Vereadora Ilma de Cosme reclama que presidente quer lhe calar na Tribuna

Ao fazer uso da Tribuna da Câmara na noite desta segunda-feira (9), a vereadora Ilma de Cosme estava fazendo uma enfática defesa da prefeita Nicinha Melo e garantindo aos professores que estava na plateia que a gestora iria cumprir os compromissos com a classe.

Vez por outra os professores se manifestavam e ficava o diálogo entre as partes. Na hora em que a vereadora perguntou se os professores estavam com questões políticas, houve uma manifestação mais forte por parte deles.

Fato este que levou o presidente da Câmara, o vereador Djalma das almofadas, a chamar atenção da vereadora para que ela não provocasse a plateia.

Irritada, ela respondeu que não era a primeira vez que o presidente tentava Lhe calar na Tribuna. “Aqui eu falo o que eu quiser e você não vai me calar”, disse a vereadora.

Trinta sequelas e sintomas persistentes da Covid-19; confira a lista

Entre as sequelas mais comuns da Covid-19, médicos apontam fadiga, dificuldade respiratória e disfunção cognitiva

A infeção pela Covid-19 até pode ser assintomática, mas isso não a impede de deixar marcas. De acordo com as informações mais recentes, são aqueles pacientes que tiveram a doença em níveis mais graves que possuem maior probabilidade de ficar com prevalência de sintomas e sequelas após serem contagiados com o SARS-CoV-2.

Pessoas com casos mais leves da doença têm relatado dificuldades nas semanas ou meses seguintes à infeção.

“Ainda não tivemos tempo suficiente para perceber como vai ser esta evolução”, diz à CNN Portugal Andreia Leite, professora na Escola Nacional de Saúde Pública, que trabalha em um estudo que irá avaliar a persistência da ‘covid longa’ em Portugal.

“Tem ocorrido grande dificuldade em definir a covid longa”, admite, bem como as sequelas que ficam em uma “condição pós-covid”.

“A condição pós-covid é um diagnóstico de exclusão”, assinala ainda a investigadora. “Se alguém teve covid e começa com determinado sintoma é preciso perceber se é, de fato, esta a justificação, até porque existe um conjunto de outras causas para estes vários sintomas, o que torna a abordagem mais difícil”, resume.

A própria nomenclatura de “covid longa” não levanta consensos: um estudo publicado na The Lancet Respiratory Medicine, já no início deste mês, refere que, dado o especto de sintomas que podem ocorrer e persistir após a infeção da Covid-19, e também podem afetar diferentes órgãos e sistemas do organismo, “é essencial concordar na nomenclatura e definição” para avaliar a sua incidência, subtipos e gravidade.

“Este processo não pode ser deixado para as agências, prestadores de cuidados de saúde ou investigadores, mas requer vasta discussão, incluindo, nomeadamente, as pessoas afetadas.”

Sequelas e sintomas

Segundo uma revisão de estudos sobre a ‘long covid’, que estima que as sequelas da doença a longo prazo terão um impacto substancial na saúde pública, existem mais de 50 sintomas distintos relatados pós-infeção por covid-19, sendo os mais prevalentes a fadiga e dificuldades respiratórias, seguidas por perturbações do olfacto e paladar, cefaleias, dor no peito, névoa mental e perda de memória, bem como perturbações do sono.

Confira uma lista de 30 dos sintomas relatados e, se for o seu caso, marque uma consulta.

  • Fadiga
  • Dor de cabeça
  • Dificuldades respiratórias
  • Dor de garganta
  • Lesões pulmonares
  • Dor no peito
  • Tosse persistente
  • Dor muscular e articular
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Insônias
  • Dificuldade de concentração
  • Névoa mental
  • Perda de memória
  • Perda de olfacto
  • Perda de paladar
  • Irritações cutâneas
  • Perda de apetite
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Refluxo gastroesofágico
  • Diarreia
  • Incontinência urinária e fecal
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Queda de cabelo
  • Arrepios
  • Suor abundante
  • Arritmias e palpitações cardíacas
  • Inflamação do miocárdio
  • Edema dos membros

A “condição pós-covid”

Bernardo Gomes, médico de Saúde Pública, lembra a definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera “condição pós-covid” os sintomas que surgem três meses após infeção, que duram pelo menos dois meses e não podem ser explicados por um diagnóstico alternativo.

Para o especialista, é importante, em termos de sequelas, dissociar aquelas que são efetivamente decorrentes da Covid-19 e outras que possam surgir de circunstâncias de doença mental ou até decorrentes de alterações de estilos de vida determinados pelas medidas pandêmicas.

