Brejinho, Ingazeira, Santa Terezinha e outras cidades do Pajeú informam estar sem estoque para 2ª dose da vacina Astrazeneca

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) recebeu notificações de quarenta municípios de Pernambuco informando que estavam sem estoque da vacinas contra covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para aplicação da segunda dose.

A aplicação do imunizante havia sido suspensa em outras cidades do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Tocantins e Rondônia. O Ministério da Saúde recomenda em casos semelhantes a aplicação de vacinas da Pfizer, se houver no estoque.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a previsão é que as novas entregas da vacina aconteçam ainda nesta semana. A fundação já havia informado no dia 2 de setembro que as próximas entregas seriam realizadas entre 13 e 17 de setembro. A última entrega ocorreu no dia 27 de agosto.

O intervalo ocorreu porque os lotes do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), importado para a fabricação da vacina, só chegaram nos dias 25 e 30 de agosto.

Confira municípios que ficaram sem a vacina:

Surubim
João Alfredo
Passira
Orobó
Vicência
Vertente do Lério
Salgadinho
Paudalho
Cumaru
Machados
Limoeiro
Joaquim Nabuco
Palmares
Gameleira,
Cortês
Tacaimbó
Taquaritinga do Norte
Cupira
Jataúba
Barra de Guabiraba
Jurema
Pedra
Serrita
Verdejante
Dormentes
Trindade
Exu
Granito
Brejinho
Ingazeira
Santa Terezinha
Calumbi
Flores

Sala do cartório de Tabira homenageia José Pereira de Morais

A Mesa Diretora do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) participou da solenidade de nominação da Sala do Cartório Eleitoral do Município de Tabira (50 ZE). No evento, a sala foi batizada com o nome do servidor público José Pereira de Morais.

A proposta de homenagem partiu do presidente do TRE-PE, desembargador Carlos Moraes, e foi aceita por unanimidade pela Corte Eleitoral.

Na tarde da última sexta-feira (3) desembargadores, juízes, advogados, promotores, lideranças políticas e empresariais da região do Pajeú compareceram à cerimônia em homenagem ao servidor que viveu entre 1924 e 1996.

Da Corte Eleitoral de Pernambuco, estiveram presentes o presidente Carlos Moraes, o então vice-presidente e corregedor Frederico Neves, os desembargadores Rodrigo Cahu Beltrão e Carlos Gil Rodrigues Filho e as desembargadoras Mariana Vargas e Iasmina Rocha.

O desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) Bartolomeu Bueno de Morais e o advogado Roberto Morais, filhos de José Pereira de Morais, falaram em nome da família, agradecendo a homenagem ao Presidente Carlos Moraes, ao vice-presidente Frederico Neves e a toda Corte Eleitoral, além de enaltecer a presença das autoridades, dos amigos, familiares e conterrâneos. Os dois já foram magistrados da Justiça Eleitoral.

José Pereira de Morais, nascido no município de Ingazeira (PE), foi por muito tempo uma liderança política em sua cidade natal, desde quando ainda era distrito de Tabira, exercendo grande influência na luta pela emancipação política de Ingazeira. Hoje, um busto de José Morais pode ser encontrado na Praça do Comércio da cidade, como homenagem da Prefeitura e da Câmara de Vereadores à sua atuação política entre os anos de 50 e 70.

A maior parte dos seus esforços em favor de Ingazeira se deu quando ele exercia cargos no serviço público do Estado. O homenageado foi servidor público municipal e estadual, exerceu o cargo de fiscal do município de Ingazeira e posteriormente foi nomeado fiscal do Estado de Pernambuco, onde exerceu o cargo de Auditor Fiscal, da Secretaria da Fazenda Estadual, lotado na Coletoria de Tabira por muitos anos, aposentando-se nesse cargo após mais de trinta e cinco de serviço, quando já estava lotado na Capital.

