um aumento no número de homicídios no estado em comparação com os casos registrados no fim de semana de outubro de 2014, em que ocorreram as eleições para presidente, governador, senador e deputados.

No período de 3 a 5 de outubro daquele ano, Pernambuco contabilizou 36 assassinatos, sendo seis homicídios na sexta-feira, 15 no sábado e outros 15 no domingo. O total de homicídios ocorridos no fim de semana das eleições deste ano é também superior à quantidade de pessoas assassinadas durante os cinco dias do Carnaval 2016, quando a SDS-PE contabilizou 57 homicídios, da meia-noite do Sábado de Zé Pereira, em 6 de fevereiro, até o final da Quarta-feira de Cinzas, no dia 10 do mesmo mês.

Deixe uma resposta