Segundo os estudos mais recentes, sintomas pós-covid são mais comuns em adultos do que em crianças e mais habituais em doentes não vacinados do que em pessoas que tomaram a vacina.

“E há outra circunstância: pessoas que podem não ter nada na fase pós-aguda e aparecem com quadros, passado algum tempo, que se encaixam na possibilidade de long covid”, acrescenta Bernardo Gomes.

Entre as sequelas mais comuns da Covid-19, o médico aponta fadiga, dificuldade respiratória e disfunção cognitiva. “No entanto, temos outros quadros de afecção do sistema nervoso.

Na prática, as suas consequências traduzem-se em alterações inesperadas do ritmo cardíaco, arritmias, disfunções do sistema digestivo que persistem”. O médico lembra ainda que há doenças cujo número de casos parece ter aumentado no pós-covid, nomeadamente a diabetes, fenômeno que se considera agora estar ligado a uma resposta autoimune exacerbada ao SARS-CoV-2, mas que ainda terá de ser devidamente aprofundado.

“Não jogamos contra um único inimigo, jogamos contra o vírus e as suas questões agudas mas também contra uma reação imunitária exagerada que chegou a causar mortes. E ainda um terceiro inimigo, que deriva do segundo, percebemos que existem reações desreguladas ao vírus que podem ter um eco futuro e não se percebem num primeiro momento”, frisa o especialista de Saúde Pública.

“Infelizmente, vamos tendo cada vez mais casos destes, a expectativa é de que venha muita gente a ser afetada, ainda vai ter um impacto social importante”.

O mesmo diz a investigadora Andreia Leite: “É esperado que haja algum impacto do ponto de vista social e econômico, para além do impacto nos serviços de saúde”, refere, acrescentando que ainda não existe uma “imagem clara” da frequência da Covid-19 a longo prazo e suas sequelas, mas que serão certamente precisos muitos recursos para a “marcha diagnóstica” necessária nestes casos, que incluem a realização de exames complementares ou referenciação dos doentes para diferentes especialidades.

A professora da Escola Nacional de Saúde Pública lembra ainda que estas sequelas e sintomas do pós-covid são geralmente mais frequentes em doentes hospitalizados ou que tiveram doença grave e, em alguns casos, resolvem-se espontaneamente, mas em outros acabam por persistir “por um período longo e com impacto no dia a dia, na qualidade de vida, na diminuição das horas de trabalho ou obrigando a ter funções revistas”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre 10% a 20% das pessoas que tiveram Covid-19 sofrem de sintomas após recuperarem da fase aguda da infeção, uma condição “imprevisível e debilitante” que afeta também a saúde mental.

E um estudo publicado na eClinicalMedicine revela mesmo que já foram identificados 203 sintomas associados à covid de longa duração e que envolvem 10 órgãos diferentes do corpo humano. O estudo foi realizado com dados de 56 países e envolveu mais de três mil pessoas, tendo concluído que 56 dos 203 sintomas identificados persistiram por sete meses.

Petrobras anuncia aumento de 8,8% no preço do diesel para distribuidoras

Petrobras justificou alta citando risco de desabastecimento de diesel

Petrobras anunciou nesta segunda-feira (9) que reajustou o preço de venda do diesel para as distribuidoras. Agora, o combustível passa a custar R$ 4,91, e não mais R$ 4,51, por litro, representando uma variação de 8,8%.

Segundo a estatal, o preço não era reajustado há 60 dias. Já os valores atuais cobrados pela gasolina e pelo GLP foram mantidos. A mudança passa a valer a partir da próxima terça-feira (10).

Em nota, a Petrobras afirmou que, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel no diesel comercializado, “a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 4,06, em média, para R$ 4,42 a cada litro vendido na bomba”. Com isso, a variação seria de R$ 0,36 por litro.

A companhia afirma que a alta “segue outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda acompanhando os preços de mercado”.

De acordo com a Petrobras, o último reajuste no preço do diesel, em 11 de março, refletiu apenas uma parte da alta observada nos preços de mercado.

“Desde aquela data, a Petrobras manteve os seus preços de diesel e gasolina inalterados e reduziu os preços de GLP, observando a dinâmica de mercado de cada produto”, afirma.

A empresa justificou a nova alta citando o balanço global impactado de diesel, com uma redução de oferta em relação à demanda e os estoques globais abaixo das mínimas sazonais dos últimos cinco anos nas principais regiões fornecedoras.

