Secretário de Cultura de Tabira deixa pasta e reclama de falta de condições

Em carta aberta divulgada na noite desta terça-feira (9) o secretário de Cultura, Turismo e Esporte, Wilton Confecções, colocou seu cargo a disposição da gestão Nicinha Melo (MDB).

Wilton alegou que recebeu uma pasta desestruturada e não conseguiu sequer conduzir os trabalhos dentro do governo municipal por falta de autonomia.

Leia na íntegra a carta:

“Carta aberta aos meus conterrâneos e amigos

Com o coração em paz e o sentimento de dever cumprido, venho de forma clara e objetiva, informar aos meus amigos e conterrâneos o meu (desligamento da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes).

Neste momento, preciso esclarecer alguns fatos. Dentre estes, os mais relevantes: Desde o início encontrei uma secretaria sem nenhuma estrutura. Além disso, não me foi dado o direito de exercer minha função de forma plena e de excelência, como sempre pautei minha vida pessoal e empresarial.

Ainda preciso acrescentar que construí meu nome e minha história (WILTON CONFECÇÕES E WILTON SHOWS) com muita luta e muito suor; e a Secretaria de Cultura, temporariamente, me fez esquecer estas prioridades, que são as minhas empresas.
Me manterei firme nos meus propósitos, servindo a TABIRA e ouvindo meu coração e sempre aberto ao diálogo. Precisamos construir laços e não nós.

Encerro minhas palavras, deixando claro que não há mágoas, ressentimentos, e que é uma decisão pessoal, agradeço a gestão Nicinha Melo e meus parceiros e colaboradores, e a todos os Tabirenses que torcem e acreditam na marca “WILTON”.

Wilton Confecções
Ex-secretário de Cultura, Turismo e Esportes

Sebastião Dias entra na lista de potenciais inelegíveis; Dinca está fora

O Tribunal de Contas do Estado divulgou, nesta terça-feira (2), uma pré-lista com os nomes dos gestores públicos que tiveram contas julgadas irregulares nos últimos oito anos. Com base nos dados informados pelo TCE, a Justiça Eleitoral vai definir quais candidatos ficarão inelegíveis, sem poder concorrer às eleições de outubro próximo, seguindo os critérios da Lei da Ficha Limpa.

O blog levantou nomes sertanejos que constam na lista. Algumas surpresas, como prefeitos no exercício da gestão, como Mário Flor (REPUBLICANOS) de Betânia, Delson Lustosa (PODEMOS) de Santa Terezinha e Sávio Torres (PTB) de Tuparetama.

Ainda aparecem na lista os ex-prefeitos Deva Pessoa (Tuparetama), Cícero Simões (Calumbi) e Geovani Martins, in memoriam, (Santa Terezinha).

Em Tabira, Dinca Brandino (MDB) está fora da relação, o que indica que pode ser candidato se quiser em 2024. Já o ex-prefeito, Sebastião Dias, entrou na lista de provável inelegível.

Na relação, estão os nomes de pessoas cujos processos já transitaram em julgado, ou seja, quando não cabe mais recurso no Tribunal de Contas. O documento também tem o propósito de orientar o cidadão na escolha dos seus candidatos no momento do voto.

A lista definitiva com os nomes dos gestores com contas julgadas irregulares será entregue posteriormente pelo presidente do TCE, Conselheiro Ranilson Ramos e a vice-presidente, conselheira Teresa Duere, ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador André Oliveira Guimarães, até o dia 15 de agosto, conforme determina a Lei federal nº 9.504/97, que estabelece aos Tribunais de Contas, em anos de eleição, o envio à Justiça Eleitoral dessas informações.

A disponibilização prévia das informações é uma maneira de otimizar os processos de checagem por parte dos interessados, garantindo a eles o direito de corrigir possíveis erros, caso necessário. “Os gestores devem verificar, durante as próximas duas semanas, se seus nomes estão inseridos na relação e, encontrando alguma divergência, podem solicitar uma reparação ou orientação ao Tribunal de Contas”, explicou o coordenador da vice-presidência do TCE, Gustavo Pimentel.

