Coordenador dos transportes de Tabira fala em possível embriaguez e diz que motorista que bateu em ambulância fugiu, mas imagens mostram que ele permaneceu no local

Na manhã desta quarta-feira (6), o coordenador dos transportes do hospital de Tabira, Marcelo Alexandre, falou à reportagem da Rádio Cidade FM sobre o acidente envolvendo uma ambulância do município na capital Recife. Na oportunidade, um Onix preto bateu na ambulância que chegou a capotar com quatro ocupantes dentro.

Marcelo disse que a informação que tinha era que o motorista do Onix estava alcoolizado e que falou diretamente com um representante da CTTU e o mesmo informou que o condutor do carro preto não estava no local e por isso não foi feito o teste de alcoolemia para confirmar a embriaguez.

Contrapondo o que disse o servidor tabirense, a reportagem da Rede Globo pela manhã diz que o motorista estava indo trabalhar e mostram o mesmo no local do acidente conversando com outro rapaz, o que prova que ele não fugiu da localidade.

No noticiário do meio dia da TV Jornal, outra prova de que a versão dada pela prefeitura de Tabira não bate com a realidade do fato. Os dois motoristas, tanto da ambulância quanto do Onix, concederam entrevistas minutos depois do acidente cada um contando sua versão. Ficando mais uma vez provado que não houve fuga do local do acidente de nenhuma das partes.

Alertado sobre a reportagem da televisão que mostra o motorista no local do acidente, Marcelo disse que não iria rebater as imagens da Rede Globo porque não estava no local, mas reclamou que o motorista não desceu para socorrer os ocupantes da ambulância e reforçou a tese de que o veículo de Tabira estava certo, passou no sinal verde e foi surpreendido com uma colisão lateral na porta do passageiro.

Deixe uma resposta