“Esse desequilíbrio resultou na elevação dos preços de diesel no mundo inteiro, com a valorização deste combustível muito acima da valorização do petróleo. A diferença entre o preço do diesel e o preço do petróleo nunca esteve tão alta”, diz a nota.

A Petrobras ressaltou que as refinais da empresa já estão operando próximas ao nível máximo, e que não há mais como aumentar a capacidade interna de refino do petróleo para produção de diesel para atender a demanda no país. Atualmente, cerca de 30% do total de diesel consumido vem de outras refinadoras e importadoras.

“Isso significa que o equilíbrio de preços com o mercado é condição necessária para o adequado suprimento de toda a demanda, de forma natural, por muitos fornecedores que asseguram o abastecimento adequado”.

No governo Bolsonaro, salário mínimo perde poder de compra pela primeira vez desde o Plano Real

RIO – Jair Bolsonaro vai terminar seu mandato em dezembro de 2022 como o primeiro presidente, desde o Plano Real, a deixar o salário mínimo valendo menos do que quando entrou. Nenhum governante neste período, seja no primeiro ou segundo mandato, entregou um mínimo que tivesse perdido poder de compra. Pelos cálculos da corretora Tullett Prebon Brasil, a perda será de 1,7%, segundo informações do G1.

Isso, se a inflação não acelerar mais do que o previsto pelo mercado no Boletim Focus, do Banco Central, base das projeções da corretora. As previsões vêm sendo revisadas para cima há 16 semanas. O piso salarial cairá de R$ 1.213,84 para R$ 1.193,37 entre dezembro de 2018 e dezembro de 2022, descontada a inflação.

Dois fatores explicam a perda inédita. Um deles é o ajuste fiscal, pelo peso do salário mínimo na indexação do Orçamento da União, ou seja, reajustes no piso têm impacto em uma gama de outras despesas, como benefícios sociais e gastos com Previdência. O segundo é a aceleração da inflação.

Há três anos, não há reajuste do piso acima da inflação. O último foi em 2019, quando ainda prevalecia a regra de correção que considerava a inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Enem 2022: inscrições começam nesta terça-feira. Saiba como fazer

Inscrições para o Enem seguirão até o dia 21 de maio

Para milhares de vestibulandos, a preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começou no início deste ano. Mas a largada oficial para a avaliação é dada com a inscrição, que começa nesta terça-feira (10).

Candidatos terão até 21 de maio para acessar a página do participante e se cadastrar. As provas serão nos dias 13 e 20 de novembro.

A obtenção da gratuidade não significa que a participação no Enem é automática.

Em Pernambuco, para ingressar nas graduações das quatro universidades federais (UFPE, UFRPE, UFAPE e Univasf) e na estadual UPE, é preciso fazer o Enem e depois se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As vagas nos cursos superiores do IFPE e do IF Sertão também são preenchidas por meio do Sisu.

O candidato precisa também indicar qual modalidade do Enem deseja realizar (impressa ou digital). Os dois formatos do exame acontecerão nas mesmas datas e horários. A diferença é que no digital as provas são feitas em computadores instalados em locais indicados pelo Inep.

Vale lembrar que o Enem impresso pode ser feito por qualquer pessoa, inclusive os alunos chamados treineiros, ou seja, aqueles que não vão concluir o ensino médio este ano ou que não está cursando ainda essa etapa da educação básica. Já o digital é exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou que está concluindo essa etapa em 2022.

Já o Enem digital acontecerá apenas no Recife, em Caruaru e em Petrolina. Para o digital há limite de vagas, 3 mil no total em Pernambuco.

No formulário de inscrição o candidato tem ainda que indicar qual língua estrangeira quer fazer, inglês ou espanhol. As questões dessas disciplinas aparecem na prova de linguagens, aplicada no primeiro dia do Enem juntamente com os testes de redação e ciências humanas. No segundo dia, os vestibulandos têm provas de matemática e ciências da natureza.

O participante que precisar de atendimento especializado deve realizar a solicitação no momento da inscrição e anexar a documentação que comprove a necessidade do atendimento. Será oferecido recurso para participantes com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, transtorno do espectro autista, discalculia, gestante, lactante, idoso e/ou pessoa com outra condição específica.

Duque não participa da programação oficial dos 171 anos de Serra Talhada

Pela primeira vez em 16 anos,  o ex-prefeito de Serra Talhada,  Luciano Duque (SD) não participa oficialmente das celebrações da emancipação política de Serra Talhada.