Dos nove filhos de José Pereira de Morais, cinco seguiram os caminhos do pai e são membros do serviço público no Estado: Bartolomeu Bueno de Freitas Morais é desembargador do TJPE, Roberto de Freitas Morais é advogado eleitoral e procurador autárquico do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura de Pernambuco (CREA), Bernadete de F. Morais e Tarcísio de Freitas Morais são servidores no TJPE e Sílvia Kátia de F. Morais, servidora do TRE-PE, além dos netos, o promotor Fabiano morais Beltrão e a servidora do TJPE, Mariana Morais Soares.

“Ficamos muito felizes com essa homenagem que o TRE-PE está fazendo ao nosso pai. Agradecemos em especial ao presidente, desembargador Carlos Moraes, ao vice-presidente, Frederico Neves, e a todos que compõem a Corte Eleitoral. É gratificante para mim ser servidora desse Tribunal e poder vivenciar esse momento tão bonito e alegre para nossa família Freitas Morais”, disse Sílvia Kátia sobre o evento de batismo da sala.

Durante a solenidade, além dos presidentes e do vice-presidente do TRE-PE e dos filhos do homenageado, discursaram a prefeita de Tabira, Nicinha de Dinca, e o desembargador do TJPE Alberto Nogueira Virgínio. Todos enalteceram a memória de “seu” José Morais.

Após os discursos, os familiares participaram do descerramento da placa de homenagem e do coquetel oferecido pela família aos convidados, com todos os protocolos de segurança sanitária devido a Covid 19. O clima foi de alegria e descontração.

PMs que descumprirem hierarquia no 7 de setembro poderão ser punidos, diz Paulo Câmara

O governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) afirmou, nesta segunda-feira (6), que os policiais militares que descumprirem as normas de hierarquia da instituição durante sua participação nos atos em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta terça-feira (7) poderão ser punidos. Ao contrário de outros estados do País, que foram recomendados a não tomar participação na manifestação por causa de seu caráter político, a Polícia Militar de Pernambuco disse que os policiais que estiverem de folga estão livres para tomar parte nos atos.

Politização dos PMs

A politização dos PMs, braços armados dos estados, se tornou uma preocupação após o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afastar um comandante que incentivou seus subordinados a tomarem parte nos atos pró-governo federal. “A gente trabalha incansavelmente aqui em Pernambuco a importância de termos uma polícia rigorosa na segurança pública em relação à criminalidade, mas que respeite os direitos humanos e as garantias de ir e vir das pessoas. Não vamos admitir em nenhum momento a politização das nossas polícias e das forças de segurança. Então, eu espero que haja serenidade e responsabilidade de todos os que vão participar de protesto amanhã”, disse o governador, em entrevista à rádio CBN Recife.

Especificamente no caso dos policiais militares, Paulo Câmara lembrou que a questão da hierarquia é muito importante. O socialista fez questão de afirmar que respeita todos os policiais e, portanto, é necessário que eles saibam respeitar também os regulamentos de hierarquia da PM estadual. “Não vamos admitir politização no âmbito das nossas forças policiais. Qualquer ato que possa descumprir os regulamentos instituídos é alvo de punição. Com apuração adequada, com o devido respeito ao contraditório”, sinalizou à tropa.

Preocupação com as manifestações

O governador disse ter uma preocupação com as manifestações convocadas para o feriado de 7 de setembro pela forma como elas foram convocadas e pelos ataques feitos pelo presidente Bolsonaro às instituições ao longo dos últimos meses. Ele afirmou, porém, que espera que os atos em Pernambuco sejam pacíficos e ocorram dentro do espírito democrático. “Vamos ficar atentos a excessos. Não vamos admitir excessos. E eu espero que os manifestantes respeitem o estado democrático de direito e as instituições. A gente espera que ocorra na ordem que foi combinada com os organizadores”, afirmou.

