DEPOIS DE 49 ANOS NO PODER, FIDEL CASTRO RENUNCIA AO GOVERNO DE CUBA

O líder cubano Fidel Castro anunciou, nesta terça-feira (19), que não voltará a governar o país, em uma mensagem publicada pelo órgão do Partido Comunista Cubano, o Granma.

Em mensagem “de muito interesse para muitos compatriotas”, Fidel afirmou que não aceitará o cargo de Presidente do Conselho de Estado, que será escolhido pela Assembléia Cubana recém-eleita.

“A meus queridos compatriotas, que me deram a imensa honra de me eleger recentemente como membro do Parlamento, em cujo seio devem ser adotados acordos importantes para nossa Revolução, comunico que não aspirarei e nem aceitarei – repito – não aspirarei e nem aceitarei o cargo de Presidente do Conselho de Estado e Comandante em Chefe”, escreveu Fidel.

A nova Assembléia Nacional, eleita no fim de Janeiro, tem até 45 dias para escolher o chefe do governo do país. Desde 1976, Fidel vinha sendo eleito e ratificado em todas as eleições, que se realizam a cada cinco anos.

O líder cubano, que encabeçou a Revolução Cubana em 1º de janeiro de 1959, está afastado do poder desde 2006, quando delegou suas funções ao irmão, Raul Castro, em virtude de problemas de saúde.
Fonte: G1

Deixe uma resposta