Importante destacar que, mesmo que apareçam na relação, alguns gestores não levam isso no momento em consideração, pois não disputam mandatos nesse pleito. Outros já tiveram problemas e conseguiram reverter, como Sávio Torres em 2020.

Confira-a-lista-de-prefeitos-com-contas-rejeitadas

Confira-a-lista-de-gestores-com-contas-reprovadas

Tabira chega perto de zerar casos de covid-19

No boletim epidemiológico desta quarta-feira (3), divulgado pela Secretaria de Saúde de Tabira, foi constatado apenas um caso de COVID-19 ativo no município; o infectado cumpre tratamento domiciliar. Há dois dias a cidade não registra novos casos, dando uma trégua e permanecendo o número zerado em confirmados nas últimas 24 horas.

De acordo com o boletim, a cidade encontra-se com apenas 8 casos suspeitos e não há nenhum munícipe internado.

Já foram notificados 5.054 casos em Tabira desde março de 2020, desses 4.997 se recuperaram da doença e 56, infelizmente, foram a óbito.

Morre Lília de Ziza; sepultamento acontece nesta quinta-feira

Faleceu na manhã desta quarta-feira (3), no Hospital Regional Emília Câmara em Afogados da Ingazeira, Maria Marta da Silva Siqueira, conhecida por dona Lília de Ziza.

Lília era esposa do ex-vereador José Alves de Siqueira, Sr. Ziza. A mesma estava internada há alguns dias após se sentir mal e descobrir um câncer no pâncreas. Ela não resistiu ao agravamento do quadro e faleceu na manhã de ontem aos 90 anos.

Lilia e Ziza tiveram onze filhos: Aparecida (Cidinha), Lucidalva (Lucinha), Cláudia, Cleide, Neide, Olinda, Claudiney (Caca), Cidney (Cid), Vianez, Totonho (in memoriam) e Aldiney (in memoriam).

Ziza foi vereador por dois mandatos em Tabira, chegou a presidir o poder legislativo, e faleceu no ano 2000. Na 9ª gestão constitucional tabirense entre 1983 à 1988, onde o prefeito era Edson Moura e o vice Rosalvo Sampaio, Ziza ocupava a segunda secretária da câmara, onde tinha a presidência de João Ferreira.

O sepultamento de Lília acontece nesta quinta-feira (4) às 10h no cemitério parque da saudade.

Pesquisa Simplex/CBN: Marília lidera isolada, enquanto Raquel, Anderson, Miguel e Danilo aparecem empatados tecnicamente

Pesquisa Simplex/CBN sobre as intenções de voto para o Governo de Pernambuco divulgada nesta segunda-feira (1) aponta a candidata Marília Arraes (Solidariedade) à frente, com 23,5%. A seguir, aparece Raquel Lyra (PSDB), com 10,7%% empatada quase numericamente com Anderson Ferreira (PL) que tem 10,2% .

O candidato do União Brasil, Miguel Coelho, teve na sondagem 5,3%, seguido de Danilo Cabral (PSB), que apareceu com 4,9%. Raquel, Anderson Miguel e Danilo estão empatados tecnicamente dentro da margem de erro, que é de 3,1%.

Os candidatos Esteves Jacinto (PRTB), Jonas Manoel (PCB) e João Arnaldo (PSOL) não chegaram a 1%. Outros 2,6% não responderam a pesquisa.

INDECISOS – Segundo a Simplex, 30% do eleitorado pernambucano ainda está indeciso. Outros 11,6% optaram por brancos/nulos.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o código PE- 06161/2022, e foi realizada por telefone entre os dias 18 a 22 de julho. Foram realizadas 1.067 entrevistas nesse período.

Todda responsabilidade da coleta e tabulação dos números pertecem a Simplex.