Segundo o Blog Nill Júnior, a motivação a princípio nada tem a ver com a relação entre ele e a prefeita Márcia Conrado,  do PT.

Mas tem um componente político.  Luciano tem sido um ferrenho crítico do governo Paulo Câmara, do PSB e do PT depois que migrou de partido.

Então,  preferiu evitar a presença e algum mal estar para Márcia,  que manteve-se no PT  e se aproximou ainda mais politicamente de Câmara. Ao blog, disse apenas que “não pôde participar”.  Após a fala do governador na solenidade de desfile pelos 171 anos da cidade foi saudado com o tradicional beijo à cabeça pela prefeita. Os dois estão lado a lado.

Quem também não acompanha o governador é Sebastião Oliveira,  do Avante.  O Deputado Federal não esconde sua insatisfação com a perda do protagonismo local no alinhamento com Câmara em detrimento de Márcia Conrado.

O ato entretanto,  recebe autoridades, prefeitos da região, Deputados e candidatos como Eriberto Medeiros,  Sandrinho Palmeira,  Djalma Alves,  Luciano Torres,  Carlos Veras,  Fernando Monteiro,  Rogério Leão, Pedro Campos e Rodrigo Novaes.

Desembargador do TJPE é alvo da PF acusado de estupro

A Polícia Federal cumpre mandados, na manhã desta sexta-feira (6), no Tribunal de Justiça de Pernambuco, por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O alvo é o desembargador Antônio de Melo e Lima, segundo vice-presidente do TJPE.

Segundo o blog de Noelia Brito, ele é investigado por estupro de vulnerável. O afastamento do desembargador foi noticiado com exclusividade pelo blog do Ricardo Antunes.

O Ministro Jorge Mussi determinou, também, o recolhimento do veículo oficial, do celular e laptop do magistrado. Além disso, ele foi proibido de adentrar em qualquer que seja o prédio ou instalação do Poder Judiciário Estadual.

Em nota à imprensa, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), confirmou a operação da Polícia Federal no gabinete da vice-presidência. Leia abaixo a íntegra da nota:

O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, em respeito às autoridades constituídas e à sociedade em geral, vem a público esclarecer:

1 – A Polícia Federal, devidamente acompanhada por um juiz instrutor da Vice-Presidência do Superior Tribunal de Justiça (STJ), dando cumprimento a ordem emanada pelo ministro daquele egrégio Tribunal Jorge Mussi, esteve, na manhã desta sexta-feira (06/05), no 8º andar do Fórum Paula Baptista, onde funciona a *2ª Vice-Presidência do TJPE*, e no *Gabinete do desembargador segundo-vice presidente do Tribunal*, no Fórum Thomaz de Aquino, o qual foi afastado provisoriamente do seu cargo por decisão do antes mencionado ministro.

2 – O TJPE deu total suporte aos integrantes da PF para que a operação ocorresse sem incidentes.

3 – O Tribunal de Justiça de Pernambuco jamais deixará de dar cumprimento à Constituição Federal e às leis vigentes no País.

4 – No que diz respeito ao processo no qual a determinação foi expedida pelo STJ, é importante destacar que o mesmo tramita sob segredo de Justiça, razão pela qual o TJPE não detém informações específicas, não lhe competindo qualquer pronunciamento, cabendo-lhe tão somente dar cumprimento ao sigilo judicialmente determinado por autoridade competente.

Recife, 6 de maio de 2022

Prefeito Zeinha diz que Danilo Cabral será eleito no primeiro turno

O Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, esteve recebendo o prefeito de Iguaracy, Zeinha Torres, nesta quinta-feira (5). Acompanhando ele estava também o secretário Marquinhos, da Administração.

Zeinha, que esteve recentemente na marcha dos prefeitos em Brasília, disse que voltou satisfeito do compromisso na capital federal porque conseguiu conversar com deputados e destravar e cobrar recursos para investimentos no município.

Mostrou-se frustrado com a participação do presidente Bolsonaro, do qual esperavam anúncios bons para a municipalidade e também pela ausência do ex-presidente Lula.

Das conquistas em andamento, o prefeito falou da inauguração do espaço da feira de animais que acontecerá na próxima segunda-feira, da ordem de serviço que assinará no mesmo dia para a construção de uma ciclovia e da obra dos trailers que vem acontecendo e que, segundo ele, já está em 20%.

