Blogueiros não acreditam em sucesso da 3ª via na política de Tabira

terceira_viaReunindo três importantes blogueiros de Tabira, o Programa Cidade Alerta da Cidade FM, com apresentação de Anchieta Santos, discutiu ontem a sucessão municipal na Cidade das Tradições. Júnior Alves (Radar do Sertão), Flávio Marques (Tabira Hoje) e Ítalo Renan (Jornal de Tabira), debateram as pré-candidaturas postas e o que ainda poderá surgir.

Dos três convidados, Júnior Alves acha que Dinca Brandino (PMDB) ainda poderá reverter o impedimento que tem na justiça. Flávio e Ítalo, não pareceram tão confiantes e declararam que Dona Nicinha deve mesmo ser a candidata apoiada pelo ex-prefeito.

Júnior lembrou que Dinca  perdeu muitos aliados e hoje não tem a mesma força de antes. O comentário gerou uma crítica de Dinca a imparcialidade dos blogueiros. De pronto, Seu Jair, pai do blogueiro Ítalo se pronunciou dizendo: “votei em Dinca em várias eleições, mas se ele desconhece meu filho, desconhece a minha família também. Perdeu o nosso apoio”.

A respeito do grupão, os três blogueiros se mostraram descrentes quanto a unidade em torno de um único nome. Todos reconheceram o favoritismo de Edgley Freitas (PRB) pra vencer a pesquisa entre os pré-candidatos do bloco e ao mesmo tempo citaram exemplos de que ele não consegue unir e haverá divisão.

A implosão do Grupão pode resultar em duas candidaturas, o que faria a eleição de Tabira ter quatro candidatos. Os representantes do Radar do Sertão, Tabira Hoje e Jornal de Tabira, não souberam definir quem seria a terceira via, mas deixaram claro que, pelos exemplos anteriores, não obteria sucesso no pleito de 2016.

Flávio Marques, declarou que se o ex-prefeito Josete Amaral arregaçar as mangas, o candidato que ele apoiar, fará a polarização com o Prefeito Sebastião Dias.

Júnior Alves admitiu que a gestão reagiu nos últimos meses e com as obras que tem para entregar em maio, a tendência será de um crescimento maior da popularidade do Prefeito Sebastião Dias.

Ao mesmo tempo lembrou que as obras do asfalto paralisadas, podem também puxar o poeta pra baixo.

Deixe uma resposta