Presidente da Câmara diz que emenda impositiva dos vereadores garantiu a compra do ônibus para o TFD

O Presidente da Câmara de Vereadores de Tabira, Djalma Nogueira (PT), em entrevista a Rádio Cidade FM, na última sexta-feira (29), afirmou que a Prefeitura recebe recursos de várias esferas, inclusive, dos impostos pagos pelos cidadãos. Djalma falou sobre o processo de licitação realizado no dia 12 de julho, para a compra do ônibus, afirmando que esse mérito é do Poder Legislativo uma vez que foram os vereadores que aprovaram e garantiram em dezembro de 2021 a verba do ônibus para o uso dos pacientes do TFD.

O Presidente disse ainda, que se não estivesse no orçamento deste ano a previsão da compra do ônibus, hoje a população não estaria celebrando essa conquista e acredita que o micro-ônibus que já se encontra na cidade seja através da emenda impositiva dos vereadores.

O parlamentar cobrou ainda da prefeita Nicinha Melo (MDB) e a Secretaria de Obras, agilidade na execução da obra na Rua Raimundo Ferreira, informando que os moradores e comerciantes estão sendo prejudicados.

Djalma disse ainda que que estará recebendo na Câmara, o representante da Compesa, Dr. José Virgíneo, nesta segunda-feira (1° de agosto), para juntos buscarem uma solução para que a obra da água para as comunidades de Brejinho e Arara sejam solucionadas.

Após recesso, reuniões da Câmara de Tabira retornam nesta segunda-feira

Encerrando o recesso parlamentar da Casa Eduardo Domingos de Lima, as sessões plenárias do legislativo tabirense estarão de volta nesta segunda-feira, dia 01 de agosto.  As reuniões da Câmara de Vereadores de Tabira retornam no horário regimental, às 20h. A expectativa entre os pares é otimista para o reinício dos trabalhos parlamentares do segundo semestre.

A suspensão dos trabalhos legislativos no mês de julho ocorreu em cumprimento ao artigo 26 da Lei Orgânica do Município, e por isso, durante o recesso ficaram suspensas as sessões ordinárias, reuniões das comissões e audiências públicas. No entanto, os vereadores chegaram a fazer duas sessões extraordinárias para votar o piso salarial dos agentes de saúde e endemias.

Devido a reforma no plenário, a reunião desta segunda será restrita apenas aos vereadores e funcionários da Casa Eduardo Domingos de Lima. A sessão será transmitida ao vivo pela página da Câmara no Facebook e pela Rádio Cidade FM 97,7.

O primeiro semestre foi bastante movimentado na Câmara de Tabira, com diversos requerimentos e Projetos de Lei apresentados, alguns polêmicos que geraram muitos embates entre os parlamentares.

7º Pedala Parceiros movimenta final de semana em Tabira

A cidade e a zona rural de Tabira, amanheceram movimentada neste final de semana com a presença de diversos ciclistas. Neste domingo, 31 de julho, foi realizado o 7º Pedala Parceiros. O percurso desse domingo foi completamente diferente dos anos anteriores, os mais de 300 ciclistas que estavam inscritos no evento puderam escolher para pedalar em dois trajetos, respectivamente percursos de 30 e 45 quilômetros com dificuldade moderada contemplando paisagens da zona rural tabirense.

O evento iniciou pela manhã, por volta das 6h, com a confirmação das inscrições e café servido no Tabira Campestre Clube, no Riacho do Gado.

Durante o trajeto foram disponibilizados aos participantes 4 pontos de hidratação com distribuição de água, frutas, caldo de cana, paçoca, energético, além do carro de apoio, ambulância e além de muita animação com artistas se apresentando ao ritmo do frevo e forró.

Um dos principais desafios enfrentados pelos atletas que participaram da etapa deste domingo foi, com certeza, a lama que se formou em alguns pontos devido a chuva que caiu na noite do sábado. Mas esse não foi um problema para os participantes, pois a garra e a determinação para concluir o circuito  falou mais alto.

