Com discurso cheio de palavrões, vereador faz cobranças à prefeita de Tabira

A Câmara dos Vereadores de Tabira parece que vive alheia ao que determina os bons costumes e as obrigações dos parlamentares no que diz respeito ao decoro parlamentar que determina que os legisladores devem agir com decência e pudor, seguindo as normas morais e éticas.

Na sessão que aconteceu na noite desta segunda-feira (13), o vereador Dicinha do calçamento (MDB) fugiu completamente das linhas de respeito quando utilizou a Tribuna da casa para soltar palavrões no momento em que fazia cobranças à prefeita Nicinha Melo.

Quando foi fazer uma cobrança à prefeita para resolver a questão dos aprovados no concurso o vereador disparou: “Não adianta ficar mandando recado por Dr. César, por Janina, por caralho que seja não. Resolve tu mesmo, Nicinha!”

Mais adiante, seguindo com o seu discurso, Dicinha foi fazer uma reinvindicação para instalação de um poço para os moradores da localidade Morada Nova, nas proximidades do lixão, e mais uma vez usou um termo baixo na Tribuna. “E os pobres morrendo de sede lá. Não tem governador, não tem deputado, não tem prefeito, não tem porra de nada que coloque água para aquele povo”.

Após esse show de palavrões, o que se esperava em seguida era, no mínimo, uma advertência do presidente da casa, mas para espanto de todos que acompanhavam a sessão, o vereador Djalma disse: “peço que conste em ata todo o discurso do vereador Dicinha”.

Deixe uma resposta