Carnaíba, São José do Egito e Serra Talhada ganham ações para fortalecer os segmentos de aventura e turismo criativo em Pernambuco

O Plano Estratégico para o Turismo de Aventura é realizado em parceria com a Adventure Travel Trade Association – ATTA, entidade internacional especializada no gênero, e tem o objetivo de pensar o setor com foco nos mercados nacional e internacional, desenvolvendo atividades que visam alinhar e educar empresas públicas e privadas, permitindo a priorização de produtos com foco em tendências e demandas do mercado. Um dos produtos a serem oferecidos é um relatório estratégico para apoiar o futuro do destino no turismo sustentável.

A ação está prevista para ser concluída em junho de 2022 e será dividida em três fases, contemplando 33 municípios. São eles: Alagoinha, Bezerros, Bonito, Buíque, Brejo da Madre de Deus, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Fernando de Noronha, Gravatá, Goiana, Ibimirim, Igarassu, Ipojuca, Ilha de Itamaracá, Jaboatão dos Guararapes, Macaparana, Pedra, Petrolândia, Recife, Salgueiro, Santa Cruz do Capibaribe, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, São José do Egito, Serra Talhada, Sirinhaém, Venturosa, Vicência, Tamandaré, Taquaritinga do Norte, Triunfo.

A iniciativa será iniciada com treinamento presencial, nesta quinta-feira, apresentando as principais tendências do setor. O treinamento inclui ainda workshop, quando serão desenvolvidos produtos e selecionados destinos com especial potencial para o turismo de aventura. Numa segunda etapa, será promovida visita técnica aos destinos para conhecer os produtos já ofertados. A última parte será a entrega do relatório final que deverá traçar o panorama do turismo de aventura no Estado.l.

Com potencial imenso para o turismo de aventura, Pernambuco já oferece experiências como rapel, vôo-livre, mergulho, trilhas, arvorismo e tirolesa, em destinos como Bonito, Bezerros, Buíque, Gravatá, Recife, Fernando de Noronha, Petrolândia, Igarassu, Serra Talhada, Triunfo, Vicência, entre outros.

Já na área de turismo criativo, será oferecido, em conjunto com o Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano (IADH), ao qual está ligado a Recria – Rede Nacional de Turismo Criativo, o curso de Formação para a Inovação da Oferta Turística do Interior de Pernambuco. Será em formato de uma capacitação técnica para incentivo à criação de novas iniciativas e da elaboração de rotas integradas entre destinos. A ideia é estimular empreendedores locais na criação de produtos e serviços.

“O Recife é um dos destinos pernambucanos que já trabalham bem o turismo criativo, conta com várias iniciativas e roteiros neste segmento. Agora é a vez de despertar o interior do Estado para esta tendência, que é uma das que mais cresce em todo o mundo. Estamos muito felizes em iniciar o ano de 2022 com este projeto e também planejando o turismo de aventura no Estado”, comenta o presidente da Empetur, Antonio Neves Baptista.

O IADH é uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip), que tem como missão desenvolver capacidades de pessoas e organizações em estratégias e processos de desenvolvimento local sustentável, atuando desde 2003.

A formação em turismo criativo será iniciada em 18 de fevereiro, de forma online, como preparação para a realização de jornadas criativas, visando o desenvolvimento de produtos e serviços com valor agregado. Serão contempladas 28 cidades, divididas em quatro grupos. São eles: Grupo 1 (Lagoa do Carro, Vicência, Tracunhaém, Nazaré da Mata, Macaparana, Timbaúba e São Vicente Férrer); Grupo 2 (Sairé, Barra de Guabiraba, Bonito, Gravatá, Agrestina, Panelas e São Joaquim do Monte); Grupo 3 (Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Toritama, Riacho das Almas, Jataúba e Brejo da Madre de Deus) e Grupo 4 (São José do Belmonte, Serra Talhada, Triunfo, Santa Cruz da Baixa Verde, Floresta, Belém do São Francisco, Petrolândia e Ibimirim). Também serão realizadas reuniões online antes dos encontros presenciais.

Deixe uma resposta