Após protestos, Prefeitura de Tabira decide rever decisão de reajuste e professores suspendem paralisação

Foi preciso muita pressão dos professores da rede municipal de Tabira para que a Prefeita Nicinha mudasse de ideia e voltasse atrás para o pagamento do reajuste de 33,24%.

De acordo com a Coordenadora do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (Sindruprom-PE), Dinalva Lima, em entrevista a reportagem da Rádio Cidade FM 97,7, o diálogo entre a categoria com a gestão municipal de Tabira avançou após uma nova proposta enviada aos professores.

Nesta terça-feira, os profissionais da educação paralisaram as atividades pela segunda vez e houve uma assembleia na Câmara Municipal de Vereadores. Foi apresentado nesta reunião a nova proposta da prefeita Nicinha Melo (MDB), que acabou sendo aceita pela categoria de forma parcial. De acordo com Dinalva, uma cláusula terá que ser modificada para que a proposta seja totalmente aceita pelo sindicato. O Sinduprom se diz confiante no cumprimento das propostas.

A representante do Sindicato informou ainda que nesta quarta-feira (16), haverá aula normal em todas as escolas da rede municipal.

Foi preciso muita pressão dos professores para que a prefeita Nicinha mudasse de ideia e voltasse atrás para o pagamento do reajuste para todos os profissionais. Na terça-feira (8), a categoria promoveu um buzinaço. Na sexta-feira (11), uma carreata pelas ruas da cidade e um protesto em frente ao prédio da prefeitura.

A queda de braço entre professores e prefeitura teve início após a própria prefeita Nicinha Melo, quebrar a palavra dizendo que não havia a possibilidade de conceder o aumento do piso na porcentagem anunciada relatando problemas com a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Uma reunião no inicio de março com os professores e a presença do contador do município Miguelito e o secretário de Administração, César Pessoa, a mando da prefeita, fez com que a secretária de Educação de Tabira, a professora Lyedja Barros, colocasse o cargo à disposição.

Deixe uma resposta