Atraso na abertura de farmácia deixa pessoas sem remédio nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira no Vitorino Gomes

Usuários da Unidade Básica do Bairro Vitorino Gomes vêm reclamando desde a semana passada que muitas vezes não estão conseguindo pegar a medicação na farmácia do posto porque a chave é de uso exclusivo de duas servidoras: a enfermeira e a recepcionista.

Quando essas não estão ou chegam atrasadas, os pacientes ficam penalizados sem poder pegar a medicação. Semana passada houve relatos de idosos que foram do sítio e deram a viagem perdida porque nenhuma das duas se encontravam para fazer a entrega.

Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (28), a produção do Programa Cidade Alerta, da Cidade FM 97,7, recebeu a seguinte mensagem: “a farmácia está fechada. Enquanto Amanda não chegar, ninguém pega remédio”. Amanda é a enfermeira do PSF do Vitorino Gomes.

Deixe uma resposta