CÂMARA DERRUBA VETO DE DINCA E LEI QUE ESTABELECE PONTO FACULTATIVO AOS UNIVERSITÁRIOS ENTRA EM VIGOR EM TABIRA

tadeu-sampaio1-150x150Entrou em vigor nesta segunda-feira (17), em Tabira, a Lei 533, que estabelece aos estudantes universitários que são servidores municipais ponto facultativo nos dias de avaliação. A lei foi promulgada pelo presidente da Câmara Municipal, Tadeu Sampaio Brito (DEM), depois que os vereadores derrubaram na última quinta-feira (13) o veto ao projeto feito pelo prefeito Dinca Brandino (PSB).

Dinca vetou o projeto justificando que vereador não pode elaborar Leis que abordem o regime dos servidores municipais. “De acordo do o art. 49, inciso I, Lei Orgânica Municipal, é competência privativamente ao Chefe do Executivo Municipal, a iniciativa das Leis que versem sobre o regime jurídico dos servidores”, citou na justificativa do veto.

Além do próprio Tadeu, os vereadores Sebastião Dias (PTB), José Carlos (Didi) (PTB), Genedy Brito (PSC) e Edmundo Barros (PR) votaram contra o veto do prefeito. Apenas três vereadores votaram a favor do veto: Sebastião Ribeiro (PSB), Maria do Carmo (PSB) e José Ubirajara (Zé de Bira) (PSB). O tucano, Gilverlândio Canjão (PSDB), não compareceu a sessão ordinária.

Com a Lei, de autoria do vereador Tadeu Sampaio (DEM), o universitário que for servidor municipal terá ponto facultativo no dia de avaliação, devendo apresentar no departamento de pessoal do órgão ao qual é vinculado, uma declaração da Universidade/Faculdade.

0 pensou em “CÂMARA DERRUBA VETO DE DINCA E LEI QUE ESTABELECE PONTO FACULTATIVO AOS UNIVERSITÁRIOS ENTRA EM VIGOR EM TABIRA

  1. Isso é uma absurdo, eu pagando o salário deles através dos impostos e eles sem trabalhar. Já não é pouco pagar o transporte? Nessa Dinca está certo e câmara que vota contra o prefeito e o dinheiro do povo.

  2. Flávio seria interessante colocar depois mais detalhes sobre essa Lei: ´Se quem só será beneficiado será os servidores efetivos… como será feita a organização e comprovação dessas informações, porque geralmente as semanas de provas variam a cada curso.
    De uma certa parcela é interessante essa lei, espero que os estudantes a usem para realmente estudar, pois seria muito chato depois ser comprovado que estavam fazendo teste de copo, ou de bafometro, e por causa dessa provinha ficarem de recuperação!

  3. CORREÇÂO
    Meu Deus!!!!! só em Tabira mesmo está acontecendo uma coisa dessa. Onde já se viu estudante ter ponto facultativo pra estudar pra uma prova!!! Só pq Tadeu é estudante? minha gente, vamos dar um basta nessa insanidade da Câmara. Já não basta o monte de feriado que se tem por aí, vem agora essa. INCRÍVEL!!!!!!

Deixe uma resposta para Felipe Cancelar resposta