Segundo Paulo Câmara, todos os organizadores de atos, no Recife e no interior, foram procurados pelas autoridades estaduais para conversar, inclusive para alinhar o roteiro das manifestações. Esse movimento foi feito, principalmente, para evitar cenas de violência policial como as que a PM praticou contra manifestantes anti-Bolsonaro em maio deste ano. “Desde o incidente que nós tivemos em 29 de maio que nós atuamos para não deixar, realmente, que nunca mais ocorra cenas como aquelas em Pernambuco. Temos tido o cuidado de chamar previamente os organizadores de todos esses atos para conversar, combinar o roteiro. É bom para quem vai se manifestar, para quem está acompanhando, e para quem não está participando”, declarou.

Atos no Recife

A capital pernambucana terá, pelo menos, três grandes atos neste 7 de setembro, dia que marca a independência do País. Os movimentos e partidos de direita farão dois atos: uma passeata – liderada pela Aliança por Pernambuco e pelo Movimento Direita Pernambuco – e a carreata da “Independência Dia 07/Dia D pela nossa liberdade”, organizada pelo B38. Ambas ocorrerão na Zona Sul do Recife. O terceiro grande ato será a 27ª ediçao do Grito dos Excluídos e das Excluídas realizado pelo Fórum Dom Helder Câmara e que vai contar com a participação de movimentos ligados à esquerda e à defesa dos direitos humanos.

Suspensão de lotes da CoronaVac é medida preventiva e população deve continuar se vacinando

No último sábado (04), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, de forma cautelar, a distribuição e o uso de cerca de 25 lotes da Vacina CoronaVac no Brasil. A medida foi adotada devido à não inspeção pelo órgão federal na fábrica em que as doses foram produzidas.

A decisão não deve causar alarmismo na população, de acordo com o Instituto Butantan, que distribui a vacina no País. Segundo o instituto, os imunizantes são seguros e a providência foi uma precaução do órgão federal.

Cenário em Pernambuco

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), por meio do Programa Estadual de Imunizações (PNI-PE), destacou que aguarda novas orientações do Ministério da Saúde (MS). O Estado recebeu dois lotes entre os que foram listados pela Anvisa, totalizando 264.840 doses e registrou 23.351 doses administradas.

O órgão federal aguarda conclusão da investigação realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os usuários que receberam a vacina deverão ser acompanhados durante 30 dias para avaliação de possíveis eventos adversos.

A suspensão dos lotes não afeta o o PNI-PE e a vacinação continua em todo o Estado. A população deve continuar se vacinando com os imunizantes que são disponibilizados em cada município, incluindo, os outros lotes da vacina CoronaVac, para completar o ciclo vacinal contra a Covid-19.

Pernambuco decreta situação de emergência por estiagem em 55 cidades do Sertão; Tabira novamente na lista

Por causa da estiagem, o Governo de Pernambuco decretou situação anormal, caracterizada como situação de emergência, em 55 cidades do Sertão do Estado.

O decreto assinado pelo governador Paulo Câmara foi publicado na edição do último sábado do Diário Oficial do Estado e tem validade de 180 dias contados a partir do domingo (05).

Entre as justificativas citadas pelo governo para a inserção das cidades no decreto estão a previsão de redução das chuvas e queda das reservas hídricas de superfície, os impactos na agropecuária e a situação socioeconômica desfavorável da região.

Os municípios poderão ser atendidos por órgãos estaduais competentes para atuação específica no combate à situação de emergência, como a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe).

  1. Afogados da Ingazeira
  2. Afrânio
  3. Araripina
  4. Arcoverde
  5. Belém do São Francisco
  6. Betânia
  7. Bodocó
  8. Brejinho
  9. Cabrobó
  10. Calumbi
  11. Carnaíba
  12. Carnaubeira da Penha
  13. Cedro
  14. Custódia
  15. Dormentes
  16. Exu
  17. Flores
  18. Floresta
  19. Granito
  20. Ibimirim
  21. Iguaracy
  22. Inajá
  23. Ingazeira
  24. Ipubi
  25. Itacuruba
  26. Itapetim
  27. Jatobá
  28. Lagoa Grande
  29. Manari
  30. Mirandiba
  31. Moreilândia
  32. Orocó
  33. Ouricuri
  34. Parnamirim
  35. Petrolândia
  36. Petrolina
  37. Quixaba
  38. Salgueiro
  39. Santa Cruz
  40. Santa Cruz da Baixa Verde
  41. Santa Filomena
  42. Santa Maria da Boa Vista
  43. São José do Belmonte
  44. Serra Talhada
  45. Serrita
  46. Sertânia
  47. Solidão
  48. Tabira
  49. Tacaratu
  50. Terra Nova
  51. Trindade
  52. Triunfo
  53. Tuparetama
  54. Verdejante

