Danilo Cabral sofre com os efeitos da rejeição de Paulo Câmara

As pesquisas vêm mostrando isso a cada novo levantamento que é divulgado e a confirmação dos números se apresenta a cada evento público com as presenças do governador Paulo Câmara (PSB) e do pré-candidato ao governo, Danilo Cabral (PSB).

Nesta quarta-feira (20), o ex-presidente Lula viu de perto o quão difícil será sua missão em Pernambuco, o seu estado natal, para fazer vitorioso nas urnas o candidato do governador que supera os 60% de rejeição popular.

Em Garanhuns, no agreste, o público não poupou as vaias para o governador, para Danilo e até mesmo para o prefeito do município. Durante as falas deles, ouvia-se os gritos do povo aclamando o nome de Marília Arraes (SD).

Até mesmo em Serra Talhada, no Pajeú, onde a prefeita Márcia Conrado (PT) navega nas águas calmas da aprovação do povo à sua gestão e aprovação ao seu desempenho pessoal na condução do governo, houve vaias mais uma vez para Paulo Câmara e Danilo e, novamente, o povo gritou o nome de Marília.

Deixe uma resposta