CPI da Câmara Municipal vai investigar denúncias de cargos públicos na Prefeitura de Ipojuca em benefício do deputado Romero Sales

Vereadores abriram na última quinta-feira, 20 de janeiro, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar uma série de irregularidades cometidas na gestão da prefeita Célia Sales.

A Câmara Municipal do Ipojuca abriu na última quinta-feira, 20 de janeiro, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar uma série de denúncias de irregularidades cometidas pela Prefeitura.

Entre as denúncias que a CPI irá investigar estão o loteamento de cargos públicos na gestão da prefeita Célia Sales com finalidades políticas em benefício do seu filho, o deputado Estadual Romero Sales Filho, ambos do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro).

Também serão apuradas irregularidades na Folha de Pagamento da Prefeitura com o não envio dos relatórios com informações referentes aos meses de julho à dezembro de 2021, pagamento de profissionais de saúde além do teto constitucional e uso da máquina pública com utilização de servidores comissionados em horário de expediente para atrapalhar o trabalho do poder legislativo.

O pedido de instauração da comissão foi protocolado com a assinatura de oito dos 13 vereadores e aprovado em plenário. Após a instauração, a CPI terá 120 dias para concluir seus trabalhos. O prazo pode ser prorrogado por até 60 dias.

Deixe uma resposta