Membros de grupo de extermínio em Tabira são soltos após defesa de advogado Dudu Morais

O setor de jornalismo da Rádio Cidade FM de Tabira, teve acesso com exclusividade a decisão tomada pelo juiz da Vara Única da Comarca de Tabira, Fórum José Veríssimo Monteiro, onde dez homens acusados por homicídios, associação criminosa, corrupção de menores, posse ilegal de arma de fogo, entrega de arma de fogo a adolescente, comércio ilegal de arma de fogo e com participação em um grupo de extermínio em Tabira, foram ouvidos.

São eles: M.  A.  do A.,  vulgo  “Amaral”  ou  “Mago”,  L. N. de  L.,  vulgo  “Doma”,  M.  M. do  N.,  vulgo “Messias”,  P.  R. de L.  S., vulgo  “Paulo Barros”, E.  da  S.  V.,  vulgo  “Vertinho”,  L.  R.  de  M., vulgo  “Leandro Madeira”,  J. P.  B.  dos  S.,  vulgo “Carreirinha”,  W.  R.  de  O.,  vulgo  “Elzinho”,  J. R.  C.  S., vulgo “Toinho Galista”  e  A. H. S. de M., vulgo “Cabelinho”.

Seis deles deixaram os presídios por decisão judicial, eles foram beneficiados com medidas cautelares. Quatro dos acusados tiveram a defesa composta pelo advogado Carlos Eduardo Silva Morais, popularmente conhecido por Dudu Morais, que formulou o pedido a liberdade provisória aduzindo não mais estarem presentes os requisitos da prisão preventiva, uma vez que a fase de instrução se encerrou, não havendo que se falar em prejuízo para as investigações.

O magistrado entendeu que com base nos fundamentos apresentados, com o fim da instrução criminal, ficou demonstrado que a liberdade dos acusados em nada embaraçará a persecução penal, porquanto suas supostas participações na atividade criminosa, caso realmente existentes, tiveram caráter secundário. Isto é, não teriam atuado na prática direta dos supostos crimes, mas corroborado de maneira indireta, o que sinaliza para um contexto favorável à liberdade provisória, em consonância com o parecer ministerial. Além disso, possuem residência fixa e não são portadores de maus antecedentes.

Conseguiram liberdade provisória os acusados vulgo: Doma, Messias, Leandro Madeira, Carreirinha, Elzinho e Cabelinho, cumulada com as seguintes medidas cautelares diversas da prisão:

  1. Manter o endereço e número de telefone atualizados, onde possam ser encontrados ou contatados pela Justiça;
  2. Não se mudar de comarca sem autorização deste juízo;
  3. Não se ausentar da comarca sem autorização do juízo por mais de 3 (três) dias;
  4. Recolhimento noturno entre as 20h00 e 4h00;
  5. Proibição de frequência a bares, restaurantes, festas, vaquejadas ou similares ou onde haja consumo de bebida alcóolica em público;
  6. Comparecimento mensal ao Fórum de Tabira entre os dias 1 e 5 para justificar atividades e atualizar endereço, ficando tal condição suspensa enquanto o Fórum estiver fechado em decorrência da pandemia.

“Amaral” o mais famoso do grupo, responde por diversos homicídios e também recebe a defesa do advogado Dudu Morais. Ele seria membro do “Grupo de Extermínio”, conforme denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e continua preso. Houve também o indeferimento de pedido de liberdade para os acusados vulgo Paulo Barros, Vertinho e Toinho Galista.