Após o fim do percurso, todos se reuniram novamente no Clube de Campo para confraternização e almoço. Para finalizar o evento, foi realizado sorteio de brindes entre os participantes.

Esse ano o 7º pedala parceiros recebeu ciclista de toda região a exemplo de: Afogados da Ingazeira, Jaboatão dos Guararapes, Iguaracy, Ingazeira, Tuparetama, Teixeira, Juru, Brejinho, Itapetim e tantas outas cidades.

Oposição em Pernambuco fecha ciclo de convenções

O final de semana foi marcado por convenções politicas. No sábado (30) o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e o Cidadania oficializou o nome de Raquel Lyra (PSDB) como candidata ao governo de Pernambuco nas eleições de outubro. Priscila Krause (Cidadania) será vice na chapa, enquanto o ex-deputado federal Guilherme Coelho (PSDB) foi oficializado como candidato ao Senado.

O anúncio foi feito durante a convenção do partido no Clube Português, no bairro do Derby, na área central do Recife. O ato teve início às 9h30 com discursos de pré-candidatos dos partidos. Muitos dos apoiadores chegaram em comitivas em ônibus que vieram do interior do estado.

O PSDB e o Cidadania vão concorrer nas eleições de Pernambuco com 36 candidatos a deputados estaduais e 18 a deputados federais.

Marília Arraes

Já neste domingo (31) a convenção Movimento Pernambuco na veia, formada da coligação entre os partidos: Solidariedade, Avante, Agir36 e PSD, formalizou, no Classic Hall, a candidatura de Marília Arraes ao Governo de Pernambuco com Sebastião Oliveira na vice e André de Paula para o Senado.

Além das candidaturas de Marília, Sebastião e André, foram homologadas 58 candidaturas à Câmara dos Deputados e 118 à Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, aproveitou para anunciar a oficialização do apoio à candidatura de Lula.

Miguel Coelho

Ainda ontem, o União Brasil realizou no Clube Internacional, a convenção que oficializou a chapa da coligação “Pernambuco com força de novo”, composta por quatro partidos: União Brasil, Podemos, Patriota e PSC.

Em Pernambuco a chapa é formada pelo candidato ao Governo do Estado, Miguel Coelho, sua vice, Alessandra Vieira e o advogado Carlos Andrade Lima, para o Senado.

Miguel Coelho voltou a dizer que não pretende nacionalizar o debate eleitoral, mostrando que quer ficar longe da polarização Lula X Bolsonaro.

Anderson Ferreira

E fechando as convenções das oposições em Pernambuco, o Partido Liberal (PL) oficializou, neste domingo (31) o nome de Anderson Ferreira como candidato ao governo de Pernambuco nas eleições de outubro. Izabel Urquiza será vice na chapa, enquanto o ex-ministro Gilson Machado foi oficializado como candidato ao Senado. Ambos também são do PL.

O anúncio foi feito durante a convenção do partido, realizada no Clube Português, na área central do Recife. Alguns dos apoiadores chegaram em comitivas em ônibus que vieram de regiões como o Agreste do estado. O ato, marcado para começar às 10h, teve início às 11h30, com falas de candidatos do partido.

O PL vai concorrer nas eleições de Pernambuco com 50 candidatos a deputados estaduais e 26 a deputados federais.

 

Em entrevista Marcos Crente recomenda psiquiatra para ex-prefeito Dinca e classifica ônibus do TFD como sucata

“Teria sido melhor pra população juntar os dois valores e comprar um ônibus grande e confortável para os pacientes”, disse. Foto: Cidade FM

Após sofrer uma série de ataques verbais por parte do marido da prefeita de Tabira, o vice-prefeito Marcos Crente (DEM) falou ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, nesta quinta-feira (29).