Sobre as pesquisas recentes para a sucessão estadual, ele disse que não se preocupa porque tem a certeza que Danilo Cabral será eleito no primeiro turno e citou o exemplo de Paulo Câmara e João Campos que também não apareciam bem nas pesquisas e foram eleitos.

Prefeita Nicinha quebra o acordo que ela mesma sugeriu com os professores pela segunda vez

O governo da prefeita Nicinha Melo de Tabira tem conseguido ganhar tempo empurrando com a barriga as promessas que faz para os professores da rede municipal.

Assim foi da primeira vez em que anunciou com vídeo e todas as pompas, ao lado da ex-secretária de Educação, Lyedja Barros, o reajuste do piso nacional em 33,24%.

A alegria dos professores durou apenas uma semana porque depois disso a prefeita voltou atrás e nada mais do ela disse no vídeo estava valendo.

Os professores foram às ruas, Câmara de Vereadores, fizeram buzinaço e a pressão surtiu efeito. O governo fez uma proposta que foi aceita pela categoria e que esta seria enviada imediatamente para a votação dos vereadores.

Bem depois do prazo acordado, a prefeita mandou para a Câmara um projeto onde mais uma vez o valor estava descumprindo aquilo que ela mesma prometeu.

Diante de mais esta falta de compromisso da prefeita Nicinha, os professores resolveram de novo ir às ruas e nesta sexta-feira (6) estão promovendo uma paralisação de todas as atividades pedagógicas.

Outra paralisação está prevista para acontecer na próxima quarta-feira, dia 11, com concentração na Praça Gonçalo Gomes, a partir das 8h com caminhada e panfletagem nas principais feiras de Tabira.

Novo piso dos enfermeiros é aprovado. Quando começa a ser pago?

Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (4), por 449 votos a 12, a criação do piso salarial de enfermeiros, técnicos de enfermagem e parteiras (PL 2564/20). A proposta deve seguir para sanção presidencial, mas ainda depende de acordo sobre fontes de financiamento, segundo informações do JC.

De acordo com a agência Câmara Notícias, o projeto aprovado pelos deputados define como salário mínimo inicial para os enfermeiros o valor de R$ 4.750, a ser pago nacionalmente pelos serviços de saúde públicos e privados. Nos demais casos, haverá proporcionalidade: 70% do piso dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem; e 50% para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

O texto prevê ainda a atualização monetária anual do piso da categoria com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e assegura a manutenção de salários eventualmente superiores ao valor inicial sugerido, independentemente da jornada de trabalho para a qual o profissional tenha sido contratado.

Quando começa a valer? 

A deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), relatora da proposta, informou que o piso salarial somente irá à sanção presidencial após a votação da PEC 122/15, do Senado, que proíbe a União de criar despesas aos demais entes federativos sem prever a transferência de recursos para o custeio, o que pode fazer com que medida não cumpra o prazo de 15 dias úteis para sanção.

Os projetos de lei aprovados nas duas Casas são enviados ao presidente da República para sanção. O presidente tem 15 dias úteis para sancionar ou vetar. O veto pode ser total ou parcial.

No caso do piso dos enfermeiros, acredita-se que mesmo aprovado no Congresso, o texto seja vetado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Todos os vetos têm de ser votados pelo Congresso. Para rejeitar um veto, é preciso o voto da maioria absoluta de deputados (257) e senadores (41).

Há temor de veto por parte de Bolsonaro

Como já adiantou o colunista do JC, Romoaldo de Souza, a medida ainda esbarra em um problema que é a falta de recursos, ou aquilo que técnicos chamam de “dotação orçamentária”. Ao criarem uma despesa, os congressistas precisam dizer de onde o dinheiro vai ser tirado.

Ao longo dos últimos meses, se formou uma sólida aliança contra o projeto, integrada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e as redes hospitalares privadas, que apontam inviabilidade da proposta.

Outra incerteza é quanto ao tamanho da despesa. O Ministério da Saúde informou que o impacto no orçamento pode chegar a R$ 23 bilhões este ano, e a R$ 25 bilhões a partir de 2023. Os cálculos da Câmara dos Deputados são mais modestos. Acredita-se no Parlamento que serão necessários em torno de R$ 16 bilhões por ano.

Os prefeitos alegam que o Congresso cria despesas para as prefeituras arcarem com a fatura, sem apontar alternativas dizendo de onde será tirado o dinheiro. Os hospitais privados afirmam que a pandemia reduziu a lucratividade do setor. Ou seja, pouca ou quase nenhuma boa vontade para aprovar a medida criando o piso salarial de enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares e parteiras.