O grupo, formado em sua maioria por pessoas conhecidas na cidade das tradições, teria cometido, segundo fala do Delegado Ubiratan Rocha na operação “prólogo”, pelo menos quatro homicídios em Tabira. Na época das prisões, em março deste ano, houve apoio de delegados, agentes e policiais militares de quatro estados. Foram cumpridos mandados em Solidão, em Água Branca (Paraíba), Japaratinga (Alagoas), Estância e Itabaiana (Sergipe). Foram apreendidas armas de uso restrito. Uma Guarnição Tática Aérea de Sergipe deu suporte à operação, ajudando a fazer levantamento aéreo dos alvos.

Tabira apareceu em levantamento entre as 14 cidades em Pernambuco que registraram recorde histórico de assassinatos no ano de 2020. No Sertão, chamaram a atenção no levantamento o número de homicídios em Custódia, com 18 registros, Tabira com 13 homicídios e São José do Egito com 10 mortes.

A lista foi liderada por Escada, com 70 homicídios e Palmares com 49 casos. Ainda são citados Alagoinha (8), Belém de Maria (10), Camutanga (6), Chã de Alegria (12), Cortês (12), Jurema (13), Manari  (9), Paranatama (7) e São Vicente Ferrer com 18.

Câmara de Tabira entra em recesso parlamentar

A partir desta quinta-feira (1º) até o dia 31 de julho, a Câmara Municipal de Tabira vai dar uma pausa nas atividades legislativas. O atendimento ao público na Casa Eduardo Domingos de Lima continuará acontecendo normalmente das 8h às 13h, mas as sessões ordinárias só voltarão acontecer no dia 02 de agosto.

A suspensão dos trabalhos legislativos ocorre em cumprimento ao artigo 26 da Lei Orgânica do Município e durante o recesso ficam suspensas as sessões ordinárias, reuniões das comissões e audiências públicas.

“O recesso é garantido através da nossa lei orgânica, mas caso tenhamos medidas que necessitem de apreciação convocarei uma Sessão Extraordinária, mesmo que virtual, para que a população não fique prejudicada.”, declarou Djalma Nogueira, Presidente do Legislativo tabirense.

Operação da Polícia Civil cumpre mandados de prisão em Tabira e na Região

Nesta quarta-feira (23), uma operação da Polícia Civil de Pernambuco cumpre mandados de prisão e de busca em apreensão com o objetivo de identificar e desarticular Organização Criminosa voltada à prática do Tráfico de Entorpecentes.

A operação, batizada de “Narco”, foi deflagrada em Tabira e cidades do Pajeú.

Leia na íntegra a nota da Polícia Civil:

NOTA À IMPRENSA

A POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO desencadeou na manhã desta quarta-feira, 23/06/2021, a 47ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada “NARCO”, vinculada à Diretoria Integrada do Interior II – DINTER II, sob a presidência do Delegado Ubiratan Rocha Fernandes, Titular da Delegacia Seccional de Afogados da Ingazeira – 20ª
DESEC.

A investigação foi iniciada em fevereiro de 2021, com o objetivo de identificar e desarticular Organização Criminosa voltada à prática do Tráfico de Entorpecentes.

No dia de hoje, estão sendo cumpridos 09 (nove) Mandados de Prisão e 09 (nove) Mandados de Busca e Apreensão Domiciliar, expedidos pela Vara criminal da Comarca de Afogados da Ingazeira.

Na execução, estão sendo empregados 50 (cinqüenta) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco – DINTEL e contaram com o apoio operacional do 23ªº BPM, do BEPI e do 1º BIESP da Polícia Militar de Pernambuco – PMPE.

Os detalhes da referida operação serão divulgados pela Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, em momento oportuno.

Chefia de Polícia

 

Preço do gás de cozinha tem nova alta nas distribuidoras a partir desta segunda

A partir desta segunda-feira (14) o gás de cozinha está mais caro. O preço médio de GLP sofreu reajuste de 5,9% nas distribuidoras, passando para R$ 3,40 por quilograma (kg), o que representa aumento médio de R$ 0,19 por kg. A Petrobras anunciou o aumento na última sexta-feira (11).