Marcos lamentou o fato da gestão não manter com ele um diálogo e ter quebrado o acordo que foi firmado entre as partes para aquisição de um ônibus novo para o TFD – Transporte Fora do Domicílio.

O vice-prefeito conseguiu uma emenda no valor de R$ 500 mil junto ao deputado federal Tadeu Alencar. Paralelamente chegou uma emenda do mesmo valor do deputado da prefeita, Fernando Monteiro.

Estrategicamente, o marido da prefeita e prefeito de fato, Dinca Brandino, comprou um micro-ônibus com o recurso de Fernando Monteiro, que teoricamente chamaria mais atenção, e o dinheiro da emenda de Tadeu Alencar desviou para outra finalidade, quebrando assim o acordo fechado com o vice-prefeito.

O vice-prefeito chegou a questionar onde estaria os R$ 22 milhões de emendas que o ex-prefeito citou em sua live, dizendo ter conseguido através dos seus deputados federais Fernando Monteiro e Fernando Filho.

Marcos disse que não existe diálogo entre ele e a prefeita. “Nem uma ligação minha ela atende mais”, reclamou e continuou dizendo: “Teria sido melhor pra população juntar os dois valores e comprar um ônibus grande e confortável para os pacientes. Esse que compraram é uma sucata”.

Sobre os ataques sofridos, Marcos se mostrou tranquilo e disse que não dá atenção ao ex-prefeito, mas também não deixou de graça. “A única pessoa desequilibrada que tem atrapalhado o governo da prefeita é o marido dela. Ele deveria procurar um psiquiatra. A pessoa que se comporta daquele jeito em uma live, imagina em casa com aquela coitada”, disparou Marcos.

Ao final Marcos disse que já estava pensando em deixar a política, mas o episódio havia deixado ele mais animado ainda para continuar. “Agora é que eu fiquei com vontade porque nada como um dia após o outro”, disse. Na eleição passada, a articulação de Marcos foi fundamental para levar Mano, Nelly e Zé Amaral para o lado de Nicinha, fato este que foi determinante na vitória da atual gestora tabirense.

Pesquisa eleitoral para Governo de Pernambuco: Marília Arraes pode vencer no primeiro turno

A pesquisa eleitoral Conectar, divulgada pelo Blog do Jamildo nesta sexta-feira (29), mostra Marília Arraes (SD) com chances de vencer a eleição para o Governo de Pernambuco já no primeiro turno. A diferença da sua intenção de voto e a da soma dos seus demais adversários é de apenas dois pontos percentuais.

De acordo com a pesquisa eleitoral, Marília Arraes cresceu três pontos percentuais desde a última pesquisa, chegando a 36% de intenção de voto. A soma dos demais adversários é 38% o que, levando-se em conta a margem de erro de 3,1 pontos percentuais, pode dar a pré-candidata uma vitória no primeiro turno.

Os demais pré-candidatos oscilaram, dentro da margem de erro, mas o número de eleitores que votariam em branco ou nulo vem caindo: era 24% em abril, chegando a 20% em junho e, em julho, foi 18%. Ou seja: a pré-candidata do solidariedade pode estar retirando dessa parcela do eleitorado seu crescimento.

Em tempo, a pesquisa eleitoral da Conectar, pela primeira vez, mede a intenção de voto para cenários de segundo turno da disputa pelo Governo de Pernambuco. Confira aqui o resultado apontado pelo instituto.

Além da intenção de voto para o executivo, a pesquisa mostra dados como a aprovação do Governo Paulo Câmara e do Governo Bolsonaro em Pernambuco, além da intenção de voto para o Senado. Ainda nesta sexta, será divulgado pela coluna o potencial de voto de cada pré-candidato.

Mais informações sobre a pesquisa eleitoral Conectar

Foram realizadas 1.000 entrevistas entre eleitores de Pernambuco, em 55 municípios pernambucanos, entre os dias 19 e 22 de julho de 2022. A margem de erro máxima estimada da pesquisa é de 3,1 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

A pesquisa foi realizada por iniciativa do próprio instituto, a Conectar Pesquisas e Inteligência. O número de registro da pesquisa é BR-07876/2022 e PE-05576/2022.