Ex-prefeito Sebastião Dias confirma apoio a Marília Arraes em Tabira

Na noite da última quarta-feira (04), durante encontro com pessoas ligadas ao grupo do ex-prefeito Sebastião Dias, foi dado o pontapé inicial para a formação de uma frente ampla em apoio a pré-candidatura de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco e da reeleição dos deputados, Carlos Véras à Câmara Federal e Antônio Moraes para a Assembleia Legislativa.

O grupo formado por ex-secretários, ex-vereadores, diretores da gestão passada e comerciantes simpatizantes das candidaturas, discutiram os próximos passos para a composição do diretório municipal do Solidariedade. A reunião tratou ainda, sobre a visita de Marília à “Terra das Tradições”, que está prevista para o final de maio, quando acontecerá um grande ato de filiação na cidade.

“O projeto de Marília reacende a esperança no coração do povo sertanejo e por isso, estamos abrindo as portas para todos os tabirenses que desejam marchar com Marília nessa caminhada da esperança que vai trazer de volta o protagonismo e o desenvolvimento para o Estado de Pernambuco .”, reforçou o poeta.

Para se aproximar da população a comissão provisória do Solidariedade vai lançar perfis nas redes sociais e uma plataforma de acesso popular para os cidadãos que quiserem sugerir propostas e pauta de reivindicações para o plano de governo de Marília Arraes.

Estão abertas as inscrições para o concurso da Câmara de Santa Terezinha

A Câmara Municipal de Santa Terezinha, por meio da organizadora Contemax, realiza novo Concurso Público, que tem por objetivo contratar dez profissionais de níveis fundamental e médio.

Segundo o presidente da Câmara, Adalberto Júnior, o Doutor Júnior, o concurso supre uma necessidade histórica da Casa.

Há chances aos cargos de Auxiliar de Serviços Gerais (3); Agente Administrativo (2); Auxiliar Administrativo (2); Motorista (1) e Técnico Administrativo (2). Dentro do total de vagas ofertadas há chances aos candidatos que se encontram nos requisitos específicos.

Ao ser contratado, o profissional irá atuar em jornadas de 30 horas semanais, referente a remuneração mensal que alterna entre R$ 1.233,89 a R$ 1.526,56.

Para participar, é necessário que o candidato seja brasileiro; possua idade mínima de 18 anos; goze dos direitos políticos; esteja em dia com as obrigações eleitorais e possua aptidão física e mental para o exercício do cargo.

Inscrição e seleção: os interessados em participar podem se inscrever via internet, no período de 2 de maio a 31 de maio de 2022, acessando o site da Contemax.

É importante ressaltar que o pagamento da taxa de inscrição nos valores que variam de R$ 60,00 a R$ 80,00 deve ser efetuado até o dia 3 de junho de 2022. No entanto, os candidatos que se encontram nas condições específicas do edital podem solicitar isenção.

Como forma de classificação, os candidatos serão avaliados mediante prova objetiva, composta por questões nas disciplinas de língua portuguesa, raciocínio lógico, atualidades e conhecimentos específicos, prevista para ser aplicada no dia 3 de julho de 2022, em horários e locais a serem divulgados posteriormente. O resultado final será publicado no site da Contemax, na data provável de 29 de julho de 2022.

O presente Concurso Público terá a validade de dois anos, contados a partir da data de homologação, podendo ser prorrogado uma vez. Informações complementares podem ser obtidas através do edital completo que consta no site.

Confiante na vitória, vereador Valdemir Filho diz que terá votos de vereadores da oposição

A última reviravolta que aconteceu na eleição da presidência da Câmara de Tabira, onde o vereador Edmundo Barros levou um revés aos quarenta e cinco do segundo tempo e saiu sem a vitória, não abalou o vereador Valdemir Filho.

Pelo menos foi isso que ele demonstrou na entrevista que concedeu ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, nesta quarta-feira (4). Disse que os cinco vereadores que lhe apoiam não têm histórico de traição.

Outro fator que lhe deixa mais confiante ainda é a possibilidade de receber votos de vereadores da oposição. “Eu terei mais do que seis votos”, afirmou o parlamentar confessando em seguida que já ouviu de opositores a sinalização do voto.

Segundo Valdemir, o motivo que faria os vereadores da oposição votarem nele é o desgaste que vem sofrendo o presidente Djalma ao longo de sua gestão.

“Eu farei uma gestão para todos. Atualmente a gente está isolado”, disse Valdemir acrescentando que nem mesmo os vereadores aliados são bem tratados por Djalma.