Antes deste último aumento, o botijão de 13 kg já podia ser encontrado por mais de R$ 100 na cidade de São Paulo. Na região Norte da capital, por exemplo, o preço chegava a R$ 113. Em maio, o preço do gás de cozinha subiu 1,24%, em média, em todo o Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Já o gás encanado teve aumento de 4,58%.

Este não é o primeiro reajuste do gás de cozinha no ano. Em janeiro, a Petrobras elevou o preço em 6%. No mês seguinte, a alta foi de 5,1%. Em março, um novo reajuste médio de R$ 0,15 por quilo foi anunciado e, em abril, o aumento foi de 5%.

Feriado em Pernambuco no dia 6 de março é aprovado em primeira votação na Alepe

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou, em primeira votação nesta terça-feira (23), a proposta que transforma em feriado estadual o dia 6 de março, data em que foi deflagrada a Revolução Pernambucana de 1817. Apresentado pelos deputados Isaltino Nascimento (PSB) e Terezinha Nunes (PSDB), o Projeto de Lei segue para a segunda votação antes de ser encaminhado para a sanção do governador Paulo Câmara.

O texto retoma a proposta original de uma lei estadual de 2007, que definiu o dia 6 de março como Data Magna. Dois anos após a criação desse texto, em 2009, o dia que celebra a Revolução de 1817 havia sido transferido para o primeiro domingo do mês de março.

De acordo com os parlamentares responsáveis pela proposta, Pernambuco é o único estado do país em que a Data Magna não é feriado. Por isso, argumentam que a ocasião merece tal destaque devido à relevância do fato.

Hospital de Tabira anuncia construção de lavanderia para colocar bloco cirúrgico em funcionamento

Quase cinco mês depois que assumiu a Direção do Hospital Dr. José Luiz da Silva Neto, Cléo Diniz falou nesta terça-feira (23) pela primeira vez a Anchieta Santos na Rádio Cidade FM. “É um desafio que para vencer tenho contado com o apoio do Prefeito Sebastião Dias, da Secretária de Saúde Zeza e da equipe”, disse Cléo.

A diretora relatou que humanizar o atendimento e ter a compreensão da população são as primeiras dificuldades enfrentadas. Admitiu que a unidade tem ficado sem medico com frequência diante do alto índice de pessoas infartadas e com AVC que precisam de transferência acompanhadas pelo profissional.

Cléo declarou que Tabira cresceu diante de um modelo de saúde que permaneceu o mesmo. Outro calo do Hospital está curado com a aquisição de medicamentos orientados pelo SUS. Mesmo com dois Blocos Cirúrgicos, a unidade ainda não realiza intervenções de média complexidade.

A nova diretora prometeu que a construção da Lavanderia exigida pelo Ministério da Saúde para a realização de cirurgias, teve finalmente a sua construção iniciada. Ao longo do Programa, Cléo Diniz respondeu muitas perguntas dos ouvintes.

Uma das histórias curiosas foi a de que alguns pacientes que procuram a unidade usam como “identificação” a opção política. “Eu quero ser atendido primeiro porque votei em Sebastião”, chegou a dizer um dos pacientes. Informado de que era o estado de saúde e não a cor partidária que definiam quem seria atendido na frente ele insistiu: “mas eu votei em Bastião”! Casos como esses, garante a diretora, são ignorados.

Justiça manda suspender construção das “casinhas” de Dinca

Estão suspensas liminarmente as obras para a construção de casas ao lado da subestação de energia, ás margens da PE-320, as famosas casinhas de Dinca. A determinação judicial foi proferida na última semana, no dia 11 de Maio, e atende ação proposta pela Prefeitura de Tabira, por meio da Assessoria Jurídica, que sustenta que a obra, Clépton Rommel Braynner Colaço, está em desacordo com o Plano Diretor e Lei de Edificações Municipal, também não possuiu as devidas autorizações e licenças emitidas pela municipalidade para ser executada.