Datafolha: Lula tem 47%; Bolsonaro 29%; Ciro 8%

A mais recente pesquisa do Datafolha sobre a corrida presidencial de outubro indica a manutenção do cenário aferido na rodada anterior, em junho, com Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentando uma vantagem de 18 pontos sobre Jair Bolsonaro (PL) no primeiro turno.

O ex-presidente tem 47% das intenções de voto, o mesmo patamar anterior, enquanto o atual ocupante do Palácio do Planalto oscilou positivamente um ponto, com 29%. A margem de erro do levantamento, contratado pela Folha e feito nesta quarta (27) e quinta-feira (28), é de dois pontos percentuais.

A pesquisa aponta que o ex-presidente poderia vencer a eleição presidencial no primeiro turno, caso o pleito acontecesse no cenário atual. De acordo com o levantamento, o petista marca 51,6% dos votos válidos, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL), seu principal adversário, marca 31,8%. E bate a soma dos demais candidatos.

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) também segue onde estava em 22 e 23 de junho: com 8%. Segue inalterado também o grande pelotão de candidatos abaixo de 2%, encabeçado numericamente pela senadora Simone Tebet (MDB).

O Datafolha ouviu 2.566 eleitores em 183 cidades. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-01192/2022.

A constância do cenário contrasta com a grande agitação política e econômica do período entre os levantamentos, o que traz uma boa e uma má notícia para Bolsonaro, que segue numa inédita posição desfavorável para presidentes que buscaram a reeleição desde que o instrumento passou a valer, no pleito de 1998.

Do lado positivo para seus estrategistas, a escalada golpista promovida pelo presidente ainda não se refletiu numa maior rejeição a seu nome.

De junho para cá, Bolsonaro aumentou os ataques ao sistema eleitoral e promoveu um condenado ato de divulgação de suas mentiras para uma plateia de embaixadores em Brasília.

Também aproveitou a convenção do PL, domingo passado (24), para fazer nova convocação antidemocrática para o feriado do 7 de Setembro.

Na sociedade civil, a reação foi enorme, com a confecção dos manifestos em favor da democracia, que serão lidos de forma conjunta em um ato em 11 de agosto na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Já sob a ótica negativa para Bolsonaro, a enxurrada de anúncios de benesses econômicas, como o aumento do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 e, principalmente, a pressão pela queda no preço dos combustíveis, não foram ainda muito percebidos.

No caso da primeira medida, é preciso esperar agosto, quando o dinheiro chega às famílias menos abastadas, para avaliar o impacto. É incerta a percepção acerca do que bancará as medidas, no caso o populismo da chamada PEC Kamikaze. No segundo, é algo que já está nos postos de combustíveis.

Há, contudo, um sinal potencial: Bolsonaro ganhou três pontos percentuais, ainda uma oscilação dentro da margem, no principal estrato socioeconômico do levantamento: aqueles que ganham até 2 salários mínimos, que equivalem a 53% dos ouvidos.

Mas ainda está bem distante de Lula, com 23% ante 54% do petista.

O presidente também teve uma subida acima da margem de erro no eleitorado feminino (52% da amostra), onde ganhou seis pontos percentuais. Perde agora de Lula por 46% a 27%.

Já o petista avançou quatro pontos entre homens, dentro da margem que neste segmento é de três pontos, e lidera por 48% a 32%. Bolsonaro perdeu o mesmo contingente numericamente no segmento, que tem 48% da população.

Bolsonaro também ampliou numericamente sua dianteira entre os evangélicos, mesmo com o escândalo do MEC, que envolveu pastores —inclusive o ex-ministro Milton Ribeiro, que chegou a ser preso.

Ele tem 43% (tinha 40%), enquanto Lula marca 33% (tinha 35%) no segmento que reúne 25% do eleitorado e tem grande organização política.

Lula tem tido maior exposição na mídia, participando de entrevistas e dando mais declarações.

Até aqui, isso não parece ter atiçado o antipetismo que ajudou a levar o então obscuro deputado Bolsonaro ao poder em 2018, mas é possível argumentar que a campanha de fato não começou —a propaganda gratuita chega à rádio e à TV no dia 26 de agosto.

Na estratificação regional, não houve saltos. Lula segue bem à frente no Nordeste (59%, ante 24% de Bolsonaro e 8%, de Ciro), região com 27% da população. Na mais populosa, o Sudeste (43% dos ouvidos), tem 43%, enquanto o presidente marca 28% e o ex-ministro, 9%.

Bolsonaro só mantém fortaleza no Norte (8% da amostra), onde empata tecnicamente com Lula (39%, ante 41% do petista).

Na pesquisa de intenção espontânea de voto, na qual os nomes dos candidatos não são apresentados, também foi registrada estabilidade em relação a junho.

Lula lidera com 38% (tinha 37%), Bolsonaro marca 26% (27% antes), Ciro tem os mesmos 3% e Tebet surge com 1%. Os indecisos também se mantiveram no mesmo nível, com 25% (eram 27%).

Os candidatos estão na praça, agora confirmados por convenções partidárias. Após a tríade que domina as pesquisas, há o grupo que empata tecnicamente na pesquisa estimulada: Tebet (2%), o deputado André Janones (Avante, 1%), Pablo Marçal (Pros, 1%) e Vera Lúcia (PSTU, 1%). Votam em branco ou nulo 6%, e 3% dizem não saber quem escolher.

Não chegam a pontuar Luciano Bivar (UB), General Santos Cruz (Podemos), Leonardo Péricles (UP), Felipe Dávila (Novo), Eyamel (DC) e Sofia Manzano (PCB).

Emenda de Tadeu Alencar vai para o cemitério após Nicinha e Dinca traírem o vice

Conhecendo os “modus operandi” do prefeito de fato de Tabira, Dinca Brandino (MDB), o ex-vereador Marcílio Pires (PSB) e os ouvintes da Rádio Cidade FM profetizaram quando alertaram o vice-prefeito Marcos Crente para a possibilidade da gestão não cumprir o que foi acordado com ele.

Em uma reunião onde estavam a prefeita Nicinha, o prefeito de fato e marido dela, Dinca Brandino, o secretário de Administração, César Pessoa, vereadores aliados e o próprio Marcos Crente, ficou fechado entre eles que o vice conseguiria uma emenda parlamentar e esta seria destinada à compra de um ônibus para o TFD.

Quando o recurso foi creditado na conta da prefeitura no valor de R$ 500 mil, fruto da emenda parlamentar de autoria do deputado federal Tadeu Alencar, Marcos foi à Rádio Cidade comemorar a conquista e, naquela oportunidade, ao ser questionado, afirmou que não aceitaria que o dinheiro fosse empregado em outra coisa que não fosse o que foi acordado entre ele e a gestão em uma reunião.

Na manhã desta quinta-feira (29), o secretário de Administração, César Pessoa, esteve falando ao Programa Cidade Alerta, da Rádio Cidade FM, e confirmou que tudo não passou de “palavras ao vento” na reunião que aconteceu entre eles.

Lamentando toda a celeuma gerada, César disse que a discussão é muito pequena, mas reconheceu que faltou diálogo e que o vice deveria ter sido chamado para outra reunião para que pudessem entrar em um acordo.

César disse que a prefeita Nicinha, é que tem o poder de decisão pra decidir onde vai empregar os recursos, determinou que os R$ 500 mil conseguidos por Marcos Crente iriam ser empregados para construção das paredes do novo cemitério de Tabira. Faz sentido já que nem os vivos tem cumprido a palavra e os acordos firmados na Cidade das Tradições…