Conforme relata o Assessor Jurídico na ação, Dr. Klênio Pires, a Secretaria de Obras e Infraestrutura buscou notificar o demandado a fim de que realizasse a paralisação da construção, mas este se recusou a receber o documento, não obstante o conhecimento da situação, continuou a executar irregularmente a obra de 01 posto de combustível, 01 pousada, 02 galpões, 106 casas e 15 garagens para fins de residência e comércio.

Dentre várias irregularidades, estão: a não aprovação do projeto de construção; não reserva da área de 35% para o Município; carência de alvarás para todas as casas; não existência de projeto de escoamentos das águas pluviais; de esgotamento sanitário e viabilidade de fornecimento de energia elétrica e água encanada. Além disso, relata a engenharia que unidades habitacionais foram construídas em blocos/quarteirões, de forma que com conglomerado de casas dividem paredes de divisão (casas geminadas) e telhado, infringindo assim a legislação municipal, consoante laudo de engenharia incluso na peça.

Pedidos – Na liminar, o Juiz Dr. André Simões Nunes determina que a CONSTRUMÁQUINAS, empresa do ex-prefeito Dinca Brandino e José Marcolino Cristóvão, pai do ex-prefeito, “suspenda imediatamente a execução da obra, localizada no bairro Clépton Rommel Braynner Colaço, Tabira/PE, margens da rodovia PE 320, sob pena de multa diária no valor de R$1.000,00 (mil reais), sem prejuízo da determinação de demolição, caso se vislumbre a necessidade.

“Isto posto, por tudo mais que dos autos consta, DEFIRO O PEDIDO DE LIMINAR, o que faço com fundamento no artigo 936, I, do CPC, para que o demandado SUSPENDA IMEDIATAMENTE a execução da obra, localizada no bairro Clépton Rommel Braynner Colaço, Tabira/PE, margens da rodovia PE 320, sob pena de multa diária no valor de R$1.000,00 (mil reais), sem prejuízo da determinação de demolição, caso se vislumbre a necessidade”.

PE registra 58 casos de doenças neuroinvasivas relacionadas à dengue e chikungunya e 16 mortes

Ao menos 16 pessoas morreram com suspeita de ter contraído doenças neuroinvasivas relacionadas a arboviroses transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, durante o ano de 2016. A Secretaria de Saúde de Pernambuco registrou ao menos 58 ocorrências de moléstias, que são manifestações atípicas da infecção por dengue e chikungunya, já que não há registro associado ao vírus da zika.

Os dados foram repassados pela secretaria, na manhã desta quarta-feira (17). Ao todo, houve a notificação de 120 casos suspeitos. Vinte e seis foram descartados, 31 tiveram exames inconclusivos e cinco ainda continuam em investigação.

As notificações começaram a ser obrigatórias em maio de 2016 e passaram a ser feitas pelos Hospitais da Restauração e Correia Picanço, no Recife, e Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste. Ao todo, 102 casos de doenças neuroinvasivas foram diagnosticados na Restauração, sendo outros 12 no Correia Picanço e seis em Caruaru. A maior parte dos casos (64%) ocorreu entre 29 de maio e 3 de dezembro de 2016, período que já apresentava uma baixa nas notificações de arboviroses no estado.

As doenças neuroinvasivas geralmente se caracterizam pelo início agudo de febre, com rigidez de nuca, alteração do estado mental, convulsões, fraqueza muscular. Dos 120 ocorrências notificadas, 40 tiveram como hipótese a síndrome de Guillain-Barré (SGB), doença neurológica autoimune que pode estar associada a infecções virais. Também foram registradas 21 ocorrências para mielite, 17 para meningoencefalite e 17 para encefalite.

Os 58 casos de doenças neuroinvasivas prováveis para infecção por arboviroses, cinco tiveram resultado laboratorial positivo de infecção por chikungunya (até 10 dias do início da infecção). Os demais 53 tiveram resultado positivo para chikungunya e/ou dengue. Ainda de acordo com a secretaria, a média de tempo entre a infecção por arbovirose e e o início do quadro neurológico foi de 8,5 dias.